radio zumbi

terça-feira, 30 de junho de 2015

Partidos já articulam nomes para disputar prefeituras no vale do Paraíba

Cida Amorim com o cineasta Jacinto Moreno. Ela será candidata de oposição em São José dos Ramos

Os partidos políticos já estão discutindo nomes para pré-candidaturas a prefeito nos municípios paraibanos. Até outubro termina o prazo para os partidos filiarem pretensos candidatos, e as legendas estão buscando atrair lideranças com capacidade de aglutinar votos. Entre os mais cotados, figuram prefeitos, ex-prefeitos, vices, vereadores e ex-deputados.

Em Juripiranga, no vale do Paraíba, os nomes que figuram para o próximo pleito são os do atual prefeito, Paulo Dália (PSD) e a oposição representada pelo ex-prefeito Antonio Maroja (PSDB). Ressalte-se que o prefeito Dália é cria política de Maroja, com quem rompeu no início de sua gestão.

Em São José dos Ramos, a oposição será representada pela ex-prefeita Cida Amorim, que baterá chapa com o atual prefeito e pretenso candidato à reeleição.

Na cidade de Itabaiana, o médico Lúcio Flávio (PMN) tenta viabilizar seu nome nos grupos oposicionistas. O atual prefeito Antonio Carlos (PMDB) tem livre trânsito em quase todas as facções e já articula para ter o maior número de apoios à sua reeleição. O Partido Socialista Brasileiro tem nomes fortes como o da vereadora Rosane Almeida, mas vive momentos de crise por conta de divisões no seio do partido. “O PSB em Itabaiana está dividido entre Rosane, Lúcio Flávio e apoio a Antonio Carlos, sendo que o vereador Júnior Pacheco (PSB) trabalha para ser o vice do prefeito e outro grupo defende Rosane para esse cargo”, disse uma fonte do partido na cidade. Conforme essa mesma fonte, o Presidente do partido, Pedro José da Silva, e o vereador Ubiratan Correia tentam convencer o governador Ricardo Coutinho de que a melhor posição será de apoio à candidatura do médico Lúcio Flávio.

Atento aos acontecimentos, e organizando seus partidários, José Sinval, filho da ex-prefeita Dida Moreira, é também nome cotado para herdar o cabedal de votos de sua genitora, para dar continuidade à dinastia política da família. O pai, Aglair da Silva, e a mãe já foram prefeitos da cidade.



segunda-feira, 29 de junho de 2015

Ingá reivindica prédio da estação ferroviária para projeto turístico


O Secretário de Turismo de Ingá, Walter Goes, está pleiteando junto ao Departamento Nacional de Transporte a cessão da estação ferroviária de Ingá, atualmente desativada, para receber o Trem das Itacoatiaras, projeto turístico que pretende trazer de volta o trem de passageiros de Campina Grande a Ingá, com fins turísticos.

A estação de Ingá foi inaugurada em 1907 pela Great Western, no trecho Itabaiana-Campina Grande. O ramal de Campina Grande teve seu primeiro trecho entregue em 2 de outubro de 1907, entre a estação de Itabaiana, na linha da Great Western que ligava Recife a Natal, e a cidade paraibana de Campina Grande. Do outro lado do Estado da Paraíba, entre 1923 e 1926, a Rede de Viação Cearense alcançava a cidade de Souza, partindo de sua linha-tronco que ligava Fortaleza a Crato, no Ceará, a partir da estação de Arrojado. De Souza, a RVC avançou até Pombal (1932) e depois a Patos (1944). O trecho de 164 km entre Patos e Campina Grande somente seria entregue ao tráfego em 1958, e era justamente esta a linha que ligava o Nordeste Ocidental ao Oriental, ou seja, o Ceará ao resto do Brasil. Hoje este ramal está desativado, após ser alugado a um grupo mineiro. O tráfego de passageiros no ramal foi desativado nos anos 1980.


domingo, 28 de junho de 2015

Governo convida prefeita de Pilar para discutir Conferências Municipais da Mulher


Gestoras do Fórum Estadual de Organismos de Políticas Públicas para Mulheres de 43 municípios paraibanos, entre eles Pilar, governado por Virgínia Veloso, se reúnem na próxima terça-feira (30), no auditório da PBPrev, no Bairro dos Estados, em João Pessoa, para discutir a realização das conferências municipais ou intermunicipais de políticas públicas para mulheres, que devem ser realizadas de 19 de junho a 19 de dezembro.

