radio zumbi

sábado, 31 de agosto de 2013

Itabaiana poderá ser a primeira cidade a aderir à moeda social na Paraíba

Moeda Social ou Moeda Solidária é uma moeda complementar ao Real, baseada nos princípios da Economia Solidária, que visa a distribuição de riquezas produzidas, e não o acúmulo. Sendo assim, a Moeda Solidária sistematiza as trocas de serviços e produtos realizadas localmente sem o uso da moeda vigente, o Real. Através de seu uso, cria-se uma rede de trocas compostas por parceiros da comunidade, fomentando o desenvolvimento local e trocas mais solidárias.
Isso faz com que o dinheiro circule mais na cidade, promovendo o desenvolvimento. Com o projeto, poderia ser criado um Banco Comunitário de Desenvolvimento para emprestar pequenas quantias a empreendedores da cidade.

Na Paraíba, só a comunidade São Rafael, na capital João Pessoa, está tocando esse projeto. São Rafael fica no bairro Castelo Branco, é uma comunidade pobre à beira do rio Jaguaribe com graves problemas sociais. Até agora, sete comerciantes já aderiram à moeda social e são conveniados com o Banco Jardim Botânico e sua moeda Orquídea, que disponibiliza pequenos empréstimos em convênio com a Rede Brasileira de Bancos e o Banco Cidadão, da Prefeitura de João Pessoa. “As comunidades não são pobres, mas empobrecidas”, constata Daniel Pereira, também diretor da Rádio Comunitária Voz Popular, que atua na área. Pesquisas indicam que 70% das pessoas moradoras da comunidade trabalham. “Pra onde vai esse dinheiro dos salários?”, pergunta Daniel, ensinando que, com a moeda social, a maior parte desses recursos gira na própria comunidade, o que gera desenvolvimento local.

“Estamos propondo uma reunião do pessoal do Banco Comunitário Jardim Botânico, da comunidade São Rafael em João Pessoa, com vereadores, prefeito e secretários, além de líderes comunitários de Itabaiana, para que os promotores dessa experiência expliquem o que é e como funciona a moeda social”, afirmou Daniel Pereira,  .

Daniel acredita que o prefeito de Itabaiana, por ser uma jovem liderança aberto ao novo, poderá aceitar o desafio de propor novas formas de desenvolvimento local. “Eu vi uma experiência muito interessante no Piauí, na cidade de Cocais, onde a prefeitura local adotou a moeda social e o prefeito decretou que 25% dos salários dos servidores fossem pagos nessa moeda, o que ‘bombou’ de vez a relação comercial com base na moeda do banco social que funciona na cidade, que passou a ter mais recursos circulando e fortalecendo a economia local”, explicou.


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

UFPB nega apoio a projeto de artes cênicas do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar

A Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários da Universidade Federal da Paraíba, através da Coordenação de Extensão Cultural, informou que não pode atender ao pedido da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba – Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, a qual solicitou a disponibilização de um técnico em artes cênicas para ministrar curso de teatro em Itabaiana. A COEX/PRAC, através de José Augusto de Moraes, enviou mensagem eletrônica informando que “o corpo técnico se encontra em outras atividades”.

O núcleo de artes cênicas do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, através do seu coordenador Edglês Gonçalves, não desistirá do curso, que terá início no próximo sábado, dia 31. “Vamos começar trabalhando com os companheiros que já têm alguma experiência e fizeram oficinas de teatro, para repassar os ensinamentos para os jovens inscritos no curso”, adiantou ele.


A Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários, teoricamente, existe para aproximar os diversos segmentos da sociedade ao conhecimento científico, tecnológico e cultural produzidos na Universidade. Fábio Mozart, um dos coordenadores do ponto de Cultura Cantiga de Ninar, lamentou o não atendimento do pleito da entidade por parte da UFPB, “que frustrou os agentes culturais da cidade”. As atividades de extensão da UFPB no campo das artes cênicas se restringem à capital, João Pessoa, estando no momento realizando Projeto de Extensão do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba, o IV Curso Livre de Teatro no período de 31 de julho a 15 de dezembro deste ano, no Teatro Lima Penante do Núcleo de Teatro Universitário (NTU), aberto para alunos, funcionários e pessoas da comunidade. “Seria interessante que a Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários da Universidade Federal da Paraíba procurasse interiorizar essas atividades, para atender a uma população carente de iniciativas culturais”, afirmou Mozart.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Ponto de Cultura faz chamamento aos artistas plásticos para intervenções visuais em sua sede



Casarão sede do Ponto (Foto: Lucas Martins)


O Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, de Itabaiana, acaba de pintar as paredes externas da sede, na Rua Coronel Firmino Rodrigues, nº 107, as quais estão á disposição de grafiteiros para intervenções visuais coloridas com motivos livres, na intenção de criar um diálogo com os visitantes e pessoas que passem em frente ao prédio. “Queremos dar vida para aquele prédio histórico, antigo educandário onde estudou José Lins do Rego”, afirmou Lucas Martins, diretor da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, mantenedora do Ponto de Cultura.

