radio zumbi

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Poeta da Academia de Cordel celebra 25 anos dos bombeiros em Guarabira com lançamento de folheto


O poeta Marcio Bizerril (foto), da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, lançou o folheto “25 anos de história dos bombeiros da Paraíba” em solenidade realizada nesta quinta-feira (24), onde foram entregues comendas e homenagens aos bombeiros militares do 3º Batalhão de Guarabira.
O evento faz parte da programação de aniversário dos 25 anos da instituição na cidade, que também contou com o Pedal do Fogo na quarta-feira.
A cerimônia aconteceu no Sesc-Guarabira, com a participação do comandante-geral dos Bombeiros no Estado, coronel Jair Carneiro Barros, além da comandante do 2º Batalhão de Campina Grande, a tenente-coronel Jousilene de Sales Tavares, com passagem por Guarabira, o atual comandante de Guarabira, o tenente-coronel Joelson Macena e o coronel Rodrigues, ex-comandante geral, que também esteve presente.

Marcio Bizerril acredita que a poesia de cordel tem esse sentido também de historiar os fatos da comunidade e ressaltar os que auxiliam no bem estar e segurança da população. 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Vereador de Ingá propõe mudança de nome de rua que homenageia matador de escravos


O vereador Vinicius Bacalhau, de Ingá, está propondo a mudança do nome da Rua Ludovico de Melo Azedo, por considerar que se trata de homenagem a uma pessoa marcada pelo assassinato de escravos “da forma mais cruel”. De fato, a história registra que Ludovido era um produtor de algodão de Ingá, proprietário da fazenda que depois ficou conhecida como “Mata negro”, tocada por escravos. Conforme registro de depoimentos de pessoas da época, o fazendeiro mandava queimar os negros velhos e doentes que não mais serviam para o trabalho. A violência desses atos ainda permanece viva na imaginário do povo do Ingá, conforme o historiador Alexandre Ferreira, autor do livro “Ingá, retalhos de história, resquícios de memória.”
Para o vereador Bacalhau, “esse desatinado e crudelíssimo senhor é lembrado em nome de rua, o que considero uma afronta porque ele cometeu crimes contra a humanidade”.

O professor Jandui também acha que o nome de Ludovico está “associado a uma página obscura e triste da história do município”. Ele propõe homenagear o Padre João Rodrigues de Melo, o Frei Canela, “que no seu martírio vinha preso de Fortaleza para Recife e passou em Ingá, caminhando por essa rua”. Roberto Justino disse que “é típico do Brasil, lembrar com honra pessoas geotescas e cruéis e esquecer de homens bondosos e ilustres.


No portal de Vavá da Luz, o leitor Azevedo não concorda com o projeto do vereador Bacalhau, por entender que “tem muitos projetos sociais que o legislativo pode propor, e não mudar nome de rua. Vamos nos preocupar com a seca, com a fome do povo, com a realidade local”, diz ele.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Grupo inaugura salão da poesia em Itabaiana


No último sábado, 26 de novembro, o grupo de artistas do “Sarau das Almas”, ligados à Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, inaugurou a “Taberna”, salão de eventos que passa a funcionar com recitais, apresentações musicais e outras atividades artísticas, além de serviço de bar em Itabaiana.

A ideia de criar a “Taberna” foi concebida pela poeta Renaly Almeida, os atores Edglês Gonçalves e Fred Borges e o músico Rosival, quando eles atuavam em bares da cidade, “dando testemunho do amor e dedicação à arte e levando poesia e música para todos”. Com o objetivo de manter aceso o gosto pelas letras e artes e estimular os jovens a conhecer a poesia na terra de Zé da Luz, o grupo inaugura o salão “Taberna”, espaço reformado de antigo moinho. “É a a realização de um sonho. Obrigada a todos que ajudaram nessa construção e que nos deram o prazer de suas presenças conosco, obrigada a Deus por nos mostrar que é possível, por nos unir como um coletivo de amigos que se tornaram irmãos, e que nos dá a certeza de que podemos seguir realizando sonhos. O espaço agora está aberto a todos aqueles que querem e amam fazer cultura”, disse Renaly Oliveira, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba.


