terça-feira, 30 de agosto de 2016

Concurso na Prefeitura de Pilar oferece salários de até R$ 2.005


Continuam abertas até o dia 11 de setembro próximo as inscrições para preenchimento de 82 vagas e cadastro de reserva na Prefeitura Municipal de Pilar, a 55 km de João Pessoa.
O certame é para todos os níveis de escolaridade e a prefeitura oferece salários que vão de R$ 880 a R$ 2.005,24. As inscrições só podem ser feita através do site da organizadora do concurso.
A taxa, dependendo do cargo, varia entre R$ 70 para os de nível fundamental, R$ 86 para os níveis médio e técnico e R$ 96 para os de nível superior.
De acordo com o edital, o maior número de vagas é o de professor A, com 11 vagas, sendo duas para pessoas com deficiência. 
A jornada de trabalho para a maioria dos cargos é de 40 horas semanais.
As provas estão previstas para acontecer no dia 16 de outubro. 

O certame tem validade de dois anos e poderá ser prorrogado, uma vez, por período de também dois anos.

domingo, 28 de agosto de 2016

Pilar, Itabaiana e Juripiranga estão entre as cidades mais eficientes da Paraíba, diz Folha de São Paulo

Pilar está entre as três cidades do vale do Paraíba incluídas na pesquisa da Folha

Pilar, Itabaiana e Juripiranga estão entre as cidades paraibanas consideradas eficientes, que receberam nota igual ou superior a 0,500 no Ranking de Eficiência dos Municípios (REM) da Folha de São Paulo. O município de Itabaiana encontra-se na posição 555 do ranking com 0,535, enquanto Juripiranga é o 633º colocado com 0,530 pontos. Pilar aparece na 1.440ª posição com 0,507 pontos. Na Paraíba, a primeira cidade melhor ranqueada é Guarabira, na 39ª posição. A pesquisa mostra as cidades que oferecem mais saúde e educação com menos gastos de recursos públicos.

Na opinião da economiária Renali Oliveira, a pesquisa passa longe da realidade. “A Folha é conhecida por forjar dados de pesquisas, e esse deve ser um mundo paralelo fora do real, pois todos que aqui vivem sabem que os gastos em educação e saúde em Itabaiana são mínimos e nem o mínimo está sendo feito”, disse ela.

Para o professor Murilo Barbosa, de Pilar, a posição do município não é das piores, “mas precisamos melhorar muito na área de saúde e em outros setores”, opinou.
O Ranking de Eficiência de Municípios - Folha leva em conta indicadores de saúde, educação e saneamento para calcular a eficiência da gestão e apresenta dados de 5.281 municípios, ou 95% do total de 5.569.

Numa escala de 0 a 1, só 24% das cidades ultrapassam 0,50 e, por isso, podem ser consideradas eficientes. Pesquisa nacional do Datafolha mostra que só 26% dos brasileiros aprovam a gestão de suas prefeituras.

No topo do ranking está Cachoeira da Prata (MG), com 3.727 habitantes e heranças deixadas pelo passado industrial forte. Na rabeira estão cidades do Norte, Centro-Oeste e o Rio Grande do Sul.

O levantamento revela que nos 5% menos eficientes, com índice de até 0,30, o funcionalismo cresceu 67% entre 2004 e 2014, em média. A população aumentou 12% no período.


Em crise, os municípios espelham também alguns dos principais desafios do país, como o crescimento do gasto público, a dependência de verbas federais, a perda da dinâmica da indústria e a ascensão do agronegócio.

Didi Silveira é a candidata mais rica em Mogeiro


Dos que disputam a prefeitura de Mogeiro em 2016, no vale do Paraíba, a candidata Didi foi a que declarou ter mais bens ao Tribunal Regional Eleitoral. Com patrimônio declarado de R$ 241 mil reais, Margarida Maria Silveira Gomes, a Didi, da coligação “Mogeiro em boas mãos”, supera em mais de dez vezes a quantia declarada por Genival Alves de Luna (PPS), o Gabriel Luna que é taxista, natural de Itabaiana e também o mais jovem candidato, com apenas 28 anos de idade. Ele diz ter apenas R$ 18 mil reais de patrimônio.

Depois de Geniva, o candidato que aparece com menor valor patrimonial declarado é Zé Neto, da coligação “Força da mudança”, com R$ 56 mil reais em bens.  Como o segundo mais rico na disputa, aparece José Alberto Ferreira, 32 anos, da coligação “Por amor a Mogeiro” encabeçada pelo PMN. O empresário disse possuir patrimônio no valor estimado de R$ 185.500,00.


Pela legislação eleitoral, todos os candidatos são obrigados a cadastrar a declaração total de bens no registro da candidatura, mas essas informações são atualizadas diariamente pelo TSE e podem sofrer modificações. 

sábado, 27 de agosto de 2016

Academia de Cordel cria troféu “Zé da luz” para homenagear artistas paraibanos

A Academia de Cordel do Vale do Paraíba, com o respaldo da Sociedade Amigos da Rainha do Vale, em Itabaiana, resolve criar o Troféu Zé da Luz, para homenagear um dos maiores vates da poesia “matuta”, bem como preservar e difundir a arte poética do Estado. 