As conferências municipais antecedem a 4ª Conferência Estadual de Políticas para Mulheres, que ocorrerá em João Pessoa, de 26 a 28 de novembro. Com o tema “Mais Direitos, participação e poder para mulheres”, as etapas municipais têm por objetivo avaliar as politicas locais das cidades. A realização da Conferência Estadual será realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH).

“Vamos mobilizar os gestores de cidades integrantes do Fórum para realização das conferências e também estamos convocando os demais gestores para discutir as políticas nas suas cidades”, disse a gerente de Equidade de Gênero da Secretaria, Elinaide Carvalho.
De acordo com decreto estadual, publicado no dia 15 de junho, a conferência terá quatro eixos temáticos: contribuição dos conselhos de direitos da mulher e dos movimentos feministas e de mulheres para a efetivação da igualdade dos direitos e oportunidades; estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres, sistema político com participação das mulheres, sistema nacional de políticas para mulheres.

Enfrentamento à violência – O enfrentamento à violência contra as mulheres é outro ponto de destaque na reunião dos Fóruns de Gestoras, que inclui discutir as ações locais e estaduais na prevenção, atendimento humanizado, responsabilização e punição dos agressores. “Será um momento de avaliação sobre as ações locais e intersetoriais, quais os avanços e desafios”, disse a gerente.

A SEMDH  tem a missão de enfrentar todas as formas de violência contra as mulheres,  mobilizar e congregar todos os órgãos públicos, das diversas esferas, a incrementar ações que transformem a cultura do machismo e enfrentem a violência contra as mulheres de forma cada vez mais articulada.

O enfrentamento à violência contra as mulheres prevê uma série de ações integradas como segurança policial, apreensão de suspeitos, cuidados com iluminação, limpeza de terrenos baldios, vídeo monitoramento das ruas, punição de criminosos, celeridade nos julgamentos de acusados, campanhas de divulgação da Lei Maria da Penha e a melhor aplicação dessa Lei por operadores de segurança e justiça, contando com a mobilização social e comunitária.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Grupo patrocinado por rádio comunitária obtém segunda colocação em concurso de quadrilha junina

Edglês Gonçalves

A quadrilha junina Fogueirinha, de João Pessoa, ficou com a segunda colocação  no campeonato estadual de quadrilhas. O grupo fez um resgate histórico da origem das quadrilhas e a colonização brasileira, com o tema "Navegar é Preciso". A quadrilha pessoense vai disputar o Nordestão em Maceió, nos dias 11 e 12 de julho. O quadrilheiro Edglês Gonçalves teve como padrinho de investimento o programa “Alô comunidade”, da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares. 

A primeira colocação ficou com a Moleka 100 Vergonha, quadrilha junina de Campina Grande, A final aconteceu na noite da quinta-feira (25) na Pirâmide do Parque do Povo e reuniu oito quadrilhas de diversos lugares da Paraíba na finalíssima do festival.

Além da Moleka 100 Vergonha e da Fogueirinha, mais seis quadrilhas disputaram a final. A Mistura Gostosa, Explosão Nordestina, Flor de Mandacaru, Fogueirinha, Lageiro Seco, Fazenda Nordestina e Paixão Junina.