 “Queremos que artistas plásticos simbolizem o que representa um Ponto de Cultura como irradiador de manifestações culturais de todas as formas”, disse Fábio Mozart, um dos coordenadores. A entidade está coletando doações de tintas para a execução das intervenções, que serão em forma de voluntariado. “Fazemos um chamamento, por exemplo, aos artistas locais e até mesmo aos estudantes de artes visuais das universidades que desejem deixar sua marca nessa experiência cultural aqui na cidade onde nasceu Oto Cavalcanti, atualmente um dos mais respeitados artistas plásticos em atividade na Europa”, acrescentou Mozart.

Conhecida como arte de rua, o grafite é caracterizado pela manifestação crítica. A arte do grafite é uma forma de manifestação artística em espaços públicos. A definição mais popular diz que o grafite é um tipo de inscrição feita em paredes. Existem relatos e vestígios dessa arte desde o Império Romano. Seu aparecimento na Idade Contemporânea se deu na década de 1970, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Alguns jovens começaram a deixar suas marcas nas paredes da cidade e, algum tempo depois, essas marcas evoluíram com técnicas e desenhos.

O grafite está ligado diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. O grafite foi introduzido no Brasil no final da década de 1970, em São Paulo. Os brasileiros não se contentaram com o grafite norte-americano, então começaram a incrementar a arte com um toque brasileiro. O estilo do grafite brasileiro é reconhecido entre os melhores de todo o mundo.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Vereador quer municipalizar trânsito em Itabaiana e aumentar número de sessões na Câmara





O vereador Geizimar Rodrigues, conhecido como Preto, requereu ao prefeito de Itabaiana que envie projeto de lei municipalizando o trânsito da cidade, criando um serviço com regras para ordenar e ao mesmo tempo gerar renda com o recolhimento de multas. O parlamentar disse que é visível a necessidade deste serviço, tendo em vista o estado caótico do trânsito, principalmente nos dias de feira livre. O prefeito, através de sua assessoria de comunicação, informou que está estudando formas de racionalizar o tráfego de veículos, principalmente no centro da cidade, juntamente com autoridades do setor. Ontem, 27, ele esteve reunido com o Tenente Linhares e o Major Teogenes, da Polícia Militar, ocasião em que foram discutidas formas de melhor organizar o trânsito.

Sobre a gestão do prefeito Antonio Carlos Melo Júnior, Preto afirmou que a Secretaria de Saúde está desempenhando bem seu papel, “porém, os demais setores vêm deixando a desejar”, observou ele, sublinhando que “a falha mais visível é a falta de articulação entre as secretarias e a Câmara Municipal, principalmente a infraestrutura que está paralisada”. No que concerne ao seu posicionamento político, Preto foi categórico: “Minha posição é a mesma, pois fui eleito em um partido de oposição e permaneço no mesmo direcionamento. Todavia, no que for para levar Itabaiana no rumo do desenvolvimento e para o bem da população, o Poder Executivo pode contar conosco”, afirmou ele.

Geizimar Rodrigues disse ainda que é totalmente a favor da diminuição do recesso na Câmara. “Acho louvável, e o Presidente Wellingson pode contar com meu total apoio, pois até já apresentei, na Câmara Municipal um Projeto de Resolução nº 06/20013 que amplia de uma para duas o número de sessões semanais, no que espero poder contar com os demais vereadores, para que juntos façamos mudanças necessárias no Poder Legislativo”, declarou Preto. Para ele, não se justifica que os vereadores se reúnam apenas em um dia da semana, pois é grande o volume de problemas a serem debatidos.





terça-feira, 27 de agosto de 2013

Hino do grupo regional do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar disputa festival de música em Pombal




Orlando Otávio foi homenageado pela Escola Estadual Meira de Vasconcelos no dia 23 de agosto, durante a II Mostra Cultural da 12ª Gerência Regional de Ensino.