No evento, esteve o poeta Jessier Quirino e outros artistas locais que acompanharam as recitações, declamaram poemas, cantaram e tocaram seus instrumentos. 
Jessier Quirino prestigiou a abertura da Taberna

domingo, 27 de novembro de 2016

ITABAIANA

Filmes do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar participam do II Cine Paraíso

Rodrigo Brandão dirige b"Feminino plural"

Os documentários “Boi de menino” e “Feminino plural”, produzidos pelo núcleo de audiovisual do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, de Itabaiana, estão inscritos no II Cine Paraíso - Festival de Cinema de Juripiranga. Os vídeos têm direção de Rodrigo Brandão e Marcos Veloso, com fotografia de Jacinto Moreno, música e roteiro de Fábio Mozart. “Boi de menino” registra festival de boi de carnaval em Itabaiana, promovido pelo ‘Cantiga de Ninar’. O documentário “Feminino Plural” traça um panorama da atuação das rádios comunitárias na Paraíba e o papel das mulheres nessa mídia alternativa.

O II Cine Paraíso - Festival de Cinema de Juripiranga será realizado nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro de 2017, com sessões ao ar livre possibilitando que a população de Juripiranga e região tenha acesso aos mais recentes filmes produzidos no Estado da Paraíba e de todo território nacional. A previsão é de ser exibido mais de 40 filmes de todos os gêneros e de temáticas variadas.

A segunda edição do festival terá debates, palestras, workshops, oficinas e sessões gratuitas para a população de Juripiranga e cidades circo-vizinhas. O Cine Paraíso é o primeiro festival de cinema entre as cidades do Baixo Vale do Paraíba, região de transição entre a Zona da Mata (sul) e o Vale do Paraíba. 

sábado, 26 de novembro de 2016

SALGADO DE SÃO FÉLIX



Secretaria de saúde realiza ação especial da campanha novembro azul





A Prefeitura de Salgado através da Sec Municipal De Saúde Salgado ,realizou na última segunda feira (14), uma ação especial da campanha Novembro Azul, com atendimento de consultas e encaminhamentos pelo Dr.Alan Dutra.
O Secretário de Saúde, Flavio Pessoa, junto com sua equipe ficaram bastante surpresos, positivamente, pela grande procura obtuda nesta ação. Ele completou dizendo que o homem precisa deixar de lado o preconceito, fazer os exames como o toque e o PSA que permitem identificar lesões em fases precoces e diminuir a probabilidade de morrer por complicações da doença. “Ainda há muito preconceito por parte dos homens, principalmente quando o assunto se refere ao exame de detecção da doença, o toque. Já mudou muito, mas precisa conscientizar cada vez mais”, enfatizou.


Assessoria de Comunicações

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Secretário de Cultura da Paraíba promete pagar dívida do FIC e critica Governo Federal por exigir Imposto de Renda dos artistas

Da esquerda para a direita: Poeta Sander Lee, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, Lau Siqueira e o repórter Fábio Mozart, da Tribuna do Vale


Em entrevista exclusiva para o blog do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, Tribuna do Vale e Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, o poeta Lau Siqueira, Secretário de Cultura da Paraíba, informou que está acionando a Justiça para contestar a exigência do Governo Federal de cobrar imposto de renda dos proponentes dos projetos aprovados no Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC). “Estamos judicializando porque entendo que o dinheiro não é do proponente, ele apenas repassa para artistas e fornecedores do seu projeto e não deve pagar 25,5% de imposto de renda, como está exigindo o Governo”, disse Lau.

Ainda sobre o FIC, Lau Siqueira disse que fez opção de pagar as parcelas devidas, mesmo que a custo alto diante das dificuldades em que vive o país. “É preciso que se compreenda que um projeto de memória em São João do Rio do Peixe, por exemplo, é importante para a comunidade e para a Paraíba, mesmo que invisível para alguns segmentos da cultura, mas lá na ponta está acontecendo”, disse ele. “Temos que pagar os projetos, com atraso, mas preciso honrar os contratos e, acima de tudo, buscar a mudança da lei do FIC”, acrescentou Lau, informando que já foi encaminhado à Assembleia Legislativa o projeto que reestrutura o FIC, criando um fundo real para que sejam lançados editais com dinheiro em caixa, porque, atualmente o FIC conta apenas com fundos orçamentários que devem ser captados após o lançamento do edital, com muita dificuldade.

Sobre a renúncia do Ministro da Cultura e posse de Roberto Freire, Lau Siqueira foi contundente: “Roberto Freire é um desastre no Ministério e Calero só foi coerente na saída, quando não aceitou a negociata com Gedell Vieira, mas não esperamos nada desse Governo, muito menos a implantação do Sistema Nacional de Cultura”, afirmou. Para ele, o movimento cultural deve caminhar com suas próprias pernas, como sempre fez. “Precisamos manter as articulações da cultura diante dessa cruzada conservadora que acha que cultura é mais do que supérfluo, inclusive estão criminalizando artistas que fazem uso da Lei Rounet, passando a ideia de que as leis de incentivo são formas do governo sustentar ‘vagabundos’, mas cultura sempre foi uma forma de resistência e saberemos superar essa crise”, finalizou.




quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Irmã de deputado indicada para Secretaria de Saúde em Itabaiana teve contas rejeitadas pelo TCE

A atual secretária de saúde de Montadas, Soraya Galdino de Araújo Lucena, irmã do deputado estadual, Adriano Galdino (PSB), teve suas contas do exercício de 2011 do Fundo Municipal de Saúde de Pocinhos julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba em 2015.