Edglês Gonçalves é ator e arte educador, voluntário no projeto Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em Itabaiana, onde trabalha com artes cênicas, danças populares e outras manifestações folclóricas.  O programa “Alô comunidade” conta com as parcerias do Ponto de Cultura e do Coletivo de Jornalistas Novos Rumos. 
Vereador Semeão Rodrigues defende municipalização do trânsito de Itabaiana

O vereador Semeão Rodrigues se prontificou a dialogar sobre o tema com as autoridades do município de Itabaiana, na Região do agreste paraibano, para a criação de um órgão municipal de gestão do trânsito. O debate sobre o tema já chega às cidades interioranas que sofrem com trânsito intenso e sem controle. O sistema de fiscalização, sinalização e educação de trânsito é falho, pois é concentrado no Detran em João Pessoa e não consegue chegar aos pequenos municípios do interior do estado.

O último anuário estatístico divulgado pelo Detran mostra que a maior quantidade dos acidentes é registrada aos fins de semana e nas cidades menores. É grande o índice de acidentes por causa do álcool e há ausência do poder público no que diz respeito às políticas públicas de disciplinamento do trânsito.

Segundo o vereador Semeão, com o aumento do número de veículos, é necessário trabalhar o envolvimento da população, fazendo campanhas educativas, melhor sinalizando o trânsito, implantação de redutores eletrônicos, faixa de advertência e campanhas de blitz. “Isso seria viável com a municipalização do trânsito em nossa cidade”, acredita ele.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

JURIPIRANGA

Prefeitura rebate críticas sobre despesas com banheiros químicos

 
Festa de São João em Juripiranga, uma das maiores da região

O blogueiro Ino Lucas, assessor do Gabinete do Prefeito de Juripiranga, rebateu ontem (24) as denúncias publicadas em alguns sites do Estado acerca dos gastos com os sanitários públicos no Município. Ino explicou que houve um processo de licitação para o período de um ano destinado aos contratos de banheiros químicos para o período carnavalesco e outras festividades públicas, além de serviço de limpeza de fossas sépticas de pessoas carentes, incluindo tendas para os eventos.
O comunicador ainda apresentou dados que justificam os preços médios dos serviços de aluguel de tendas, banheiros químicos e limpezas de fossas. “Em média, gasta-se R$ 250 reais por unidade no caso dos banheiros, que envolve traslado, instalação no local do evento e limpeza”, explicou ele. Ainda conforme Ino, embora tenha sido de R$ 150 mil reais, a Prefeitura só gastou R$ 50 mil. “A quantia de R$ 150 seria previsão de despesas”, disse ele.

Ainda rebatendo as críticas, Ino lamentou que “setores oposicionistas não encontram motivos reais para criticar a administração do prefeito Paulo Dália e resolvem baixar o nível, publicando matérias de baixo nível e sem ouvir o outro lado”. Para ele, ao pautar esse tipo de informação distorcida, “a imprensa a serviço da picaretagem presta um desserviço ao público leitor”.
SÃO JOÃO
As festas juninas em Juripiranga foram as mais animadas da região, ainda conforme informe de Ino Lucas. “Superando todas as expectativas, a noite da véspera de São João em Juripiranga foi incrível. O “Arraiá do Povão”, promovido pela Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e Desportos, recebeu uma verdadeira multidão, que celebrou com muito forró e animação. Os juripiranguenses e turistas que foram ao evento, tiveram à disposição uma ótima estrutura, com reforço policial, atendimento médico, banheiros químicos, tendas, parque de diversões e uma bela ornamentação alusiva aos festejos juninos”, relatou. 
O show começou às 20:00hs com o espaço voltado ao talento local. Fernando Sanfoneiro e banda fizeram um resgate do velho e bom forró “pé-de-serra” e ainda teve a participação especial do popular Antônio Cigano. Em seguida, o “Arraiá do Povão” atingiu seu ápice com a apresentação da grande atração da noite, a Banda Encantu’s. A festa continuou com a ótima apresentação de Luciano Silva e Banda, que misturaram o tradicional forró pé-de-serra com clássicos do brega, animando a galera, que mesmo com a chuva não se dispersou e ficou até o final.


