radio zumbi

sábado, 31 de maio de 2014

ITABAIANA

Estudantes universitários voltam a reivindicar transporte de qualidade e ameaçam recorrer ao Ministério Público
Estudantes empurram ônibus com problema mecânico

Os estudantes universitários que se deslocam todas as noites para João Pessoa voltaram a procurar a reportagem para novas denúncias da precariedade dos ônibus postos à disposição, os quais costumam apresentar defeitos mecânicos durante as viagens, deixando os passageiros nas estradas. “Como se não bastasse o absurdo dos alunos pagarem 80 reais por mês para uma empresa particular, os ônibus são velhos, em péssimo estado de conservação, colocando em risco as vidas dos estudantes”, reclama um dos alunos usuários do transporte. Segundo ele, os próprios motoristas reclama das condições dos veículos, sendo comum a interrupção da viagem pelo menos duas vezes durante a semana. Quando os ônibus apresentam problemas em Itabaiana, antes de seguir viagem, os alunos desistem e perdem aulas. Os que conseguem vagas nos outros ônibus, viajam em pé nos veículos superlotados.
“O pior é quando quebra na estrada, porque ficamos até altas horas da noite esperando outro ônibus. No último evento desse tipo, esperamos até duas e meia da madrugada em Café do Vento pelo socorro”, disse um estudante. Ele confirmou que os estudantes de Campina Grande, Goiana e Timbaúba são usuários dos “amarelinhos” da Prefeitura e não sofrem esse tipo de problema. “Eles são transportados em ônibus novos e só pagam uma ajuda de custo simbólica para o motorista que trabalha fora do seu horário”, acrescentou.  

Segundo uma fonte da Prefeitura, os estudantes universitários devem continuar ajudando com o custeio dos transportes. "O peso é muito grande. Além do transporte escolar de obrigação do município, há uma despesa com o transporte universitário", explicou. O estudante Adailton Macário afirmou que os seus colegas pretendem redigir um documento para ser entregue ao Ministério Público, a fim de que a situação se normalize. “Tem muita gente quase desistindo de estudar por causa da precariedade dos ônibus, e isso é de responsabilidade da Prefeitura”, disse ele.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

ALÔ COMUNIDADE discute cultura cigana neste sábado (31)


A milenar cultura cigana e a comunidade de ciganos de Sousa, Paraíba, estão na edição de hoje (31) do programa “Alô Comunidade”, com o historiador Marcel Berquó.
Ainda teremos entrevista com o Coordenador da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária no Distrito Federal, João Chaves, que fala dos avanços e retrocessos do movimento de radiodifusão comunitária em Brasília e seu entorno.
Apresentação de Fábio Mozart, com produção da equipe de jornalismo da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, transmitido pela Rádio Tabajara da Paraíba AM, com mais onze rádios comunitárias espalhadas na Paraíba.
Neste sábado, às 14 horas, na frequência 1.110 KHZ ou pela internet:



