radio zumbi

segunda-feira, 21 de maio de 2012

VI Cavalgada da Integração João Duré inverte percurso este ano


Maria Duré e João Duré,  personalidades que ficaram na memória afetiva de Itabaiana.

A já tradicional Cavalgada da Integração João Duré sairá de Itabaiana no dia 3 de junho para São José dos Ramos, realizando o primeiro “bate sela” do percurso no Bar do Engancho, onde haverá forró e comidas típicas da região. A partir da segunda-feira (4), a Cavalgada passará por Caldas Brandão, Mari, Duas Estradas, Logradouro, Nova Cruz, Serrinha, Lagoa das Pedras, Lagoa Salgada e Vera Cruz, finalmente chegando em Macaíba, no vizinho Estado do Rio Grande do Norte, em 9 de junho. 

O agropecuarista José Mário Pacheco, promotor do evento, informa que neste ano encerra o Projeto “Crie uma cabra”, que já beneficiou inúmeras famílias carentes no trajeto da Cavalgada. “Só em Itabaiana foram doadas 40 novilhas e 4 reprodutores”, disse Pacheco. Em 2012, a Cavalgada, que já está em sua sexta versão, doará mais cem novilhas e dez reprodutores, encerrando o projeto de grande alcance social.
Zé Mário faz questão de realizar a cavalgada na semana de aniversário de Itabaiana, sua cidade natal, onde se notabilizou o agropecuarista João Duré, seu avô, a quem ele presta homenagem.  O evento já faz parte das festas tradicionais da região, tendo em vista que tem tudo a ver com as características do povo e das cidades interioranas e agropecuárias da Paraíba e Rio Grande do Norte.

A solidariedade se une à tradição dos campos na Cavalgada da Integração João Duré, com os integrantes fazendo parte de projetos de educação sanitária, doação de cabras e outras atividades de ajuda aos moradores carentes nas comunidades por onde passam os cavaleiros. As porteiras também são abertas para a cultura, com promoções solidárias fazendo parte das atividades, como a doação de camisas promocionais para venda em benefício do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, de Itabaiana. “A cavalgada faz parte da nossa história de amor ao cavalo e à vida simples do campo, é um momento rico onde podemos reunir todas as gerações”, afirmou Pacheco.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Amanhã tem ESPAÇO LGBT no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar



O ESPAÇO LGBT é um Centro de Referência Estadual de promoção da cidadania, defesa dos direitos humanos e de enfrentamento à homofobia e à discriminação contra LGBT  (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). 
Se você foi discriminado ou discriminada, teve seus direitos negados ou foi vítima de homofobia, procure o Espaço LGBT, que estará em Itabaiana, neste dia 15, com sua equipe multiprofissional (assistente social, advogado, psicólogo e agentes de Direitos Humanos) atendendo à população dos municípios da região.
INFORMAÇÕES
Fone (83) 3243 7837 - Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana
REALIZAÇÃO

Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano
Espaço LGBT
Governo do Estado da Paraíba

APOIO

Gayrreiros do Vale do Paraíba (Itabaiana/PB)
Ponto de Cultura Cantiga de Ninar

Creas Regional - Salgado de São Félix
Orçamento Democrático Estadual - 12 Região
PONTO DE CULTURA CANTIGA DE NINAR - Rua Cel. Firmino Rodrigues, 107 - Itabaiana - PB
Dia 15/05 - das 9h às 17h

Itabaiana está de fora do Sistema Nacional de Cultura


Foram esgotados os prazos para que os municípios paraibanos providenciassem a adesão ao Sistema Nacional de Cultura, garantindo o acesso da população a aparelhos necessários para fomentar a cultura e formar cidadania através das artes. O município de Itabaiana ficou de fora desse mecanismo de apoio à cultura porque não providenciou a regularização do Conselho Municipal de Política Cultural, a realização da Conferência Municipal de Cultura e institucionalização do Plano Municipal de Cultura e Sistema Municipal de Financiamento à Cultura (com Fundo de Cultura) através de lei. 

Essa negligência significa que a juventude itabaianense perderá a chance histórica de formar sua personalidade em bases sólidas através das atividades culturais, que não seja a cultura dos “paredões”, novelas de TV e modismos passageiros imbecilizantes. Sem políticas públicas de incentivo às artes, a potencialidade cultural da comunidade estará prejudicada. “Negligenciar uma coisa tão importante dessas é um crime contra toda a sociedade”, afirmou o poeta Fábio Mozart, coordenador do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, uma das poucas entidades da sociedade civil que sobrevivem produzindo e difundindo cultura na cidade de Sivuca e Vladimir Carvalho. 