quarta-feira, 24 de junho de 2015

Prefeito de São Miguel de Taipu discute parcerias com apoio de Raimundo Lira


O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) recebeu nesta quinta-feira (18), na secretaria da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal (CCJ), em Brasília, os prefeitos Clodoaldo Beltrão (Alhandra) e Marcelo Rodrigues (São Miguel de Taipu), acompanhados do vereador Augusto Vieira e do procurador Rodrigo Cabral. Na oportunidade, o parlamentar se comprometeu em auxiliar os municípios em seus pleitos.

Nas audiências com os dois gestores, Lira disse que conhece as necessidades dos municípios paraibanos e ressaltou a sua vontade política de contribuir para melhorar seu estado, “que tem grandes potencialidades” e é, na sua opinião, “uma terra de oportunidades”. Ele também declarou que continuará defendendo os interesses dos municípios paraibanos e que as portas de seu gabinete estarão sempre abertas aos gestores.

Com os dois prefeitos, o senador paraibano discutiu parcerias possíveis entre as cidades e o Governo Federal. Raimundo Lira também destacou que tem mantido uma boa relação com os gestores da Paraíba, procurando buscar recursos para atender os municípios e, assim, garantir benefícios para as cidades.

Raimundo Lira lembrou que, nas audiências que tem mantido – em Brasília ou na Paraíba – com gestores municipais, tem ouvido a todos e recebido pleitos dos mais diversos, em favor dos paraibanos. Entre os pedidos, os mais comuns tratam de medida para sanar a falta de recursos hídricos no Estado e a melhoria da malha viária paraibana.


terça-feira, 23 de junho de 2015

Prefeitura de Itabaiana anuncia programação de São João


Saiu a programação do São João de Itabaiana. O anúncio foi feito pela assessoria de comunicação e equipe da Secretaria de Cultura, comandada por Luciano Marinho.
As festividades serão realizadas nos dias 23 e 24 de junho na Praça Epitácio Pessoa com o tema “São João para todos”. Tocarão as bandas Forró Pegada Safada, Forró das Antigas com a Banda A10, Rhuan Carlos e Forró do Rei, além de Forró sem Futuro.
Prefeituras do interior costumam investir pesado em bandas de cachês caros nesta época do ano e no carnaval, mas devido à crise econômica, bandas menos conhecidas estão conseguindo contratos. O prefeito Antonio Carlos chamou de “light” este São João em Itabaiana, certamente se referindo à programação um tanto modesta para os padrões da época. A novidade é a presença da Banda A10, liderada pelo itabaianense Eduardo Severo (foto), atualmente radicado na cidade de Pirpirituba.
Na quinta-feira, dia 25, a quadrilha junina “Coronel Zé Lins”, de Pilar, fará apresentação especial na Praça Epitácio Pessoa, com 42 componentes e 18 elementos de apoio com o tema “Entre e o verde e o azul, no mundo só tem tu”, com figurino e direção geral assinados pelo poeta Joan Saulo. Segundo Andrea Ramos, assessora de comunicação do grupo, a quadrilha fará apresentação no dia 29 em Pilar, no centro da cidade. 

segunda-feira, 22 de junho de 2015


É com imenso pesar que a diretoria da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba – Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, comunica o falecimento do itabaianense José Mário Pacheco, pai do agropecuarista José Mário Pacheco Filho, que é um dos maiores incentivadores e colaboradores do projeto cultural “Cantiga de ninar” em Itabaiana.