quinta-feira, 29 de maio de 2014

JURIPIRANGA

Prefeitura pavimenta rua com técnica ecologicamente correta

A Prefeitura de Juripiranga retomou as obras de pavimentação a paralelepípedos da Rua Vereador Pedro Alexandre Barbosa. A obra está seno realizada através de um convênio do município com o Governo Estadual.
A rua é uma via importante, onde irá melhorar o tráfego de veículos. Sua pavimentação vinha sendo solicitada há muito tempo pelos moradores e alguns vereadores locais. “O Governo Municipal está atento aos pedidos da comunidade e atenderá, dentro das possibilidades, às solicitações de todos os habitantes de Juripiranga e seus representantes na Câmara”, disse o Prefeito Paulo Dália. “Cristina Alves Paz não reside na rua pavimentada, mas tem parentes morando no local e considerou importante a obra. “É a rua de minha sogra, cunhado e amigos, por isso achei maravilhosa essa ação”, disse ela.
O pavimento construído com paralelepípedo tem uma vida útil bastante longa. Existem ruas pavimentadas com paralelepípedo com mais de cem anos em perfeito estado de conservação.  Muitas estradas, ruas, praças e pátios cujo pavimento é construído com paralelepípedo, algumas delas já são seculares e até algumas julga-se que já são milenares, mas que ainda hoje em dia servem à população. Esses pavimentos de paralelepípedo resistiram aos passar dos séculos.
Há uma infinidade de cidades antigas com pavimentos de paralelepípedo que são preservadas na atualidade, em especial nas zonas históricas. Outra grande vantagem dos pavimentos paralelepípedo, é que depois de algum tempo aparecem fungos e gramíneas inseridas entre as juntas, ou seja, no topo da junta, partes que normalmente acumulam areia. Estas colônias de vegetais que aí proliferam podem ser imperceptíveis para muitos, mas desempenham funções importantes para o meio ambiente como a absorção de água e nutrientes, fazem ainda a retenção de parte dos sólidos trazidos pela água de chuva, de micro partículas de poluição como borracha do desgaste de pneus e resíduos de travões dos veículos.





quarta-feira, 28 de maio de 2014

Semana Cultural José Lins do Rego terá atividades artísticas em Itabaiana



Equipe da Funesc no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar (Foto: Edglês Gonchá)


Ontem (27), o Ponto de Cultura Cantiga de Ninar recebeu a visita do pessoal da Fundação Espaço Cultural, que veio debater a proposta de parceria para uma série de atividades artísticas nos dias 8, 9 e 10 de junho. Lu Maia, vice-presidente do órgão estatal de cultura, e demais técnicos da Funesc, apresentaram proposta de levar para Itabaiana oficinas de arte e apresentações de teatro e dança.

Pelo calendário combinado com o Ponto de Cultura e Secretaria Municipal de Cultura de Itabaiana, no dia 9 de junho será apresentada a peça infantil “Zé Lins, o pássaro poeta”, no auditório da Escola Estadual João Fagundes de Oliveira, para marcar a Semana de Zé Lins e levar a obra do escritor pilarense para os estudantes em forma de teatro. 

De 9 a 10 de junho, será realizada oficina de circo no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, e ao mesmo tempo terá lugar no salão da Loja Maçônica, ao lado do Ponto, oficina de dança que se estenderá até o dia 11. As atividades terão início no teatro de arena da Praça Epitácio Pessoa, com performance de dança e espetáculos musicais no dia 9 de junho, a partir das 17 horas, incluindo exibição da Orquestra Infanto-Juvenil de Violões do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar. 

Nos dias 8 e 9 de junho, o Ponto de Cultura será palco de oficina de grafitagem, acontecendo ao mesmo tempo oficina de contação de histórias para os alunos da Escola João Fagundes, no dia 9. 

Essas diferentes manifestações artísticas sobre a vida, obra e universo literário ‘zelinianos’ integram a 32ª edição da Semana Cultural José Lins do Rego, que presta homenagem ao escritor paraibano, cujas atividades estão sendo estendidas a Itabaiana graças ao esforço da Articuladora Cultural, Clévia Paz, e ao conceito de difusor cultural que o Ponto de Cultura Cantiga de Ninar vem firmando na cena cultural paraibana. Os eventos terão apoio logístico da Secretaria Municipal de Cultura, sob a coordenação de Luciano Marinho.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Filme rodado em Gurinhém, Salgado de São Félix e Sapé será lançado nesta terça-feira (27) em São José dos Ramos



 Documentário aborda a vida dos vaqueiros aboiadores das regiões paraibanas da Zona da Mata e do Agreste, ‘Aboio: A Voz Encantada do Vaqueiro’ será lançado nesta terça-feira na cidade de São José dos Ramos, a 60 km de João Pessoa.

A produção, que tem patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura – Lei Augusto dos Anjos, do governo do Estado, será lançada às 19h30 na Praça Noé Rodrigues de Lima.