Soraya Galdino, odontóloga, é o nome indicado pelo prefeito eleito de Itabaiana, Lúcio Costa, para assumir a Secretaria de Saúde daquele município do agreste paraibano. A indicada é sogra da filha do prefeito eleito.

O Tribunal de Contas do Estado ainda imputou contra Soraya Galdino de Araújo Lucena o valor a ser restituído no total de R$ 171.286,25, referente a registro a menor de recursos oriundos do Fundo Nacional de Saúde (FNS), com prazo de 30 (trinta) dias para recolhimento aos cofres do município, sob pena de cobrança executiva a ser ajuizada até o trigésimo dia após o vencimento daquele prazo.

Conforme o blog www.eusouazul.com, em Montadas, diversos são os escândalos envolvendo a área da saúde, desde obras inacabadas, supostas irregularidades em processos licitatórios, negação de medicamentos a pessoas carentes e repasses para unidades inexistentes.

Clique no link para conhecer a decisão publicada pelo Tribunal de Contas, do julgamento do processo Nº  02.763/12


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Prefeitura de Mogeiro prioriza compra de alimentos da agricultura familiar


A prefeitura de Mogeiro abriu chamada pública para adquirir gêneros alimentícios da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural para abastecer os programas de merenda escolar e outras necessidades da área, como as refeições nas unidades de saúde. A Prefeitura local prevê utilização de R$ 88 mil reais na compra de gêneros alimentícios dos assentamentos da reforma agrária no município.

A Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, determina que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando-se os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e as comunidades quilombolas. A aquisição dos produtos da Agricultura Familiar poderá ser realizada por meio da Chamada Pública, dispensando-se, nesse caso, o procedimento licitatório.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Rádio comunitária de Pilar estreia programa cultural

Evanio Teixeira e Del Pilar no "Café com cultura"

Neste último sábado (19) na Rádio Comunitária Cidade FM de Pilar, foi ao ar a primeira edição do programa “Café com cultura”, com entrevista do artesão Del Pilar Palácio que falou dos seus projetos frente à sua associação D Pedro ll e o projeto de pintura para jovens carentes da cidade. Nesta semana, o artista também teve peças em exposição em Itabaiana. Conversando também com Tom Moreno, cantor e compositor pilarense que na oportunidade falou das dificuldades enfrentadas por quem trabalha com música, enfatizando a falta de apoio do poder público. 

Também estiveram presentes as ativistas sociais Mariah Castro e Ivania Miranda. O programa foi transmitido às 10hs da manhã. Teve repercussão positiva do público, haja vista ter uma temática alternativa, mesclando entrevista e músicas de artistas locais e também declamação de poesias com um foco alternativo, fora do convencional.”Ainda estamos engatinhado, enfrentando alguns problemas técnicos, mas estamos trabalhando nisso”, afirma Trajano Junior, diretor da rádio.


Produção e apresentação do poeta Evanio Teixeira, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Secretária de Educação de Itabaiana é promessa de reedição de sucesso


A indicação de Neide Silveira (foto) para Secretária de Educação de Itabaiana, fazendo parte do primeiro escalão do prefeito eleito Lúcio Costa que tomará posse em janeiro, foi bem recebida pela comunidade escolar e população da cidade. Ela exerceu o cargo na primeira gestão do atual prefeito Antonio Carlos Melo Júnior e demonstrou talento na administração escolar, com marcas importantes no desenvolvimento do ensino no município. Na época, a rede municipal de ensino contava com mais de cinco mil alunos. Dezesseis anos depois, não chega a dois mil. “Houve um retrocesso muito grande na educação de Itabaiana e a missão de Neide é complicada, que é de voltar à excelência do tempo em que foi secretária”, afirmou uma professora local. Os recursos para a educação vêm conforme o número de alunos matriculados e todas as cidades da região têm mais alunos do que em Itabaiana.