Itabaiana, 22 de junho de 2015

Com os sentimentos de solidariedade à família do nosso conterrâneo,
Fábio Mozart
Clévia Paz
Cassiana Roque
Jacy Mendes
Marcos Veloso
Rosival Silva
Adilson Adalberto
Renaly Oliveira
Roberto Palhano
Edglês Gonçalves
Marinalva Josefa Dionísio

sábado, 20 de junho de 2015

Hospital de Itabaiana pode ser salvo pela Energisa




O Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo, como instituição filantrópica que vive uma séria crise financeira, poderá ter sua situação regularizada se for aprovado projeto do deputado Sérgio Vidigal (PDT-ES), que estabelece a criação de tarifa social de energia elétrica para hospitais públicos e filantrópicos por meio de descontos incidentes sobre a tarifa aplicável pelas distribuidoras. 

Pelo projeto, para terem acesso ao benefício, as instituições deverão estar inscritas em cadastro único para programas sociais a ser criado. A tarifa social de energia elétrica é um desconto na conta de luz destinado às famílias inscritas em cadastro único com renda de até meio salário mínimo per capita ou que sejam beneficiários do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social.

Sergio Vidigal acredita que o projeto será apreciado. O projeto foi lançado pela sua esposa, a ex-deputada Sueli Vidigal, mas não chegou a ser votado em nenhuma comissão, sendo arquivado. O deputado acredita que agora reunirá apoio suficiente para convencer a Câmara a votar, “pois vejo que é o único caminho para salvarmos os hospitais públicos e filantrópicos do país”. 

Pelo menos 83% dos 2.100 hospitais filantrópicos brasileiros operam no vermelho, segundo estimativas da CMB (Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas).

Tomadas de preços em Juripiranga foram aprovadas pelo TCE


O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba considerou regulares as tomadas de preços da Prefeitura de Juripiranga, em sessão ordinária realizada na última terça-feira (16).
A tomada de preços é a modalidade de licitação utilizada para contratações que possuam um valor estimado médio, compreendidas até o montante de R$ 650.000,00 para a aquisição de materiais e serviços, e de R$ 1.500.000,00 para a execução de obras e serviços de engenharia.
A principal característica da tomada de preços é que ela se destina a interessados devidamente cadastrados e, por força da Lei n°. 8.666/93, ela também passou a se estender aos interessados que atenderem a todas as condições exigidas para o cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas.
A sessão foi presidida pelo conselheiro Arnóbio Alves Viana e funcionou no miniplenário Conselheiro Adailton Coelho Costa. Foi composta pelos conselheiros Nominando Diniz Filho, André Carlos Torres e Antonio Cláudio Silva Santos. Pelo Ministério Público de Contas, atuou o Procurador Manoel Antonio dos Santos Neto.

Com Ascom/TCE

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Obras de creche estão paradas em Pilar desde o primeiro mandato da atual gestora


A creche acima deveria estar funcionando há mais de sete anos, mas se encontra com suas obras paradas. O projeto foi aprovado desde o primeiro mandato da prefeita Virgínia Veloso. O Governo Federal libera os recursos para as prefeituras, e cabe às prefeituras repassar o dinheiro para as construtoras. Algumas empresas de construção dizem que receberam o dinheiro pela metade, outras nem receberam, em muitos municípios. Em Pilar, não se sabe o que aconteceu, porque não existem canais de comunicação do Poder Público com a sociedade e a prefeita pouco comparece ao seu expediente.
Em todo o Brasil deveriam ser 6.185 creches, mas só 1.004 estão prontas. O programado era que todas estivessem funcionando desde o início do ano. Outras 2.457, menos de 40%, estão em obras. Cada creche custa em média R$ 1,2 milhão. “Se gasta muito tempo e muitos recursos sem que as creches entrem efetivamente em funcionamento. Mostra claramente que o problema é de gestão”, afirma o presidente da ONG Contas Abertas, Gil Castelo Branco.
O MEC diz que fiscaliza, mas que tem limites. “Tem um ponto até onde podemos ir. Evidentemente o Governo Federal não vai lá e faz as obras. Não é uma obra do Governo Federal, é uma obra que tem recursos do Governo Federal, mas é feita pelas prefeituras”, afirma o secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa.



