radio zumbi

domingo, 30 de junho de 2013

JURIPIRANGA



Quadrilha junina inova e leva cultura de raiz à população


A Quadrilha Junina Macambira, da cidade de Juripiranga, implantou mais uma vez o projeto “Se o povo não vai até à cultura, a cultura vai até o povo", que consiste  em apresentações e ensaios do grupo folclórico nas comunidades. Toda quarta-feira eles se apresentam em ruas diferentes, levando a tradição das danças do ciclo junino para todos os moradores da cidade, em projeto idealizado pela Associação Cultural de Juripiranga e prefeitura local. 

A quadrilha Macambira tem atuação destacada na Paraíba, participando dos principais concursos, além de figurar na programação das festas mais famosas, como o São João de Campina Grande, o mais famoso evento junino do país. 

A quadrilha junina, matuta ou caipira é uma dança típica das festas juninas, dançada, principalmente, na região Nordeste do Brasil. É originária de velhas danças populares de áreas rurais da França (Normandia) e da Inglaterra. Foi introduzida no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, possivelmente em 1820, por membros da elite imperial. Durante o Império, a quadrilha era a dança preferida para abrir os bailes da Corte. Depois popularizou-se, saindo dos salões palacianos para as ruas e clubes populares, com o povo assimilando a sua coreografia aristocrática e dando-lhe novas características e nomes regionais.

sábado, 29 de junho de 2013

Programa de rádio apresenta intérprete da música paraibana ao vivo




Gláucia Lima é hoje a principal expressão feminina da música genuinamente paraibana. No cenário cultural da capital paraibana ela começou a despontar em 97 e com seu talento latente e inovador deu interpretação única a várias canções de compositores paraibanos. Com uma carreira marcadamente caracterizada pelas expressões da cultura popular, Lima explora e atualiza ritmos regionais, especialmente coco de roda, baião, ciranda e o maracatu, tudo isso mixado numa sonoridade moderna e aconchegante. 

Uma amostra do universo estético e sensorial de Gláucia poderá ser conhecida neste sábado, 29, a partir das 14 horas, no programa Alô Comunidade, na Tabajara AM, 1110 kilohertz.

ALÔ COMUNIDADE, produção da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares e transmitido pela Rádio Tabajara AM e mais oito rádios comunitárias, diversos blogs e sites na internet.
APRESENTAÇÃO de Fábio Mozart, Dalmo Oliveira e Beto Palhano. 

Na internet:


sexta-feira, 28 de junho de 2013

Itabaiana prepara realização da II Conferência Municipal de Cultura


Reunião do Conselho Municipal de Cultura


O Conselho Municipal de Cultura de Itabaiana se reuniu nesta quarta-feira, 26, na sede da Secretaria de Cultura, para tratar de assuntos referentes à II Conferência Municipal de Cultura que será realizada no dia 4 de julho do corrente ano, no Salão de Recepções “Finess”, de propriedade do Secretário de Cultura, Luciano Marinho, no bairro Alto Alegre.

Na ocasião, foram discutidas prioridades para o segundo semestre de 2013, entre elas a reformulação do Regimento Interno do Conselho, adequando-o à nova versão de políticas públicas do Sistema Nacional de Cultura. Na ocasião foram discutidas prioridades para o segundo semestre de 2013, entre elas a reformulação do Regimento Interno do Conselho, adequando-o na nova versão de políticas públicas do Sistema Nacional de Cultura.

A II Conferência reunirá artistas, produtores e gestores culturais que discutirão e construirão diretrizes para a formação do plano municipal de cultura de Itabaiana para os próximos dez anos. O Conselho Municipal de Cultura de Itabaiana é presidido pela atriz Das Dores Neta.

O Conselho Municipal se reunirá extraordinariamente na próxima segunda-feira, dia primeiro de julho, para tratar ainda da conferência e dar continuidade aos assuntos relacionados ao cenário cultural, propondo mudanças para o município de Itabaiana. Além dos conselheiros, também estarão presentes representantes da Secretaria Municipal de Cultura e da 12 ª Regional de Cultura do Estado.

Foto:
Willdeane Souza

quinta-feira, 27 de junho de 2013

ITABAIANA



Escolas continuam fechadas e professores ameaçam realizar protesto


O ano letivo nas escolas públicas municipais de Itabaiana ainda não teve início, devido a reformas em várias escolas que estão sendo realizadas pela Prefeitura. Os profissionais da educação mostram-se insatisfeitos com o reajuste concedido pelo Município e prometem realizar manifestações. Para a professora Catarina, “o aumento concedido foi só fachada, porque não se admite um  professor com especialização ganhar menos dos que têm apenas o ensino médio”, afirmou nas redes sociais.

Os professores temem que o atual prefeito, Antonio Carlos Melo Júnior, acompanhe a política educacional de sua antecessora, Dida Moreira, que foi de desprezo pela classe e sucateamento do sistema, segundo ainda alguns professores. Eles prometem realizar grande protesto público nas ruas de Itabaiana.

A Prefeitura de Itabaiana informou que está em permanente negociação com o Sindicato da categoria e que o prefeito pretende cumprir a pauta de reivindicações apresentada, mas depende de estudos sobre o índice de gastos com pessoal que não pode estar abaixo do limite prudencial (51,3% da folha) - estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.


quarta-feira, 26 de junho de 2013

Vereador lamenta situação dos hospitais de Itabaiana


Hospital Regional de Itabaiana


O vereador Wellingson Chaves, de Itabaiana, deplorou as condições precárias de atendimento médico nos dois hospitais de Itabaiana, sem condições de diagnosticar o quadro clínico apresentado por pacientes, o que o obriga a levar as pessoas doentes para estabelecimentos de saúde em João Pessoa. Mesmo na capital, o atendimento também deixa a desejar, ainda segundo ele. “Hoje, terça-feira (25), estou com um senhor que está sofrendo muitas dores para ser atendido no Hospital Universitário desde as quatro horas da madrugada, já são nove horas e ele ainda não recebeu atendimento”, informou o vereador. “Se tivéssemos hospitais de qualidade em Itabaiana, não passaríamos por isso. Mas a realidade é que, mesmo em João Pessoa, se não tiver amizade e conhecimento com médicos e atendente, não se consegue vagas nem fichas”, denunciou Wellingson.
O vereador confirmou o que chamou de “jeitinho brasileiro” e lamentou que o país não disponha de serviços de saúde de qualidade para os cidadãos.  “Se a oferta de saúde pública fosse de boa qualidade em Itabaiana, não precisaria me deslocar até João Pessoa para conseguir atendimento”, declarou Wellingson, que é Presidente da Câmara Municipal. Ele é conhecido pelas ações de saúde que empreende, tendo adquirido uma ambulância para transportar pacientes.
A cidade conta com um hospital filantrópico em crise financeira crônica e outro hospital regional construído para ser uma referência na região de Itabaiana, pronto para realizar cirurgias diversas, atendimento emergencial, consultas e exames laboratoriais e especializados. Conforme a queixa do vereador, esses serviços não estão sendo disponibilizados à população. Além dos cidadãos de Itabaiana, o hospital atende ainda pacientes oriundos das cidades da região.
Segundo alguns blogs da cidade, na época do governador José Maranhão o Hospital Regional de Itabaiana “virou um verdadeiro cabide de empregos para os seguidores do Governo”. O “Tribuna do Vale” procurou falar com algumas pessoas ligadas ao Hospital, mas ninguém quis comentar a matéria nem informar como está sendo administrado aquele estabelecimento de saúde no atual governo.