A música “Ganzá de ouro”, de Orlando Otávio, está entre as composições que participarão do II Fempop, Festival de Música de Pombal, que acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de agosto. O festival programa participação de artistas de renome em todo o Nordeste. A música de Orlando Otávio foi composta para servir como “abre alas” do grupo de música regional “Ganzá de Ouro”, do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar em Itabaiana.

O arranjo é de Tiago, tecladista da cantora e compositora itabaianense Cristiane Villena. A composição de Orlando Otávio fala da tradição musical da terra de Sivuca em ritmo de ciranda, e será acompanhada pela banda oficial do Fempop. “Espero contar com a torcida dos meus conterrâneos”, declarou Orlando Otávio, que também é poeta e grande incentivador da cultura local.

“Tum, tum do Ganzá de Ouro fazendo a sua retreta”, diz o refrão da música, que foi apresentada publicamente pela primeira vez em 2012, durante a reinauguração do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar e gravada em vídeo pelo núcleo de audiovisual do Ponto, DVD que está à venda na sede da instituição, na Rua Coronel Firmino Rodrigues, 107, com renda revertida para as despesas do artista em sua nova incursão por festivais regionais, ele que participou do último Forrofest realizado em Itabaiana. O autor já lançou dois CDs de músicas religiosas e uma coletânea de músicas de raiz, tendo uma de suas composições, “Toada de terreiro”, gravada no CD Festival SESC de Música Paraibana, em parceria com Fábio Mozart, Coordenador Executivo do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar. Ele ainda é autor do Hino das Virgens e do Bloco da Saudade, agremiações carnavalescas de Itabaiana. Orlando também tem canções compostas em parceria com o forrozeiro Aracílio Araújo, artista itabaianense radicado no Recife. Ele é autor do livro “Do mar arriba, as maravilhas da Paraíba”, a ser lançado brevemente com patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos, da Secretaria Estadual de Cultura.

O compositor itabaianense espera receber apoio da Secretaria de Cultura de sua cidade para fazer frente às despesas de deslocamento. “Vou representar Itabaiana neste festival e tenho certeza de que terei o reconhecimento do Poder Público, mesmo porque todos os artistas que estarão em Pombal recebem ajuda dos seus municípios, até caravanas estão sendo formadas nas cidades participantes para incentivar seus compositores”, disse Orlando. “Não terei a energia positiva da torcida dos meus conterrâneos, mas estarão comigo em pensamento, torcendo pelo sucesso de minha música”, finalizou.


segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Ingá realiza ações de solidariedade no “Dia do Bem-Fazer”





Foi neste domingo, 25, o evento anual da cidadania denominado “Dia do Bem-fazer” em diversas cidades da Paraíba. Em Ingá, foram realizadas atividades em educação, lazer, esporte e meio ambiente, beneficiando comunidades carentes.

O projeto é promovido pelo Instituto Camargo Correia e acontece simultaneamente na América Latina, África e Europa sempre último domingo de agosto. Na Paraíba, o Instituto Alpargatas, parceiro do Moimento Nós Podemos Paraíba, coordenou o evento, que tem o apoio da Fundação Solidariedade. Várias empresas locais e órgãos públicos, além de voluntários na cidade de Ingá participaram das ações de solidariedade.

O objetivo do Dia do Bem-Estar é estimular e apoiar os profissionais das empresas da Camargo Correia na realização de ações voluntárias em prol das comunidades onde atuam, além de promover e divulgar a cultura do voluntariado. O evento já se consolidou como uma das mais importantes iniciativas de voluntariado do setor privado. Os parceiros estratégicos são o Instituto Alpargatas e a Fundação Loma Negra.

sábado, 24 de agosto de 2013

Itabaiana foi pioneira na radiodifusão comunitária da Paraíba



O empresário de comunicação Antonio Andrade e Sarah Wylicar, diretores da estação de rádio comunitária em Itabaiana, estão anunciando festa para comemorar os cinco anos da Rádio Comunitária Rainha, no próximo dia  31 de agosto a partir das 20 horas, ao lado da Policlínica, antiga Casa da Mãe Pobre.