Itabaiana recebe recursos do salário-educação

Os recursos referentes à parcela de maio do salário-educação estão disponíveis a partir de ontem, terça-feira, dia 17, na conta corrente de Itabaiana e demais municípios.

No total, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) repassou R$ 888,8 milhões aos entes federativos na última segunda-feira (15). O repasse feito a cada beneficiário pode ser conferido no Portal do FNDE, em Liberação de Recursos.

Ao lado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o salário-educação é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino. Trata-se de uma contribuição social recolhida de todas as empresas e entidades vinculadas ao Regime Geral da Previdência Social. A alíquota é de 2,5% sobre a folha de pagamento.

Após a arrecadação, feita pela Receita Federal, cabe ao FNDE repartir os recursos, sendo 90% em quotas estadual/municipal (2/3) e quota federal (1/3), e 10% para serem utilizados pela autarquia em programas e ações voltados à educação básica.


Distribuída com base no número de matrículas no ensino básico, a quota estadual/municipal é depositada mensalmente nas contas correntes das secretarias de educação. Já a quota federal é destinada ao FNDE, para reforçar o financiamento da educação básica, com o intuito de reduzir os desníveis socioeducacionais entre municípios e estados.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Radialistas comunitários realizam encontro para fundar federação na Paraíba

Rádio Comunitária Diversidade, de João Pessoa, estará presente na reunião

Na tarde desta quarta-feira (09), na cidade de João Pessoa, na sede da Associação Nacional pela Inclusão Digital, no Bairro dos Estados, às 14 horas, haverá um encontro reunindo comunicadores comunitários, representantes de rádios a cabo, blogs, jornais de bairro e lideranças comunitárias para debate sobre a conjuntura nacional e estadual do movimento de radiodifusão comunitária e encaminhamentos para a fundação de uma federação estadual da categoria.

Severino Ramo, da Rádio Comunitária Araçá, de Mari, um dos organizadores da reunião, afirmou que os objetivos da futura entidade, entre outros, são agregar as rádios comunitárias da Paraíba em torno de uma entidade que oriente e assessore as associações e contribua para a luta pela democratização das comunicações.

Provavelmente, o encontro terá a presença do ex-deputado Rodrigo Soares, atual assessor do Ministro das Comunicações, para passar informes sobre os processos de outorga e debater com os comunicadores presentes os problemas relacionados com a burocracia estatal na área das telecomunicações. 

terça-feira, 16 de junho de 2015

SALGADO DE SÃO FÉLIX

Líder comunitário nega adesão ao prefeito e acusa secretário de tentativa de cooptação

O líder comunitário Marenilson do sítio Maria de Melo, em Salgado de São Félix, denunciou o Secretário de Educação do Município, Adjailson Andrade (foto), de tentar coopta-lo para retornar ao esquema político da situação, liderado pelo prefeito Adaurio Almeida. Marenilson procurou a rádio comunitária local para esclarecer boatos de que teria aderido ao partido do prefeito. “Não aderi, apenas atendi a um chamado do Secretário Adjailosn no dia 12 de junho para uma conversa em seu gabinete, onde ele me ofereceu vantagens e o emprego de volta para minha esposa Judite, que foi demitida de uma escola estadual faltando apenas um ano e quatro meses para se aposentar, mas eu não aceite a oferta”, disse ele na rádio. Ainda conforme o denunciante, ele apoiou o atual prefeito em sua primeira eleição, quando teve 181 votos para vereador. “Desses votos, tenho certeza de que cerca de 100 votos foram para ele, mas o que recebi em troca foi perseguição e a demissão de minha esposa”, afirmou.”