Com direção de Miguel Teles, Aboio foi filmado nos municípios paraibanos de Gurinhém, Salgado de São Félix, Sapé e São José dos Ramos, com imagens em sítios e fazendas, onde ainda reside a cultura do canto secular, contando também com depoimentos de pesquisadores sobre o assunto.

Com ‘Aboio: A Voz Encantada do Vaqueiro’, os produtores Laura Maurício e Dágina Chaves, e o diretor Miguel Teles, desejam tornar visível a cultura já um tanto esquecida, trazendo à tona esses locais pouco industrializados e as inquietações decorrentes das transformações no campo que afetam os vaqueiros no exercício da sua profissão.

Para o diretor, o Sertão possui os quatro sentidos na alma. "O Sertão tem cheiro, gosto, cor e som. Dentre todos os sons, nenhum é mais característico no Sertão do que o canto do vaqueiro", comenta. Ainda segundo Teles, a globalização, as cercas, as novas tecnologias aplicadas na agropecuária, a destruição da fauna e da flora, dentre outros, têm contribuído para o desaparecimento gradativo da profissão, somente agora reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

 

Secom

 

 

 

domingo, 25 de maio de 2014

Biblioteca Comunitária do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar é fonte de pesquisa para o Tribunal de Justiça da Paraíba


Capa do livro de Frederico Mindêllo

O jornalista Valter Nogueira, que trabalha no setor de comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, enviou mensagem para o Ponto de Cultura Cantiga de Ninar em busca de informações sobre o livro “Um magistrado na política”, do general itabaianense Frederico Mindêllo Carneiro Monteiro, cujo exemplar raro faz parte do acervo da biblioteca comunitária Arnaud Costa, do Ponto de Cultura. O jornalista está produzindo um trabalho sobre desembargadores que já passaram pelo Tribunal de Justiça

Frederico Mindêllo nasceu em Itabaiana, em 26 de maio de 1903, cujo centenário se dá no próximo ano. Ele é filho do Desembargador e líder político Heráclito Cavalcanti Carneiro Monteiro. Frederico participou da Revolução de 1922, combatendo no mesmo dia e hora em que Eduardo Gomes e seus companheiros enfrentavam as tropas do Governo no famoso evento conhecido como “os 18 do Forte”. O autor do livro “Um magistrado na política” faz parte dos biografados no livro “Artistas de Itabaiana”, de Fábio Mozart, que será lançado em 20 de junho no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar.

A Biblioteca Comunitária Jornalista Arnaud Costa está registrada no Portal do Livro da Fundação Biblioteca Nacional e é a única biblioteca em funcionamento na cidade de Itabaiana. Considerada uma das mais organizadas bibliotecas comunitárias da Paraíba, tem acervo calculado em três mil livros.


Aprovado aumento de salários dos professores de Ingá


A Câmara de Ingá aprovou por unanimidade o projeto enviado pelo prefeito Manoel da Lenha, que dispõe sobre o reajuste dos vencimentos dos profissionais do magistério da educação municipal.

O projeto, após ser analisado pela comissão de constituição e justiça e ter recebido parecer favorável, foi levado à preciação do plenário, tendo sido aprovado por unanimidade pelos onze vereadores presentes à sessão, quais sejam Murilo, Marrinho e Dedé Lavandeira, que compõem a mesa diretora, Dimas Campos, Luis de Duca, Gedeilson, Jailton do Sindicato, Alcides, Marcelo, Vinícius Bacalhau, Alex.

Para acompanhar o índice do governo federal, seria necessário um aumento de 8,32%, porém o prefeito Manoel da Lenha autorizou a concessão em 9% para todos os níveis da tabela de vencimentos do magistério anexa à lei, que vai do professor MAG–A a MAG–C, divididos cada um em níveis de quinquênios que vai de I a VI, contando de cinco em cinco anos.

