radio zumbi

sábado, 30 de novembro de 2013

ITABAIANA

Clientes do Banco do Brasil reclamam de atendimento


Clientes em frente à agência do BB em Itabaiana (Foto: Arte Notícia)

Os clientes da agência local do Banco do Brasil estão revoltados com o sistema de atendimento que o banco vem oferecendo. As reclamações são generalizadas. Além da demora no atendimento, os caixas de auto-atendimento estão quase sempre sem dinheiro, provocando o crescimento das filas e conseqüentemente causando a revolta dos clientes. Outro problema enfrentado pelos clientes do banco está relacionado ao número insuficiente de funcionários. “É humilhante o atendimento desse Banco do Brasil de Itabaiana. Alguém tem que tomar um providencia, e com certeza não será a ouvidoria do Banco. Não temos Procon em Itabaiana, acho que o único órgão que poderia resolver seria o Ministério Público”, disse José Pereira, cliente do Banco, nas redes sociais.

Os correntistas da entidade financeira reclamam da forma como estão sendo atendidos na agência, onde alguns direitos garantidos no código dos clientes de estabelecimentos bancários estão sendo ignorados. “Fiquei duas horas numa fila de caixa eletrônico apenas para sacar meu dinheiro neste bendito banco. É revoltante. O pior é ver pessoas idosas sendo maltratadas nesse Banco do Brasil de Itabaiana, tendo de aguardar horas numa fila. Eles demoram a abastecer os caixas apenas para maltratar a população, e porque ninguém faz nada. Itabaiana é uma cidade sem lei, e entreguei às baratas. Faz nojo as ditas autoridades desta cidade”, desabafou o cliente Samuel.

Arnaldo, outro correntista, foi incisivo: “Cadê o Ministério Público de Itabaiana que não enquadra o irresponsável deste gerente do Banco do Brasil? Estava eu no Banco do Brasil hoje (29), quando começou um tumulto. Tudo porque o BB de Itabaiana castiga seus clientes nas filas e só depositam dinheiro nos caixas depois das 10h da manhã. É preciso que o Ministério Público tome uma atitude contra esse gerente, pois isso só ocorre no Banco do Brasil de Itabaiana”, disse ele.


quinta-feira, 28 de novembro de 2013

PILAR

Difusora completa 17 anos e aguarda outorga 

para se transformar em rádio comunitária

 
Benjamim Felipe, criador e mantenedor da Difusora


Elizabeth herdou a paixão do pai pela radiodifusão

A Difusora Verdes Mares completou 17 anos de existência no mês de setembro de 2013, tendo como idealizador o técnico em eletrônica Benjamim Felipe de Oliveira, na cidade de Pilar, no agreste paraibano. A Difusora enviou todos os documentos ao Ministério das Comunicações para se habilitar a uma outorga de rádio comunitária, mas ainda não obteve nenhuma resposta do Governo, segundo Benjamim.

A Difusora Verdes Mares realiza um trabalho de comunicação social de grande importância para a pequena cidade, anunciando o comércio local, achados e perdidos, divulgando programas religiosos e informes de utilidade pública, além de realizar campanhas sociais como arrecadação de roupas e alimentos para famílias carentes da comunidade.

O sistema de som funciona com cabeamento, através de caixas de som espalhadas pelas ruas principais de Pilar. “Já tivemos bons momentos, fazíamos programas que tinham boa aceitação e retransmitíamos boa parte da programação da Rádio Tabajara da Paraíba, mas atualmente estamos restritos mais à difusão de utilidade pública e veiculação de música”, disse Benjamim. Sua filha, Elizabeth Viana, tomou gosto pela difusora e atualmente é quem gerencia a parte técnica e faz locução, enquanto o pai cuida dos cabos e caixas e arrecada as colaborações no comércio.


A Difusora Verdes Mares, futura rádio comunitária de Pilar, acaba de entrar para a rede de rádios e serviços de som que retransmitem o programa “Alô comunidade”, da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, produzido nos estúdios da Rádio Tabajara da Paraíba AM, na frequência de 1.110 Khz, todos os sábados a partir das 14 horas, tendo como correspondente em Pilar o repórter Evanio Teixeira

JURIPIRANGA


Prefeitura limita tráfego urbano em 30 km por hora na via principal


Por medidas de segurança, a Prefeitura de Juripiranga, através da Secretaria de Infraestrutura, implantou novas placas de sinalização na Avenida Brasil, centro da cidade, limitando em 30 km por hora a velocidade máxima dos veículos que trafegam na via.