Ouvido pela reportagem, o Secretário Adjailson Andrade negou que tenha tentado “comprar” o denunciante. “Recebi esse cidadão em meu gabinete como recebo qualquer pessoa. Realmente, ele foi tratar sobre o contrato da esposa que foi encerrado em 2014, mas isso vai além de minha autonomia, pois sou secretário municipal de educação e ela é prestadora de serviço no Estado”, disse ele, para quem o objetivo da denúncia é “tentar denegrir a imagem política do grupo liderado por Adaurio Almeida”. Perguntado se já fez o contraponto na emissora onde o denunciante fez as declarações, ele acusou o presidente da rádio comunitária de ser “partidário”. “Fazem anos que a rádio não me convida para uma entrevista”, disse ele, garantindo que fará pronunciamento na rádio de Itabaiana para esclarecer os fatos.



segunda-feira, 15 de junho de 2015

Conselheira Tutelar em Itabaiana não vê nenhuma restrição à venda de rifas por estudantes


A Conselheira Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente em Itabaiana, Débora Lins, afirmou em entrevista exclusiva para Tribuna do Vale que não vê nenhum problema na venda de rifas por parte de estudantes, seja de escolas públicas ou particulares. “Desde que a venda seja feita por espontânea vontade do aluno, acho que não há nenhuma restrição”, disse ela.

O tema foi levantado na semana passada pelas redes sociais, com a publicação de reclamação de pai de aluno do Colégio Nossa Senhora da Conceição, queixando-se de que sua filha teve que levar para casa um talão de rifas de São João, com a promessa de ganhar três pontos nas matérias escolares após a comercialização do sorteio. “Sou evangélico, não acho que seja correto entregar rifas para crianças e adolescentes venderem, tive que comprar todas as rifas para evitar que minha filha sofresse qualquer tipo de constrangimento, até mesmo entre colegas e professores”, disse ele.

Em nota, a direção do Colégio informa que a instituição tem 62 anos de atuação na cidade “com reputação intocável na formação dos jovens e na defesa dos valores morais e éticos”, e que a venda das rifas se enquadra nas atividades extraclasse. No caso, as rifas seriam destinadas à festa junina, “para manter as tradições culturais”, e os alunos não são obrigados a participar. “A venda da rifa corresponde à entrada na festa e não tem nada relacionado com venda coercitiva”, informa a nota. Após a repercussão, o Colégio resolveu suspender as vendas do sorteio junino.

POLÊMICA

Venda de rifas por crianças e adolescentes tem sido tema muito discutido no país, após a entrada em vigor do Estatuto da Criança e do Adolescentes. Em diversas câmaras de vereadores e assembleias legislativas já foram aprovadas leis proibindo essa prática.

No Paraná, a vereadora Inês Galera apresentou na Câmara de Vereadores de Rio Bonito do Iguaçu um projeto de lei proibindo que alunos da rede municipal de ensino vendam rifa. Conforme a vereadora, a ideia surgiu a partir de uma palestra sobre pedofilia, ministrada pela sargento Tânia Guerreiro, em Laranjeiras do Sul. “Foram demonstradas situações de perigo que os alunos passaram vendendo rifas e afins nas casas. Agressões, insultos, estupro e até morte já aconteceram. É medida de prevenção evitar que os alunos abordem adultos nas ruas, residências e comércio para vendas, podendo sofrer sérias agressões”, justificou a vereadora.

Em Santa Catarina, os deputados aprovaram Projeto de Lei em 2012, de autoria de Silvio Dreveck (PP), proibindo a venda de rifas e afins por crianças e adolescentes. De acordo com o propositor do projeto, a condição peculiar de pessoa em desenvolvimento confere às crianças e adolescentes proteção preferencial, sendo dever do Estado assegurar-lhes todos os direitos, inclusive o direito à dignidade.