A cidade tem uma história antiga em relação a essas emissoras de baixa potência que funcionam sob controle da sociedade. Em 1972, quando nem se falava em rádio comunitária, Berto da União e Manoel Leite de Melo, o popular Neco Frizo, ousaram botar no ar a Rádio União, uma comunitária que começou funcionando no prédio da União de Artistas e Operários e depois se mudou para o campo do Náutico. Era uma emissora de amplitude modulada, com potência de uns 100 watts no velho transmissor caseiro de válvulas, o famoso “rabo quente”.
Antes, em 1967, foi inaugurada a Rádio Vitória, invenção de Monteiro, com apoio dos locutores Carlinhos Veloso, Cardoso e Getúlio Antunes. O professor e historiador Israel Elídio de Carvalho Filho lembra até da grade de programação da Rádio Vitória: noticiário pela manhã e à tarde; dezesseis horas, forró pé-de-serra, depois a resenha esportiva “Bola na Rede”, encerrando com o programa “Seresteiros da noite”, às 20 horas, com apresentações ao vivo dos cantores Solon Almeida e Adones Gomes de França, que depois enveredou pelos caminhos empresariais do jogo do bicho, tornando-se um magnata desse negócio que mistura reino animal com loteria.
Mas a pioneira mesmo foi a Rádio Clube de Itabaiana, emissora que funcionou nos anos 50 na Avenida José Silveira. Seu mentor foi um misto de policial e artista plástico, Raul Geraldo de Oliveira, coronel da Polícia Militar, depois professor e dono de colégio. Naquela época, Itabaiana refletia a cultura pernambucana. A Rádio Clube de Itabaiana seguia a linha da sua congênere, pelo menos no desenho da grade de programação, a famosa e também pioneira Rádio Clube de Pernambuco, única emissora sintonizada pelos itabaianenses naquelas remotas eras.
A equipe da Rádio Clube de Itabaiana contava com Wellington Veloso, Ismar, Iolanda e Luluta, que animavam os programas de auditório com quadros de humor e números de calouros. Pessoas que, por assim dizer, eram 80% fantasia. Caprichos da vontade, sem base alguma em realidade concreta, porque montar e operar uma rádio naqueles tempos fugia totalmente ao controle da razão, e só elementos guiados pela paixão e pelo gosto desmedido seriam capazes de fazer funcionar um empreendimento desse tipo.
Teve vida breve a Rádio Clube de Itabaiana, semelhante às sucessoras Rádio Difusora Nazaré, do Ivo Severo, e Rádio Comunitária Vale do Paraíba, que funcionou apenas no período de um dia, sendo fechada pela Polícia Federal. A Vale do Paraíba foi a mais efêmera das emissoras itabaianenses. Antes, um grupo  de Pernambuco instalou a Rádio Itabaiana, também lacrada pela Agência Nacional de Telecomunicações.
.

Feira cultural destaca artistas e escritores regionais


Professoras ao lado de banner de Fábio Mozart, em um dos stands da Mostra


A II Gerência Regional do Ensino, em Itabaiana, promoveu ontem, 23, a 2ª Mostra Cultural da Região, destacando artistas e escritores dos municípios da região. De Itabaiana, tiveram suas biografias e obras divulgadas o poeta Orlando Otávio, jornalista Arnaud Costa e o dramaturgo Fábio Mozart, editor do jornal “Tribuna do Vale”.

O evento foi realizado na Praça Epitácio Pessoa, onde foram expostos documentos, fotos, maquetes e trabalhos escolares relacionados aos artistas realçados. Na ocasião, repentistas e cantadores fizeram apresentações, além de danças e música regional, comemorando o Dia do Folclore. A Mostra visa fomentar a vida cultural das cidades do vale do Paraíba, região com forte potencial artístico, porém com dificuldade de divulgação de seus trabalhos. 

Os stands acolheram as artes expressas em variadas formas, além de livros e objetos relacionados aos artistas homenageados. Para Das Dores Neta, uma das organizadoras do evento, a Mostra foi brilhante e deu oportunidade aos estudantes e o público em geral de conhecer um pouco da nossa cultura, com saberes diferentes. “Essa troca de informações sobre nossa cultura é o que torna a Mostra realmente importante”, declarou.

Para Fábio Mozart, um dos que foram homenageados pela Escola Estadual João Fagundes de Oliveira, a Mostra foi interessante para que os estudantes tivessem a oportunidade de se beneficiar com o conhecimento de nossa história recente, porque foram levados a ler livros sobre a cultura e as personalidades de Itabaiana.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Extração de areia em Pilar afeta cidades vizinhas



Desvio para o tráfego de caçambas em Juripiranga



A extração de areia no rio Paraíba no município de Pilar vem causando transtorno em Juripiranga, cidade que fica a 13 quilômetros, na divisa com Pernambuco. As caçambas carregadas com areia, que trafegam intensa e diariamente, destroem o calçamento das ruas. Tentando amenizar o problema, o prefeito Paulo Dária, de Juripiranga, resolveu construir um desvio por trás do cemitério público para o tráfego das caçambas de areia. No local, a Secretaria de Infraestrutura colocou pissarro para o aterro, com a parceria da Usina Central Olho D’água que doou parte do material.