A rua, de pouco mais de 1 km de extensão, possui pavimentação asfáltica desde 2006 e apesar da movimentação intensa de veículos, nunca foram registrados acidentes graves, apenas eventos de pequenas proporções como colisão de veículos e atropelamentos de pedestres, sem gravidade.

Em 2008, a velocidade máxima permitida era de 40 km por hora. No entanto, com o aumento do tráfego registrado desde o ano passado, o atual Prefeito, Dr. Paulo, atendendo a apelos constantes dos moradores do local – inclusive apelos de pessoas que foram vítimas de atropelamentos – decidiu diminuir de 40 para 30 km por hora a velocidade dos veículos em 80% do trecho.

A população, bem como a Câmara de vereadores, vem constantemente também solicitando a implantação de lombadas na mesma avenida. Encontrando dificuldade de encontrar uma empresa que queira realizar tal serviço no local, a Prefeitura procurou sinalizar com placas.

Em outra rua principal da cidade, a Prefeitura limita a passagem dos veículos em apenas 10 km por hora nos dias de quartas feiras e sábados, velocidade baixa em virtude do acontecimento da feira livre semanal neste local.


Do blog de Eno Lucas

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Banda de Pilar toca na festa do Caranguejo em Juripiranga


Cláudio Antonio, conhecido por Klaus Meine, baterista da banda Sennus


A banda Sennus, de Pilar, participará da programação da tradicional festa de Nossa Senhora da Conceição em Juripiranga, conhecida como “festa do caranguejo”, que acontecerá nos dias 6, 7 e 8 de dezembro. A festa comemora trinta anos de existência na Rua Tiradentes, no Conjunto Caio Correia. 

O organizador da festa, Severino Júlio Correia, anuncia que as atrações serão Banda Anjos da Noite, no dia 6; Torum e Lulu Bagaceira no dia 7 e banda Sennus de Pilar, encerrando as festividades no dia 8 de dezembro. Severino é aposentado, incentivador das tradições locais e pessoa bastante conceituada em Juripiranga.
 
Segundo Cláudio Antonio de Oliveira, músico residente em Juripiranga e que atualmente atua como baterista da banda Sennus de Pilar, a festa do caranguejo visa promover a tradição da cultura local, valorizando seus artistas.  “As atrações do evento são todas da nossa cidade, com exceção da Banda Sennus, da qual faço parte, tendo conseguido encaixar a banda no evento”, afirmou Oliveira.  A prefeitura de Juripiranga  está apoiando a festa e os artistas da terra. Conforme afirmaram alguns músicos de Pilar, o mesmo não acontece na terra de José Lins do Rego onde, ainda segundo eles, “o artista local não é prestigiado”. 

Reportagem e foto: Evanio Teixeira

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Cortejo de Boi em Itabaiana foi adiado mais uma vez


Será no dia 13 de dezembro o 1º Cortejo de Bois de Itabaiana, promovido pelo Ponto de Cultura Cantiga de Ninar. O adiamento se deu por motivo de definição de logística para a recepção dos grupos folclóricos que estarão na cidade para o evento, além de acomodação de datas.

No dia de Santa Luzia e Dia Nacional do Forró, teremos finalmente o Cortejo de Bois, com participação de vários grupos de Itabaiana e cidades vizinhas, além do Cavalo Marinho Boi de Prata, de Pedras de Fogo.

O Cortejo de Bois faz parte do projeto “Cavalo marinho do mestre Ciço”, proposto pela professora Jandira Lucena, com patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos da Secretaria de Cultura do Estado.