Para uma corrente de defensores dos direitos infantis, o Estatuto da Criança e Adolescente trata do dever de velar pela dignidade, evitando tratamento vexatório ou constrangedor à criança e ao adolescente; proibindo o trabalho infantil e prevenção da ameaça ou violação dos direitos da criança e do adolescente. 

domingo, 14 de junho de 2015

MOGEIRO

Estudantes são transportados sobre sacos de cimento e galões de gasolina



Meninos e meninas são transportados como mercadorias em cima de bancos improvisados de madeira, dividindo o pouco espaço com telhas, sacos de cimento, tábuas de madeira, pacotes de ração animal e até galões de gasolina. Esta é a realidade do transporte escolar em Mogeiro, com estudantes do sítio Amarelo, zona rural do Município, afrontando o Código de Trânsito Brasileiro e os direitos assegurados no Estatuto da Criança e do Adolescente, segundo reportagem do Correio da Paraíba de ontem, 13 de junho.

O suplente de vereador, João Caetano Dias, é o motorista da F-4000 que transporta os estudantes diariamente. A caminhonete tem mais de vinte anos de uso. “Na serra, só dá pra subir com uma 4x4, caminhão é proibido por lei, mas é o jeito”, disse ele. O prefeito, Antonio José Ferreira, justifica que o pau de arara é necessário. Segundo ele, o município gasta R$ 80 mil com transporte por mês e não recebe ajuda para melhorar o serviço. “No inverno, o acesso é horrível, não sobe nem carroça na serra. Temos 30% do território de relevo acidentado. Não sou irresponsável para colocar um ônibus para levar esses meninos, porque é inseguro. Para solucionar o problema só tenho um ônibus com tração nas quatro rodas para 23 comunidades rurais. Nossas escolas são referência em educação no Estado, o transporte é só um item que está faltando. Desde o começo, neste país tem pau de arara e nunca vai acabar”, justifica ele.

O Ministério Público e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) montaram um calendário de fiscalização do transporte escolar em 11 cidades. A reportagem tentou falar com a promotora de Justiça, Asna Carolina Coutinho, da promotoria de Educação do Estado, e com o Detran de Itabaiana, mas as ligações não foram atendidas.


Correio da Paraíba 

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Festa de Santo Antonio em Juripiranga apresenta conotação política



Setores da Igreja Católica finalizam neste sábado (13) a festa em louvor a Santo Antonio, que foi iniciada em 1º de junho com a Trezena comemorando 15 anos da devoção ao santo na cidade. O evento inicia-se com a procissão pelas principais ruas da cidade, conduzindo a imagem de Santo Antônio, encerrando com a celebração Eucarística e a Santa Missa às 19h00, que será celebrada por padre Otávio Duarte (Frei Pio) que foi o criador da paróquia e seu primeiro pároco. A capela é particular e administrada pelo professor José Henrique (Frei Henrique), e não pertence à paróquia da cidade.

O Padre Otávio Duarte Santos (foto), principal figura nestas festividades, visita Juripiranga para rever amigos e correligionários, e manter contatos políticos. Ele foi candidato a prefeito da cidade em 2008 pelo DEM, apoiado pelo PMDB, PSB, PTB e PT, não obtendo êxito. Em 2014, já assumindo sua condição de líder político consolidado no Município, apresentou candidatos a deputado. Segundo release de Carlão Mélo, assessor de comunicação de Itabaiana, o padre Otávio vem sendo assediado por lideranças políticas locais para que volte à cidade e assuma novamente candidatura a prefeito na eleição de 2016. 

Na campanha de 2008, o padre Otávio envolveu-se em vários conflitos com seus adversários, principalmente o ex-prefeito Tom Maroja. "Em determinada ação de campanha do meu partido, Tom Maroja, junto com vários advogados e correligionários, chegou ao local e passou a me dirigir ofensas pessoais e palavras de baixo calão. Um dos meus coordenadores, Luiz Gonzaga da Silva, chegou a ser agredido fisicamente pelo filho mais velho do prefeito, Antônio Maroja Neto”, contou o Padre Otávio, candidato na época.