Com a concessão do aumento, segundo os dados da tabela, o menor salário do professor A1 (logos) nível I, com tempo de serviço de 0 a 5 anos, passou de R$ 845,00 para R$ 1.242,75. Um aumento de quase R$ 400,00.
De acordo com as especializações, a tabela de vencimentos do magistério divide classe de professor em A1 Magisterio, A2 Licenciatura, A3 Especialização, A4 Mestrado, A5 Doutorado. No último nível, com doutorado, alcança o valor de R$ 2.664,66, podendo ultrapassar a este valor dependendo de capacitações adquiridas.

A câmara aprovou também nesta mesma sessão, o Projeto de Lei nº 07/2014, que dispõe sobre o desmembramento da Secretaria de Cultura, da Secretaria de Comunicação e criando suas estruturas administrativas respectivamente. O projeto também foi aprovado por unanimidade.
As reuniões estão sendo realizadas provisoriamente no gabinete da presidência, em razão da reforma completa da câmara municipal.


Ingá Cidadão

sábado, 24 de maio de 2014

ITABAIANA

Associação cultural entrega prêmio e lança vídeos de ficção


A Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, mantenedora do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, realizou ontem (23) a entrega do Prêmio Leonilla Almeida a um grupo de mulheres da cidade que se destacaram pela promoção da cultura e pela luta em favor dos direitos humanos. Foram homenageadas as professoras Jandira Lucena e Joselita Félix, além de Socorro Dias e a radialista Clévia Paz.

Na ocasião, o Núcleo de Audiovisual do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar lançou os vídeos “Tenho todos os sonhos do mundo”, de Marcos Veloso, e “Vida louka”, direção do MC Alex do grupo de Hip Hop Império das Ruas. Foram entregues ainda certificados aos alunos de música do Ponto de Cultura que concluíram as oficinas. O evento foi realizado na Câmara Municipal, com presença de bom público. A cerimônia foi conduzida pela jornalista Socorro Almeida e pelo ator Giuseppe Marcello. Os alunos de violão do Ponto de Cultura realizaram breve demonstração do repertório, conduzidos pelo professor Rosival Silva. 

A entidade anunciou para 20 de junho, lançamento dos livros “Itabayanna – entre fatos e fotos”, de Romualdo Palhano, e “Artistas de Itabaiana”, de Fábio Mozart, coordenador geral do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar.


sexta-feira, 23 de maio de 2014

Governo do Estado entrega entreposto para produção de mel no eixo São José dos Ramos a Salgado de São Félix



 O Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar e Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), entregam nesta sexta-feira (23), às 11h30, na comunidade Dois Riachos, em Salgado de São Félix, um entreposto de mel, implantado com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor de R$ 426,9 mil, que beneficiará inicialmente quase 40 famílias. 

A solenidade de inauguração da obra e entrega de duas unidades de extração de mel  contará com a presença do coordenador do Cooperar, Roberto Vital; do secretário da Sedap, Agamenon Vieira da Silva, demais autoridades do governo, prefeitura e instituições parceiras. O evento faz parte da  3ª edição da Jornada de Inclusão Produtiva, iniciativa do Governo do Estado, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB) e que acontece em Salgado de São Félix, a partir das 8h00.

De acordo com o coordenador do Projeto Cooperar, Roberto Vital, este é o primeiro arranjo produtivo local da apicultura, integrado por um entreposto e três unidades de extração de mel a ser entregue no conjunto de mais dois entrepostos e 23 unidades de extração de mel, o que envolve recursos de aproximadamente R$ 3,5 milhões só com a infraestrutura da cadeia produtiva do mel em todo o Estado.

As unidades de extração de mel serão destinadas às comunidades rurais de Alagamar e Dois Riachos no município. Elas serão responsáveis pelo recebimento, higienização, filtragem, homogeneização, decantação, rotulagem, armazenamento, expedição e comercialização do produto. A construção do entreposto e das unidades de extração irão provocar um aumento na produção de 20 mil kg de mel/ano.