O Cortejo desfilará pela cidade, fazendo evoluções finais na Praça Epitácio Pessoa onde se dará a competição das agremiações que receberão troféus e medalhas. A Prefeitura de Itabaiana, através da Secretaria de Cultura, já disponibilizou recursos humanos e materiais para a realização do evento cultural, e a 12ª Gerência Regional de Ensino se comprometeu em liberar os alunos da rede pública para acompanhar o Cortejo, como atividade extra-classe.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Professora de Itabaiana é a primeira indicada para o Prêmio Leonilla Almeida 2014


A professora Maria do Socorro Medeiros Dias (foto) foi indicada pelo Comitê de Organização do Prêmio Leonilla Almeida e terá seu trabalho reconhecido em 2014 com a concessão da honraria, destinada a mulheres da região que tenham realizado ações de inclusão social e defesa da cidadania.

Socorro Medeiros é coordenadora do Projeto Mais Educação na Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. João Florentino Meira de Vasconcelos, onde trabalha com um projeto de horta cultivada em terreno da escola por uma equipe de cerca de 15 alunos diretamente envolvidos. O Projeto Horta na Escola foi pensado e promovido pela própria Socorro Medeiros, que investiu nas sementes e implementos agrícolas. Em quatro meses, o projeto já chamou a atenção da Emater que está oferecendo assessoria técnica. "Não temos qualquer apoio da Secretaria de Educação do Estado, apenas a permissão para uso do terreno, mas espero que a iniciativa tenha seu devido reconhecimento e venha a se propalar por outras escolas, pois é uma forma de envolver os alunos em atividades de defesa do meio ambiente e produção de alimentos orgânicos, saudáveis, além de melhorar muito a auto estima dos jovens", disse Socorro.

A ideia de os próprios alunos produzirem alimentos saudáveis tem o apoio da diretora da escola, professora Ceiça, e de uma equipe de auxiliares, entre eles a merendeira Miriam e os auxiliares Josevaldo e Josemar. "Agradeço a todos os que têm ajudado na execução do projeto, pois a gente tem recebido auxílio até de pessoas da comunidade, onde distribuímos o excedente da produção para famílias carentes do entorno", disse Socorro Medeiros. A Escola se localiza no final da Rua Santa Rita, perto da localidade Suburbana, periferia de Itabaiana.

A horta escolar já recebeu também a visita da Gerente Regional de Ensino, a qual teceu elogios à iniciativa do Projeto Horta Escolar, concebido com a finalidade de intervir na cultura alimentar e nutricional dos escolares, incorporando a alimentação nutritiva, saudável e economicamente sustentável como eixo gerador da prática pedagógica.  
Técnicos da Emater inspecionam a horta da escola



domingo, 24 de novembro de 2013

Seja um voluntário do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar

Dona Cassiana Meneses e Marcos Veloso, voluntários do Ponto 

Esta entidade não tem fins lucrativos e objetiva produzir eventos, difundir a cultura regional, dar espaço para projetos educacionais e apoiar os artistas de Itabaiana.

Apoie

Você pode colaborar com a nossa associação das seguintes formas:

Corporativo:
A sua empresa pode patrocinar eventos, pode ter descontos em impostos por meio de lei de incentivo, pode fazer doação em dinheiro ou doar produtos ou serviços como transporte, manutenção predial, suprimentos de informática, material de papelaria etc. Clique aqui e saiba mais!

Sendo um membro ativo:
Você poderá atuar junto ao nosso grupo de teatro, orquestra de violões, oficinas e cursos gratuitos.

Doando sua capacidade profissional:
Advogados, bibliotecários, artesãos, pedagogos, psicólogos, artistas plásticos, técnicos em informática, publicitários, profissionais de marketing, relações públicas, jornalistas, fotógrafos, web designer, profissionais de RH, promotores de eventos, são exemplos de profissionais que aplicam seus conhecimentos em benefício da nossa Associação.