O pintor e poeta Thiago Alves, que foi diretor de cultura na época em que Neide Silveira trabalhou na Secretaria de Educação de Itabaiana, confirma a boa gestão escolar. “Foi de grande relevância o seu trabalho na educação de Itabaiana”, disse ele. Neide Silveira é lembrada ainda pelos servidores da educação como uma gestora que primava pela valorização do profissional e humanização do ambiente de trabalho.


domingo, 20 de novembro de 2016

Prefeituras recebem R$ 26 mi; JP e CG são as mais beneficiadas

Os 137 menores municípios de coeficiente 0.6, receberam de R$ 69.900,44. Entre eles estão as cidades de Pedra Branca, Boa Vista, Aparecida, Baía da Traição, Cabaceiras, Cachoeiras dos Índios, Cubati, Cuité de Mamanguape, Riachão, Prata e Serra da Raiz, entre outros.


O segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste mês de novembro aconteceu ontem, no total de R$ 649 milhões. O montante já desconta a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Se incluso o valor retido, o FPM chega a R$ 811,3 milhões. Sem considerar os efeitos da inflação, o repasse de ontem foi 31,8% maior quando comparado com o mesmo período do ano passado.

sábado, 19 de novembro de 2016

ITABAIANA

Pró-reitoria da UEPB propõe parceria com Academia de Cordel para intercâmbio cultural

Fábio Mozart, ativista cultural de Itabaiana, com o professor Benjamim, Pró-reitor Adjunto da UEPB

O professor José Benjamim Pereira Filho, Pró-reitor adjunto de cultura da Universidade Estadual da Paraíba, assinalou para a possibilidade de intercâmbio cultural com organizações não governamentais de cultura da cidade de Itabaiana, notadamente a Academia de Cordel do Vale do Paraíba. O convite chegou à Academia através do folclorista, geógrafo e professor mestre Agnaldo Barbosa, mentor do Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra.

No dia 4 de dezembro, a Academia de Cordel e outras entidades culturais de Itabaiana estarão reunidos para definir metas para 2017, em planejamento estratégico no Fórum Permanente de Artistas e Produtores Culturais de Itabaiana, momento em que os projetos que contarão com o apoio da UEPB serão discutidos.

Para Agnaldo Barbosa, que é itabaianense, o intercâmbio será muito produtivo, “haja vista nosso interesse comum, já que o professor Benjamim também é itabaianense e tem o maor respeito e admiração pelo trabalho que fazem os ativistas culturais da terra de Zé da Luz”.

O poeta Sander Lee, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, disse que esse contato haverá de frutificar e desenvolver novas ideias e projetos importantes para a cultura local.  “Sementes espalhadas em solo fértil tendem a fazer crescer árvores frondosas e quando encontram semeadores com bons projetos e intenções favoráveis à comunidade em que vivem, as sementes são levadas por um estímulo extra para florescer”, acrescentou o Reitor Rangel Júnior, da UEPB.




sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Com mudanças na previdência, paraibanos de Juripiranga podem morrer sem se aposentar

Se a idade mínima de 65 anos passasse a valer hoje, em 19 municípios do país, entre eles cinco da Paraíba, cuja esperança de vida é, em média, de 65 anos, os trabalhadores não iam se aposentar antes de morrer. Nesta lista estão os municípios paraibanos de Cacimba, Mataraca, Juripiranga, Areia de Baraúnas e Cuité de Mamanguape.

Os dados constam do Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, elaborado em 2010 e divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em 2013. O atlas é elaborado a cada dez anos, e, atualmente, é a estatística mais recente e completa disponível.

Entre as 19 cidades com esperança de vida de aproximadamente 65 anos, tem ainda três em Alagoas, sete em Pernambuco e quatro no Maranhão, todas aqui no Nordeste.

Em outros 63 municípios, cuja expectativa de vida é, em média, 66 anos, as pessoas usufruiriam da aposentadoria por apenas cerca de um ano.

A reforma da Previdência é uma das principais apostas do governo federal para tentar equilibrar as contas públicas. A Agência Brasil iniciou hoje (15) uma série com quatro reportagens com opiniões de especialistas, do cidadão e do governo sobre o tema.

Uma das propostas prevista na reforma é essa: de estabelecer a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem. Atualmente, o trabalhador pode pedir a aposentadoria com 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos no dos homens. Para receber o benefício integral, é preciso atingir a fórmula 85 (mulheres) e 95 (homens), que é a soma da idade e o tempo de contribuição.

E um dos obstáculos da reforma do sistema previdenciário será lidar com a disparidade entre as expectativas de vida no país.