Para o presidente da Associação dos Apicultores do Município de Salgado de São Félix, Virgínio Félix Alves Filho, os agricultores que exploravam a produção do mel de forma rústica, artesanal, nas suas próprias casas, agora passam a trabalharem de forma organizada e centralizada com instrumentos que vão agregar mais qualidade ao produto. “Fomos capacitados para garantir melhoria em todo o ciclo produtivo que abrange desde a captação ao envasamento”, disse.

Ele lembrou que com a ajuda do Cooperar faz projeção de transformar a associação em cooperativa e poder barganhar melhor preço para o produto que hoje é vendido ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) do município, como também comercializado em Salgado de São Félix e Itabaiana. “Hoje nós só temos agradecer a iniciativa do Cooperar de ter nos apoiado”, lembrou.

Nos tempos áureos da produção de mel, Virgínio contou que individualmente já chegou a produzir 50 mil kg do produto por ano. Por conta da estiagem nos últimos dois anos, ele amargou prejuízos, mas agora pretende retomar e alavancar a produção. 

O apicultor de Salgado de São Félix narrou que a busca pelo mel começa no apiário onde ficam as nogueiras (caixas em madeira ou outro material), que, por sua vez, abrigam os favos de mel. Essas caixas são dispostas nos lugares considerados chaves para os apicultores, onde a cada 15 dias realizam inspeção para checar se os favos já estão prontos para a colheita, isso no período bom de safra.

Após o preenchimento dos favos com o mel, as nogueiras são transportadas para um posto de coleta onde possa ser extraído o produto que ainda passa por uma centrífuga e em seguida, envasado e rotulado, pronto para a comercialização. “Após a coleta do mel, os favos são devolvidos às nogueiras para nova coleta”, disse Virgínio Félix. 

O projeto de apicultura em Salgado de São Félix também contou com a parceria do Sebrae-PB que ministrou cursos de capacitação aos beneficiários.

Secom-PB

quinta-feira, 22 de maio de 2014

EDITORIAL



TRIBUNA DO VALE comemora doze meses no ar

Eu classifico meu blog “Tribuna do Vale” como um jornalismo hiperlocal, de boa qualidade. Só publico matérias sobre as cidades do vale do Paraíba, sempre conteúdos originais. Procuro fazer o bom jornalismo em um desafio diário, construindo pautas sem nenhuma estrutura, com ajuda de poucos colaboradores, como meu compadre Evanio Teixeira, de Pilar, misto de Agente Comunitário de Saúde e repórter. Queria fazer um blog noticioso colaborativo, e estou neste caminho. Lá de Pilar, por exemplo, tenho sempre a ajuda de Andrea do Monte. Com eles eu comemoro um ano de Tribuna no ar, com 60 mil visualizações, esperando que novos atores venham se juntar a este projeto de jornalismo online responsável e cidadão. 

Duas linhas de pauta estão fora de nosso projeto: uma é a politicagem rasteira e panfletária. Nosso engajamento é com a notícia e suas vertentes, ouvindo sempre os dois lados da questão. Outra, que fatos violentos e escandalosos, a gente deixa para a imprensa que gosta de cuidar disso para fins promocionais. Não temos nenhum interesse econômico, não rola dinheiro nesse projeto, é só o prazer de fazer o bom jornalismo, cobrindo os fatos de interesse das comunidades com responsabilidade social. 

Com prazer, verificamos que o “Tribuna do Vale” tem pautado os blogs da região, os quais sempre nos dão o crédito devido. Saudamos a todos os companheiros blogueiros de Pilar, Itabaiana, Juripiranga, Mogeiro, Ingá, São Miguel de Taipu e Salgado de São Félix. Por não termos compromisso com nenhuma corrente política, publicamos o que é bom e o que funciona nessas cidades, também não escondemos o lado negativo. Por esta postura, já fomos chamados de “morcegos”, que mordem e assopram depois. Mas, é assim que tem que ser o verdadeiro jornalismo independente. 

O blog ia esquecendo de mencionar Ino Lucas, de Juripiranga, outro colaborador importante e sempre disponível. Vamos ver se completamos mais um ano no ar, como um veículo relevante no jornalismo online que se pratica no Estado.