Fazer Doação

Depósito em Conta Corrente:
Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba
Banco do Brasil
Agência: 0164-3
Conta: 16.784-3

sexta-feira, 22 de novembro de 2013



Gerência Regional de Ensino libera estudantes para participar de projeto cultural em Itabaiana
 
Oficina de boi de reis no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar
A 12ª Gerência Regional de Ensino, sediada em Itabaiana, liberou os alunos da rede pública estadual para participarem do 1º Cortejo de Boi Bumbá, programado para a tarde do dia 6 de dezembro. A gerente Maria Auxiliadora Cavalcante Lacerda atendeu ao pedido de parceira feito pelo Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, que consiste em dar força aos projetos pedagógicos das escolas através da participação em um evento artístico, “que pode tornar os processos de aprendizado mais efetivos, mais criativos, e mais proveitosos”, levando aos alunos essa forma de manifestação cultural nordestina.
O projeto “Cavalo Marinho do mestre Ciço” vai reunir bois de Itabaiana e cidades vizinhas, além do Cavalo Marinho Boi de Prata, de Pedras de Fogo, abrindo as festividades da padroeira da cidade de Itabaiana, Nossa Senhora da Conceição, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos, da Secretaria Estadual de Cultura.  
O projeto já realizou oficinas de Boi de Reis com o mestre Charles, no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, e produzirá DVD para ser distribuído com grupos folclóricos e escolas da rede pública.
Apesar de o bumba-meu-boi ser uma manifestação típica do folclore brasileiro, ele lembra um pouco os autos medievais - encenações simples, com linguagem popular e, em geral, falando da luta do bem contra o mal. "O boi é um dos folguedos (festa popular) mais representativos da cultura brasileira, pois reúne traços de três grandes ramos da formação do nosso povo: europeu, indígena e afro-negro", afirma Américo Pellegrini Filho, folclorista da Universidade de São Paulo (USP).
Oficina de boi em Itabaiana, com o mestre Charles do “Boi Reciclado”

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Deputado acusa governo de negligência e incompetência na gestão do hospital de Itabaiana



O deputado estadual Trócolli Júnior acusou o governo da Paraíba de negligência e incompetência pelo sucateamento do Hospital Regional de Itabaiana. Segundo o parlamentar, o hospital, construído pelo ex-governador José Maranhão, foi equipado com aparelhos de última geração, alguns importados da Alemanha, para atender mais de 120 mil pessoas. “Menos de três anos depois, o hospital está sem condições de fazer um simples curativo, porque lá falta de gaze a fio de sutura, de papel higiênico a desinfetante”, disse Trócolli.

A denúncia foi feita em uma emissora de rádio de João Pessoa no dia 20 de novembro, quarta-feira. Ele informou ainda que o hospital de Itabaiana possui mais de cem leitos, muitos deles manejados por controle remoto, “mas que não podem acolher pacientes com decência e conforto porque sequer dispõem de roupa de cama (limpa ou nova) em quantidade suficiente para cobri-los”. O deputado disse ainda que o hospital há muito suspendeu as cirurgias eletivas e, mais recentemente, até mesmo os partos cesarianos.

Presente no estúdio da rádio no momento da denúncia, o Secretário de Saúde do Estado, Waldson de Souza, não rebateu as acusações de Trócolli Júnior, limitando-se a informar que tenta resolver a questão dos anestesistas, sem os quais não há como fazer as cirurgias que o HRI já não faz.

O Hospital Regional Sebastião Rodrigues de Melo foi inaugurado em 26 de junho de 2010 pelo então governador José Maranhão, que na ocasião afirmou: “os hospitais construídos com recursos públicos devem ter o padrão de qualidade igual ou mesmo superior aos hospitais particulares, porque os cidadãos que pagam impostos merecem respeito e atendimento digno na rede hospitalar do Estado”. Presente ao ato de inauguração, o atual prefeito de Itabaiana, Antonio Carlos de Melo Júnior, disse que o Hospital teve sua pedra fundamental colocada em 1999, quando ele exercia o cargo de prefeito da cidade, tendo assinado com José Maranhão o convênio para que aquela obra fosse executada. Três anos depois, o hospital junta-se ao filantrópico Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo na cadeia de equipamentos públicos de saúde sucateados e quase sem serventia para a população, que precisa pedir favores a particulares para transporte de pacientes a João Pessoa e Campina Grande, já que os dois hospitais da cidade não dispõem de ambulâncias.


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

ITABAIANA

Centro da cidade há décadas passadas. Itabaiana atualmente concentra um forte comércio que atrai consumidores da região do vale do Paraíba.