Se analisarmos por estado, existe uma diferença de 8,4 anos, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre a maior expectativa de vida, registrada em Santa Catarina, e a menor, no Maranhão.
Enquanto a esperança de vida dos catarinenses é 79 anos, para os maranhenses é 70,6 anos. A discrepância é o retrato das diferenças entre as regiões do país.
Na Região Sul, a expectativa de vida está em 77,8 anos, a maior do Brasil, no Nordeste, onde fica o Maranhão, é 73 anos, a segunda mais baixa do país.
A Região Nordeste fica atrás somente do Norte, onde o tempo médio de vida dos brasileiros é 72,2 anos. Rondônia, Roraima e Amazonas puxam o indicador para baixo, com esperanças de vida respectivamente de 71,3 anos, 71,5 anos e 71,9 anos. No Nordeste, apesar de o Maranhão ter a menor expectativa do Brasil, estados como Paraíba (73,2 anos), Bahia (73,5 anos) e Ceará e Pernambuco (73,9 anos) ajudam a melhorar o índice.





quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Pesquisadora do IPHAEP ingressa na Academia de Cordel do Vale do Paraíba

Piedade Farias, restauradora do Instituto Histórico e Artístico do Estado da Paraíba, poeta e escritora, será aclamada como sócia efetiva da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. Piedade tem vários folhetos escritos, entre eles “Anayde, a história de uma mulher que foi na vida ultrajada”, e o livro “Estórias de se contar”.

Maria da Piedade Farias nasceu em Campina Grande, vive e trabalha em João Pessoa. Arquiteta e restauradora, tem graduação em Arquitetura e Urbanismo (UFPB), especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (UFMG, Belo Horizonte). Entre 1984-1987 trabalhou na restauração do Convento de Santo Antônio/Igreja de São Francisco (Fundação Nacional Pró-Memória), tendo feito estágio em 1986, junto aos trabalhos de restauração da Igreja da Sé, em Salvador, entre outros projetos da área.

Para Sander Lee, Presidente da Academia de Cordel, a entidade terá muita satisfação em receber Piedade Farias como acadêmica, “pela riqueza de sua produção artística e também pelo que representa na área de restauração e preservação histórica, frentes onde atuamos principalmente em Itabaiana, sede da ACVPB”, afirmou. 

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Há sete anos, professor divulga literatura de cordel em escolas de Itabaiana

Antonio Marcos com seus alunos em projeto literário com base na literatura de cordel

O professor Antonio Marcos Gomes Monteiro, de Itabaiana, realiza projetos literários baseados na literatura der cordel no Instituto Escolar Elshadday e outras escolas desde 2009, abordando temas como o cordel virtual, cordel paradidático, leitura e xilogravura, rima e métrica, entre outros questionamentos ligados à matéria. Trabalhando com a leitura desse tipo de texto, Antonio Marcos divulga os trabalhos dos poetas regionais, entre os quais ele próprio, que é membro da Academia de Cordel do Vale do Paraíba.

Para o poeta e professor Antonio Marcos Monteiro, ainda há bastante preconceito com relação ao cordel e muitos mestres resistem em apresentar essa arte aos seus alunos por considera-la “pobre ou popular demais”. Nos seus projetos, ele acaba demonstrando que esse gênero literário é riquíssimo tanto na forma como no conteúdo. “Tão rico que muitos especialistas costumam considerá-lo uma ferramenta excepcional para desenvolver na garotada o comportamento leitor”, assegura ele. Em suas palestras, costuma levar duplas de cantadores violeiros e artistas plásticos ligados à xilogravura, que fazem parte do universo do cordel. O pernambucano J. Borges, considerado o mais importante xilógrafo do Brasil, já teve seu trabalho exposto até no Museu do Louvre, em Paris.

Para Monteiro, o que faz da poesia de cordel um instrumento capaz de estimular o hábito da leitura são características que costumam encantar as crianças, entre elas a musicalidade das rimas, a temática, que geralmente remete à cultura nordestina, e as metáforas, que abrem caminho para boas discussões. “Tenho uma coleção de cordéis raros, entre eles a biografia do ex-prefeito de Itabaiana, Dr. Antonio Batista Santiago, líder político que marcou época, e através desse folheto podemos falar sobre nossa história local”, explica o poeta.

Entre outras escolas, Antonio Marcos realizou projetos de literatura de cordel também no Colégio Professor Maciel e Escola Iva Lira. Seu trabalho foi publicado em revista da Secretaria de Educação do Estado, no projeto “Liga pela paz”. “Tenho aprendido muito com o professor Doutor Manoel Matuzalém de Sousa, da UFPB, ele que tem mestrado em Literatura Popular e doutorado em Educação”, lembra Antonio Marcos. Matuzalém, que é padre, poeta repentista e estudioso conhecido internacionalmente, foi quem iniciou Monteiro nos estudos do cordel nordestino.