Para orientar os motoristas, a Secretaria implantou também placas de sinalização na Avenida Brasil, Rua Pernambuco, Rua Paraíba, 3ª e 4ª Travessa da Av. Brasil e todo trajeto da estrada por trás do Cemitério.  

As caçambas carregadas com areia do rio Paraíba destinam-se a Pernambuco, e trabalham a serviço de uma empresa cuja atividade está sendo contestada pelo Ministério Público Federal. A firma, de propriedade de Pedro Ribeiro, filho da prefeita de Pilar, Virgínia Veloso, vem extraindo areia do rio há anos, causando fortes danos ambientais e colocando em risco a segurança dos moradores. Nesta semana, uma menina morreu afogada em uma área de escavação no rio. Moradores da localidade preocupam-se com a devastação ecológica causada pela atividade mineradora próxima às margens do rio, com risco de erosão. Os moradores temem que as casas fiquem com a estrutura comprometida por causa da fragilidade do solo.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

PILAR



Jovem de Juripiranga é vítima de afogamento no rio Paraíba

Jovens tomam banho no rio Paraíba em trecho ainda não violentado pelas dragas da mineração -  Foto: JuriBike

Adolescente de 13 anos faleceu por afogamento no rio Paraíba, próximo ao Engenho Recreio, em Pilar. A tragédia aconteceu ontem à tarde, quarta-feira, 21 de agosto. Quatro pessoas estavam se afogando, três foram salvas por um popular. O acidente aconteceu em área onde opera draga que retira areia do rio Paraíba. A vítima era da cidade de Juripiranga, e estava em Pilar com familiares.

A exploração de areia no leito do rio Paraíba está sendo contestada pelo Ministério Público. A empresa mineradora é de propriedade de Pedro Ribeiro, filho da prefeita de Pilar, Virgínia Veloso. “O fato é que o jovem foi vítima dessa agressão à natureza”, afirmou Antonio Costta, natural de Pilar e editor do blog www.pilarpb.blogspot.com.br 

Para o Ministério Público Federal, a emissão de licenças ambientais e licenças minerarias é irregular na região, “permitindo uma atividade que resultou em mais de 10 anos de extração contínua de areia no leito do Rio Paraíba pela empresa Pedro Vaz Ribeiro Neto, sem qualquer controle quanto à recomposição ou cumprimento de plano de recuperação ambiental da área impactada”.




ITABAIANA

12ª Regional de Ensino realiza Mostra Cultural nesta sexta-feira




A 12ª Regional de Ensino, que tem como sede Itabaiana, realiza nesta sexta-feira, 23 de agosto, a partir das 16h, na Praça Epitácio Pessoa, a 2ª Mostra Cultural.
A ação objetiva apresentar à sociedade o trabalho desenvolvido pelas escolas da rede de estadual em Itabaiana, e vai homenagear artistas regionais. O evento envolverá cerca de mil pessoas, entre as quais alunos, pais, diretores, coordenadores, supervisores e técnicos de escolas, além de visitantes.
De acordo com Das Dores Neta, uma das organizadoras, a ação também visa proporcionar um momento de integração e interação entre as escolas da rede de ensino e promover o reconhecimento e divulgação de artistas e escritores locais junto às novas gerações. Serão homenageados, entre outros, o jornalista Arnaud Costa, o poeta Orlando Otávio e o dramaturgo Fábio Mozart.

Durante o evento, haverá apresentação de tendas com os trabalhos realizados pelas escolas junto aos artistas e ainda um concurso de quadrilha junina com premiação de 1º lugar. Carrinhos de pipoca e forró pé de serra também serão oferecidos aos presentes. "Além de integrar a comunidade escolar, a mostra proporcionará atividades direcionadas para a melhoria e qualidade do ensino, buscando despertar nos alunos a cultura, por da pesquisa da vida e obra dos artistas homenageados, criando, dessa forma, perspectivas positivas de crescimento pessoal e intelectual desses estudantes", explicou Das Dores Neta, que também exerce o cargo de Presidente do Conselho Municipal de Cultura.