Projeto pretende concentrar feriados em uma data única


A população de Itabaiana tem reclamado dos feriados criados pela Câmara Municipal para lembrar as mortes de ex-prefeitos do município. Segundo o pensamento majoritário dos habitantes, consignado inclusive nas redes sociais, o excesso de feriados emperra a economia e a educação.

Para os defensores da ideia de diminuir os feriados municipais, seria conveniente deslocar todos para uma data única, que seria, no caso, o 2 de novembro, dia dos mortos e, portanto, data conveniente para lembrança dos finados ilustres da cidade.

O projeto já tramita com discrição entre alguns vereadores, modificando essas datas. A proposta, se der entrada na Câmara, deverá ser avaliada e aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça.

Para cada feriado municipal, os comerciantes que resolverem abrir as portas terão que pagar horas extras em 100% aos trabalhadores. Além disso, é obrigatória a concessão de mais um dia de folga aos seus empregados, nos 30 dias seguintes. Comerciantes da cidade entendem que os feriados acabam pesando no bolso dos empregadores.

A Constituição Federal, em seu artigo 22, atribui competência exclusiva da União para legislar sobre os feriados, dividindo-os em civis e religiosos. A Lei Federal 9.093/95, que regulamentou a matéria, delegou a estados e municípios parciais poderes para legislar sobre feriados, podendo declarar quatro datas como feriados religiosos municipais, e somente quatro, e dentre eles, obrigatoriamente, deverá estar a Sexta-Feira da Paixão.

Alunos de Ingá recebem prêmio do Instituto Alpargatas




Com uma organização impecável, o Instituto Alpargatas, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Ingá, realizou o  Premio Topper de Educação: Categoria ALUNO NOTA DEZ. O  evento ocorreu nesta manhã de segunda-feira,18 de novembro, no Clube União Cultural Ingaense.

Compuseram a mesa o prefeito Manoel da Lenha, o Diretor de Esportes, Socygenes Araújo, a Secretária de Educação Adjane Valeriano, a Coordenadora Pedagógica do Município, Aurizete Valeriano, o Diretor Executivo do Instituto Alpargatas, Berivaldo Araújo, a coordenadora de projetos do IA, Vera Apolinário, o representante da Fábrica Alpargatas, Lúcio Flávio,  e o Coordenador Pedagógico da ONG Pro Dia Nascer Feliz, Adriano Araújo.

O Coordenador Pedagógico, Adriano Araújo, parabenizou os alunos destacados e ganhadores do Prêmio Aluno Nota Dez, que são os grandes protagonistas deste evento e pediu uma salva de palmas para os alunos e professores. A secretária Adjane Valeriano, enfatizou a importância dos pais como parceiros na educação das crianças, pois através da educação elas conseguirão um futuro melhor.

O Diretor Executivo da Alpargatas, destacou a atuação da prefeitura de Ingá na parceria do projeto e parabenizou pela gestão pactuada e pela conquista de quatro prêmios de gestão escolar. Berivaldo afirmou ainda que deseja que este premio seja mais um degrau outras conquistas na vida.

O prefeito Manoel da Lenha parabenizou os alunos escolhidos e seus pais. Agradeceu e destacou a parceria do Instituto Alpargatas que tem sido de grande importância como incentivo ao aprendizado de qualidade, além da Alpargatas exercer papel destacado no desenvolvimento do município através da fábrica de calçados.

O Prêmio Topper de Educação - Categoria ALUNO NOTA DEZ é uma iniciativa do Instituto Alpargatas, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Ingá, ONG PRO DIA NASCER FELIZ, o Instituto Camargo Correia e o Ministério do Esporte, através da Lei de Incentivo ao Esporte, que visa identificar, valorizar e recompensar experiências de aprendizagem de boa qualidade.

As escolas envolvidas no Projeto Educando Pelo Esporte escolheram 10 alunos, denominados de “ALUNO NOTA DEZ”, nos seguintes critérios: desempenho escolar (aproveitamento nos conceitos ou médias escolares); participação nas atividades sociais, culturais, esportivas promovidas pela escola;  frequência (assiduidade) e disciplina (relação interpessoais com todos os que compõem o ambiente escolar e preservação do patrimônio público).