Antonio Marcos Gomes Monteiro, nascido no dia 7 de julho de 1974, no sítio Onça, em Itabaiana, Paraíba, é graduado em Língua Portuguesa, pós-graduado em Língua, Linguagem, Literatura e Redação, poeta e cordelista, colecionador de mais de 1000 cordéis, membro da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, atualmente residindo no povoado de Jacaré, município de Pilar. Entre outros trabalhos, Monteiro é autor dos cordéis O Papa Francisco no Brasil, O cachimbo de Izaias, Quem corta árvore florida comete uma safadeza, Casa de taipa, Branca Dias, Nos passos de Lampião, A feira de Caruaru e A feira de Itabaiana.


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Enfermeira é indicada ao Prêmio Leonilla Almeida de 2017

A enfermeira aposentada Dorinha Correia, de Itabaiana, foi a primeira mulher a ser indicada pela Sociedade Amigos da Rainha para receber o prêmio Leonilla Almeida em 2017.
A enfermeira teve sua indicação pelo trabalho que realizou por toda vida, “com amor e cuidado”, principalmente no Hospital Filantrópico São Vicente de Paulo, em Itabaiana. Para a Comissão do Prêmio, a indicação de Dorinha Correia é um reconhecimento e valorização da profissão de enfermeira, profissionais muitas vezes sobrecarregados com jornadas de trabalho exorbitantes, plantões cansativos e condições de trabalho nem sempre favoráveis, mas, mesmo assim, são pessoas que se doam pelo bem estar do próximo.

O prêmio Leonilla Almeida é entregue anualmente a mulheres que tenham se destacado pela dedicação à sua comunidade, na área social ou cultural. A solenidade de entrega acontecerá em março de 2017 em local ainda a ser definido. 

domingo, 13 de novembro de 2016

ITABAIANA

Evento turístico terá exposição de quadros de Otto Cavalcanti e mostra de cordéis

Treze acrílicos sobre cartão de Otto Cavalcanti serão exibidos durante evento sobre empreendedorismo na área do turismo que será realizado no dia 17 de novembro (quinta-feira) em Itabaiana, no Maison Finesse, a partir das 9 horas. A exposição é promovida pela Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba e Sociedade Cultural Poeta Zé da Luz, com apoio da Academia de Cordel do Vale do Paraíba que promoverá ainda mostra de folhetos de cordel dos poetas Fábio Mozart, Josafá de Orós, Márcio Bizerril, Sônia Gervásio, Severino Melo, Pádua Gorrion, Marconi Araújo, Orlando Otávio e outros, membros da Academia.

O evento será encerrado às 17 horas com café da tarde. Durante todo o dia, serão realizadas palestras e exposição de produtos artesanais da região, com apoio do Sebrae, Emater e Secretaria de Turismo da Paraíba.

Esta será a primeira vez em que obras do artista plástico Otto Cavalcanti serão expostas em sua terra natal. Os quadros fazem parte da exposição “Otto Cavalcanti – de Itabaiana à Catalunha”, com curadoria de Fábio Mozart. “É um convite para conhecer o modo peculiar do artista de ver o mundo, em obras cheias de cor e energia. Da Paraíba, onde ele nasceu, à Catalunha, na Espanha, onde se instala no final da década de 60, Otto Cavalcanti absorve o rico ambiente artístico local e constrói sua carreira como um dos destacados representantes das vanguardas das artes na Espanha, refletindo seu trabalho em toda a Europa”, explica o folheto da exposição.


sábado, 12 de novembro de 2016

TURISMO NO VALE DO PARAIBA


Data: 17 de novembro de 2016
Local: Maison Finesse – Itabaiana
Programação:
8h00 : Café da manhã e credenciamento
Exposição e comercialização de produtos artesanais por municipio
9h00Abertura – SEBRAE 
O Turismo, o Vale do Baixo Paraíba e As Aventuras de Zé Lins
Consultora Fernanda Melo
9h30 : Modelos de Roteiros Integrados
Consultora Vera Simões
10h30 : Mesa de diálogo 01 – Políticas Públicas para o turismo
Consultora Vera Simões
Prefeito Empreendedor Douglas Lucena – Bananeiras
Singtur -Sindicato de Guias da Paraiba
12h30 : Almoço
14h00 : Mesa de diálogo 02 – Gestão e Planejamento para o turismo
Consultora Vera Simões
ATURA – Associação de Turismo de Areia
Luck Turismo e Receptivo
16h00 : Parceiros do Desenvolvimento do Turismo na Paraíba e suas missões
SEBRAE
SENAC
SENAR
Secretaria de Turismo da Paraíba
PBTUR
Emater
17h00 : Encerramento com Café da tarde