O concurso premiará aqueles que, no decorrer de cada ano, forem os mais destacados poetas, declamadores e apologistas. Como apologista se entende a pessoa que admira, protege e paraninfa artistas populares, notadamente na área da poesia.

Neste ano de 2016, o primeiro indicado é o poeta Merlânio Maia, natural de Itaporanga, sertão da Paraíba, dedicado desde menino à poética nordestina, atuando em cantorias e shows de declamações, sendo compositor de diversas canções “com o cheiro e a cor de sua terra amada”. Como artista, Merlânio Maia canta, declama, toca viola e escreve cordéis.

O Troféu Zé da Luz será entregue a Merlânio Maia no dia 10 de setembro, em Pilar, terra do poeta Manoel Xudu, durante o espetáculo “Cordel do fogo apagado”, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. Além de Merlânio, serão homenageados o declamador Iponax Vila Nova e Mariana Teles, filha do repentista violeiro Valdir Teles. No mesmo evento, serão empossados os poetas Bebé de Natércio e Jandira Lucena. 

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Candidato do PSOL é o que apresenta maior patrimônio em Pilar


Dos que disputam a prefeitura de Pilar (PB), o candidato que declarou ter mais recursos financeiros ao Tribunal Superior Eleitoral foi Valdemar Matias de Sousa Filho, do PSOL. Com bens estimados em R$ 199 mil reais, o candidato supera a quantia declarara pelo que consta com o segundo maior valor, o médico Benício Neto (PSB) que registrou R$ 125 mil. O candidato Eduardo José Rodrigues da Silva (PP) disse ter como patrimônio bens no valor de R$ 81.572 reais.
Pela legislação eleitoral, os candidatos são obrigados a cadastrar a declaração total de bens no registro da candidatura, mas essas informações são atualizadas diariamente pelo TCE e podem sofrer modificações.

A legislação eleitoral é pouco específica em relação às regras que os candidatos devem seguir na hora de declarar seus bens. O Código Eleitoral de 1965 determinou que o registro de candidatura só poderia acontecer com a apresentação de uma declaração de bens, incluindo “a oprigem e as mutações patrimoniais”. 

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Apesar de ter a maioria do eleitorado, mulheres só representam 30,4% das candidaturas na PB


Apesar de o Estado ter 1.524.145 mulheres aptas ao voto e 1.365.535 homens na mesma condição –, o eleitorado feminino na Paraíba não tem mais representatividade que o masculino, no que diz respeito ao número de candidaturas. Concorrem no Estado a mandatos de prefeita, vice-prefeita e vereadora 3.565 mulheres, o que representa 30,40% do total de candidaturas, enquanto os homens somam 8.159 na disputa por mandatos eletivos, ou 69,60%.

Nas chapas majoritárias, apenas 88 mulheres – 15,87% do total – disputam mandato de prefeita na Paraíba, quantidade bem inferior ao número de homens: 466 candidaturas do sexo masculino, o que significa 84,11%, de acordo com dados disponibilizados pela Justiça Eleitoral. Nas eleições proporcionais, a desproporção também se repete: são 3.374 candidatas a vereadoras e 7.242 disputando uma vaga nas Câmaras Municipais, representando um percentual, respectivamente, de 31,78% e 68,22%.

Juntando os dois maiores colégios eleitorais da Paraíba, João Pessoa e Campina Grande, temos apenas uma candidata a prefeita, Cida Ramos (PSB), na capital, e uma candidata a vice-prefeita, Rejane Maria (PSOL), em Campina Grande.

Igualdade dos gêneros - Diferentemente do que ocorre na maioria das cidades brasileiras, o município paraibano de Bernardino Batista tem a mesma quantidade de homens e mulheres aptas ao voto nas eleições de outubro: são 1.423 eleitores mulheres e igual quantidade de eleitores homens.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

ITABAIANA

Sem receber vencimentos, vice-prefeito aciona gestor na Justiça

O vice-prefeito de Itabaiana, Antoniel Carlos (foto), confirmou que entrará com ação na Justiça para receber vencimentos relativos ao cargo, não pagos pelo prefeito Antonio Carlos Melo Júnior. No caso, trata-se de uma ação ordinária específica para receber os pagamentos retroativos, sem a intervenção do Ministério Público, pois o caso não aponta caráter social que demande a presença do MP.

O vice-prefeito deverá impetrar Mandado de Segurança, segundo informou um advogado ao TV. “Se o agente público deixa de receber vencimentos, parciais ou integrais, por ato abusivo do poder público, o mandado de segurança pode garantir o pagamento, porque a autoridade coatora, no ato de esquivar-se de sua obrigação, não efetuando o pagamento ao servidor, omite-se ante as determinações legais, afrontando diversos princípios constitucionais, incorrendo, portanto, em patente ilegalidade”, esclareceu. Para ele, trata-se de abuso de poder que viola os direitos constitucionais do vice-prefeito.

Ouvido pela reportagem, servidor público de Itabaiana acha que, por desavenças pessoais, o vice-prefeito vai buscar seus direitos, mas “esquece dos demais servidores que também estão sem receber”.

O assessor de comunicação da Prefeitura, Alyf Santos, informou que o prefeito estava cumprindo agenda administrativa e não poderia, no momento, fornecer sua versão sobre o assunto.