Sem a adesão ao Sistema Nacional de Cultura, o município deixará de receber os benefícios oferecidos, entre eles, usufruir do recurso destinado aos municípios que estiverem planejando ações para os próximos dez anos. Significa que a gestão pública simplesmente abriu mão de recursos federais na próxima década, no setor, já que o Fundo Nacional de Cultura garante o repasse de no mínimo 40% do orçamento do Fundo para convênios com estados e municípios que aderirem ao Sistema. 

Pesquisas apontam que em Itabaiana não há estrutura para promoção e gestão, o município não aderiu ao Sistema Nacional de Cultura, não existe legislação de proteção ao patrimônio histórico material e imaterial e o Conselho Municipal de Cultura está desativado porque a prefeita Eurídice Moreira não nomeou os conselheiros eleitos. A única pontuação da cidade na área cultural é atribuída à iniciativa da sociedade e existência de equipamentos socioculturais, ou seja, espaço físico para realização de atividades como o Ponto de Cultura Cantiga de Ninar da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba. 

Sem estrutura, leis e grupos que apóiem a cultura, a própria história da cidade acaba comprometida. Recentemente, a Prefeitura concedeu alvará para demolição do prédio histórico do antigo Colégio São José, da professora Marieta Medeiros, ícone da educação local.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Governo decreta situação de emergência em Itabaiana, Salgado e Mogeiro por causa da seca


Em Mogeiro, a seca já modifica a paisagem (Foto:Maira)

O governador Ricardo Coutinho decretou, nesta segunda-feira (7), situação de emergência em 170 municípios atingidos pelos efeitos da estiagem ano no Estado, entre eles Salgado de São Félix, Mogeiro e Itabaiana, no vale do Paraíba. O objetivo é agilizar a liberação de recursos federais nas áreas de abastecimento e apoio aos agricultores que perderam suas plantações. Com a decretação da situação de emergência, os municípios terão acesso a benefícios como o Bolsa Estiagem, o crédito agrícola ou a alimentação animal.

Em Itabaiana, o Secretário de Agricultura Geraldinho entregou o cargo, alegando não ter condições de tocar as tarefas da pasta na atual situação que requer o máximo de esforço das prefeituras. A agricultura e a pecuária do município vivem sua pior crise, aumentada pela seca deste ano. Nessa situação de anormalidade, não existe nenhum plano de emergência nem qualquer programa de apoio ao agricultor, segundo fontes do Sindicato dos Produtores Rurais.

Ainda em Itabaiana, a oposição à prefeita Eurídice Moreira teme que, com a dispensa de licitação por conta do estado de emergência, os contratos de aquisição de bens e serviços necessários às atividades de resposta ao desastre, como locação de máquinas e equipamentos, de prestação de serviços e obras relacionadas com a reabilitação do cenário atingido pela seca serão superfaturados. “Eles ‘arrumam’ até quando exige licitação, quanto mais assim, de forma livre”, disse uma fonte local.

sábado, 5 de maio de 2012

Radialista denuncia tentativa de cooptação por parte de Secretário de Saúde de Itabaiana




Em comunicado enviado aos blogs e emissoras de rádio da cidade, o radialista Rafael Carvalho (foto), da Rádio Comunitária Rainha FM de Itabaiana (PB), denuncia que foi alvo de tentativa de cooptação por parte de José Sinval Neto, filho da prefeita Dida Moreira e Secretário de Saúde do Município. Segundo o radialista, a proposta era de R$ 900 reais mensais, com empenho em nome de terceiros. “Em troca, ele queria meu silêncio em relação aos problemas da saúde pública e outros desmandos administrativos”, afirmou Rafael em sua nota.

Ainda conforme o radialista, a proposta foi testemunhada pelo vereador Dedé Tavares e outros membros da equipe do Secretário, em almoço oferecido ao radialista. “Como radialista de uma rádio comunitária e como cidadão, sinto-me no dever de informa à população o que ocorre na nossa cidade. E não seria ético da minha parte aceitar dinheiro público para me calar diante dos desvios dos mesmos”, disse Rafael.

“Isso só vem a confirmar o que todos falam na cidade, onde os recursos públicos são usados para calar e ao mesmo tempo amedrontar a população honesta que não se alia a esses corruptos”, afirmou um blogueiro local.