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Fábio Mozart e Rodrigo Brandão têm filme selecionado para festival audiovisual em Campina Grande


A coordenação do 11º Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB divulgou a relação dos filmes selecionados para as mostras competitivas do evento, que acontece de 29 de novembro a 3 de dezembro, no Cine São José. Conforme a relação, 15 trabalhos foram selecionados para a Mostra Brasil; 16 para a Mostra Tropeiros; oito para a Mostra Estalo; cinco para a Mostra Tropeiros de Telejornalismo; 10 para a Mostra A Ideia,10 para a Mostra Som na Serra, e 10 para a Mostra Cine Teia.

Na mostra Cine Teia, que destaca produções realizadas por Pontos de Cultura da Paraíba, está o curta “Feminino plural”, roteiro e música de Fábio Mozart, direção de Rodrigo Brandão e fotografia de Jacinto Moreno.

O filme “Feminino Plural” mostra a realidade das rádios comunitárias em comunidades pobres, sob a ótica das mulheres. A obra tem a participação das atrizes Adriana Felizardo, Das Dores Neta e Helena Malheiros, com patrocínio da Funjope/FMC.


quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Jessier Quirino comemora 20 anos de carreira com músico itabaianense no elenco do espetáculo


O poeta, humorista, escritor e arquiteto paraibano Jessier Quirino apresenta de 11 a 13 de novembro o espetáculo "Vinte Motes na Cacunda", no Teatro Paulo Pontes. O espetáculo começa sempre no horário das 20h, na sexta, sábado e domingo. De acordo com a produção do artista, os ingressos custarão R$ 70,00 inteira e R$ 35,00 meia. Os ingressos estão sendo vendidos nas lojas HERRERO do Tambiá Shopping e na FINALLE Revestimentos no Shopping Moriah. Com este espetáculo, Jessier Quirino comemora os seus 20 anos de carreira. O poeta conta com produção cuidadosa, grande cenário com personagens marcantes da vida interiorana e se apresenta acompanhado de dois músicos: Roberto Muniz e Arnaud Neto, que revezam vários instrumentos. Arnaud Neto é de Itabaiana, cidade que Jessier escolheu para morar.
Arnaud Neto

Jessier é natural de Campina Grande, mas é filho adotivo de Itabaiana, onde reside desde 1983. Preenchendo uma lacuna deixada pelos grandes menestréis do pensamento popular nordestino, o poeta Jessier Quirino tem chamado a atenção do público e da crítica, principalmente pela presença de palco, por uma memória extraordinária e pelo varejo das histórias, que vão desde a poesia matuta, impregnada de humor, neologismos, sarcasmo, amor e ódio, até causos, côcos, cantorias músicas, piadas e textos de nordestinidade apurada. Dono de um estilo próprio "domador de palavras" - até discutido em sala de aula - de uma verve apurada e de um extremo preciosismo no manejo da métrica e da rima, o poeta, ao contrário dos repentistas que se apresentam em duplas, mostra-se sozinho e sabe como prender a atenção do distinto público.


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Governo Federal cancela mais de 260 benefícios do Bolsa Família em Itabaiana


O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário cancelou 16.637 benefícios do Bolsa Família na Paraíba.  Em todo o Brasil, o Ministério encontrou irregularidades em 1,136 milhão de benefícios. Destes, 469 mil foram cancelados e 667 mil, bloqueados. Em Itabaiana, foram cerca de 260 cartões cancelados, segundo a coordenação do setor na Secretaria de Assistência Social.
Os cancelamentos e bloqueios ocorreram porque o governo identificou que os beneficiários do Bolsa Família atingidos pela medida tinham renda acima da declarada oficialmente. A exceção são os 13 mil bloqueios a partir dos dados do TSE e TCU, motivados pela revelação de que os beneficiários figuravam como doadores de campanha com valores acima do permitido.
Nos casos em renda per capita mensal dos beneficiários superava R$ 440, houve cancelamento. Já as famílias com renda mensal per capita entre R$ 170 e R$ 440 tiveram o benefício bloqueado. E a chamada para atualização cadastral destina-se aos beneficiários com renda abaixo de R$ 170, mas em cujas informações prestadas foi encontrada alguma inconsistência.
Sem cadastros
Funcionário do setor de cadastramento do Bolsa Família na Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Itabaiana informou que não estão sendo efetuados novos cadastros e outras ações referentes ao programa porque o departamento está praticamente abandonado. “A Secretária Fabiana, esposa do prefeito Antonio Carlos, deixou de comparecer ao serviço após a eleição de outubro e todos os funcionários estão com três meses de atraso nos pagamentos dos seus salários”, informou a fonte.


terça-feira, 8 de novembro de 2016

Escola pública municipal de Itabaiana tem água cortada e alunos prejudicados


A comunidade da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Nossa Senhora das Graças, que funciona em prédio localizado ao lado da rodoviária de Itabaiana, tem uma reclamação na ponta da língua: a falta de água na escola. Reclamam do fedor no banheiro e contam que às vezes a professora pede para segurar o xixi. “Não é um absurdo?”, indaga uma professora da escola. O abastecimento de água foi cortado pela Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba, porque a Prefeitura não vinha pagando o consumo.

A reportagem procurou a Secretaria de Educação do Município para ouvir a versão oficial do fato, mas a titular da pasta não foi encontrada. “Eu, pessoalmente, não tenho conhecimento desse fato, porém, acredito na veracidade do mesmo. Quanto à Secretaria de Educação, só estamos nós, funcionários, trabalhando, porque a Secretária está ausente há um mês”, disse Telma Lopes, pedagoga.

Além de pleitear diretamente a ação das autoridades responsáveis pela solução do problema, é possível realizar denúncias aos órgãos fiscalizadores, como o Ministério Público, Defensoria Pública, PROCON, OAB, Conselho Tutelar e Conselho Municipal de Direitos das Crianças e Adolescente. Procurado através das redes sociais, Paulo Rodrigo, membro do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente, não retornou a mensagem.

O professor Valmir Camilo lamentou a situação vivida pela educação municipal de Itabaiana, com salários atrasados e escolas abandonadas. “Não adianta condenarmos o atual prefeito, pois o julgamento dele já foi feito pelas urnas, mas acho que ele deveria ter mais sensibilidade e humanismo, porque o bem estar de crianças e adolescentes deveria ser prioridade”, afirmou.

O acesso à água potável em qualidade e quantidade é um direito humano fundamental e as crianças têm prioridade absoluta na garantia desses direitos, conforme determina o artigo 227 da Constituição Federal. Assim, todos os serviços destinados à criança devem ser abastecidos com água em primeiro lugar. 

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Livro de Fábio Mozart inspira produção de longa metragem de cineasta paraibano sobre rádio comunitária

Fábio Mozart e Rodrigo Brandão na Rádio Tabajara da Paraíba

O cineasta Rodrigo Brandão está na fase de pré-produção da ficção de longa-metragem que narra a história de comunicadores populares paraibanos que lutam para dividir o espaço com as grandes corporações da mídia radiofônica, operando rádios de baixa potência em pequenas cidades e bairros das periferias dos grandes centros urbanos. O roteiro tem como base o livro “Democracia no ar”, do jornalista Fábio Mozart. Segundo Rodrigo, o filme atualmente encontra-se em estágio inicial de desenvolvimento, por meio da pesquisa, entrevistas com os envolvidos com rádios comunitárias na Paraíba e a roteirização, ao mesmo tempo em que busca parcerias e captação de recursos.

O cineasta acredita que a proposta e mensagem do filme é bastante propícia para o conturbado momento atual político do país: "A população brasileira está muito dividida, intolerante e tensionada atualmente. Há uma falsa impressão (principalmente nas redes sociais) de que as pessoas estão mais politizadas, mas creio que na verdade só estão fortalecendo suas próprias crenças ao encontrarem pessoas que pensam de forma similar. Há uma falta de racionalidade para discutir problemas comuns a todos, mas infelizmente a maioria está mais preocupada em atribuir questões como a desigualdade social, o aborto e o liberalismo econômico a ideologias e partidos políticos”, considera ele. “Uma das funções da narrativa é justamente a formação de comunidades,  e a maior motivação para a realização desse filme é tentar aproximar pessoas de diferentes religiões, classes sociais e ideologias políticas, para a reflexão sobre todo esse processo por meio da natureza democrática das verdadeiras rádios comunitárias”, disse Rodrigo.

O livro aborda o processo de criação da Rádio Comunitária Araçá FM, em Mari, a instrumentalização de emissoras do tipo no país e o aprendizado da comunidade em torno de uma comunicação emancipadora. Democracia no ar é um livro importante, que serve de base para estudantes, comunicadores populares e pesquisadores num espaço onde as publicações são raras e, muitas vezes, sem conteúdo crítico em relação às práticas negativas adotadas em muitas rádios ‘comunitárias” do país’”, afirmou o jornalista paraibano Manassés de Oliveira.