radio zumbi

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Promotora diz que ex-prefeito de Itabaiana pode ter desviado R$ 1,7 milhão com combustível


A promotora de Itabaiana (PB) Drª Ana Carolina Coutinho informou na tarde desta segunda-feira (17.12.18), que o grupo criminoso supostamente comandado pelo ex-prefeito Antônio Carlos (foto), desviou R$ 1,7 milhão da Prefeitura de Itabaiana somente com fraudes na compra de combustíveis.
“Só a titulo do que vem sendo investigado na Promotoria, na Polícia Civil e que já tem relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), não se comprovou o consumo de R$ 1,7 milhão em combustíveis. Isso é uma cifra bem pequena para o que vai ser elucidado. Só com 17 cheques que foram desviados, e que levaram as investigações que ensejaram as prisões de hoje (17.12), já chega a um valor de R$ 100 mil reais. Não tem como mensurar o valor do desvio de dinheiro público. Mas posso dizer que foram milhões”, afirmou à promotora.
Segundo ela, as fraudes começaram a ser investigadas em 2016, quando houve atraso no pagamento dos servidores da prefeitura. As investigações apontaram que os desvios se davam através da nomeação de funcionários fantasmas. “Eles nomeavam servidores fantasmas em cargos que nem sabiam que estavam nomeados. Essas pessoas eram pagas através de cheques. Pegavam esses cheques, endossavam, falsificavam a assinatura como se fossem as pessoas que estavam recebendo e recebiam na boca do caixa o valor ou repassavam a terceiros que pagavam os valores estabelecidos”, explicou à promotora.
Ela disse ainda que outras investigações estão em andamento e não descartou a participação de outras pessoas na quadrilha. O ex-prefeito Antônio Carlos, preso no início da manhã, é apontado como o cabeça da organização criminosa. “Outros casos de desvios também estão sendo investigados e envolvem muitas pessoas, mas a organização é encabeçada pelo ex-prefeito Antônio Carlos. Nós temos milhões desviados da Prefeitura. Enquanto isso servidores passaram meses sem receber os seus salários”, destacou.
Para dar continuidade às investigações, Ana Carolina Coutinho disse que está sendo realizada uma força tarefa com a participação de vários órgãos para apurar as denúncias. “Temos a ajuda do Gaeco do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), da Polícia Civil e do Poder Judiciário. Temos nos engajado com a finalidade de combater o crime de colarinho branco e buscar devolver essa verba a Prefeitura de Itabaiana”, afirmou a promotora.
O ex-prefeito, Antonio Carlos, e o ex-tesoureiro, Luiz Moreira de Barros Filho, além do ex-secretário, Adjailson Paiva de Andrade, foram submetidos à audiência de custódia nesta segunda-feira (17) e encaminhados para o 5º Batalhão de Polícia Militar no Valentina de Figueiredo, em João Pessoa, menos o Adjanilson, que, por não ter curso superior, foi levado para a cadeia pública da cidade.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Polícia desarticula quadrilha suspeita de crimes contra o patrimônio público em Itabaiana



A Polícia Civil, Seccional de Itabaiana, iniciou operação nesta segunda-feira (17) em Itabaiana, dando cumprimento a mandados de busca e prisão de pessoas ligadas à Prefeitura da cidade. Equipes da Delegacia de Ingá estão participando da Operação em Itabaiana e João Pessoa .
A Operação Pote de Ouro, o mapa da mina, tem o intuito de desarticular uma quadrilha suspeita de crimes contra a administração pública em Itabaiana.

Os mandados estão sendo cumpridos na cidade e também em João Pessoa. Até as 6h20, duas pessoas foram presas, entre elas o ex-prefeito Antonio Carlos e os ex-secretários Adjailson e Luzinho.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Promotora diz que acusado de matar gata foi ouvido e pode pegar quase um ano e meio de prisão


A promotora de Justiça Miriam Pereira Vasconcelos, que acompanha o caso de tortura e morte de uma gata em Itabaiana, na Paraíba, informou ao ClickPB que o homem acusado de matar já foi ouvido pelo delegado Eduardo Portela, responsável pelo inquérito, e que as outras pessoas envolvidas também estão sendo ouvidas, inclusive o menino de oito anos de idade. Ela confirmou que o homem, caso seja condenado, pode cumprir até um ano e quatro meses de prisão, de acordo com a legislação penal atual que pune ataques a animais.
A promotora Miriam acompanha o caso juntamente com a promotora Ana Carolina Coutinho Ramalho Cavalcanti. Ela informou que ainda não recebeu a conclusão do inquérito por parte do delegado e que isso está previsto para acontecer até a semana que vem.
ClicPB

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Pilar apresenta maior transparência pública no vale do Paraíba


A Prefeitura de Pilar aparece com a nota 9,30 na estatística que avalia o grau de cumprimento de dispositivos da Lei de Acesso à Informação (LAI). A informação está no portal Transparência e Controladoria Geral da União: https://relatorios.cgu.gov.br/Visualizador.aspx?id_relatorio=23

A Escala Brasil Transparente (EBT) é uma metodologia para medir a transparência pública em estados e municípios brasileiros.
A EBT – Avaliação 360° incorporou aspectos da transparência ativa como a verificação da publicação de informações sobre receitas e despesa, licitações e contratos, estrutura administrativa, servidores públicos, acompanhamento de obras públicas e outras. Com a aplicação dessa métrica, a CGU pretende aprofundar o monitoramento da transparência pública e possibilitar o acompanhamento das ações implementadas por estados e municípios na promoção do acesso à informação.



terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Presidente da Câmara de Pìlar impede votação de lei do Conselho de Turismo Municipal


O ativista cultural Adriano Gomes (foto), de Pilar, denunciou o vereador Lando César, Presidente da Câmara local, por ter impedido a votação de projeto de lei que criava o Conselho Municipal de Turismo na última sessão legislativa no dia 10 de dezembro. Conforme Adriano, o projeto foi enviado pelo prefeito Benício Neto e seria “de grande importância porque traria verbas federais para o município”.
Os ativistas culturais de Pilar estavam empenhados na aprovação do projeto do turismo, tendo conseguido o apoio dos vereadores Shirley, Jonas, Rodolfo, Berta, Damião e Damásio. “No último momento, o Presidente da Câmara Lando César não colocou o projeto em votação por pura pirraça, porque é um projeto do Executivo”, disse Adriano Gomes. Para ele, o turismo é fundamental para promoção de ações culturais no futuro, “já que o próximo governo de Bolsonaro vai extinguir o Ministério da Cultura”.
O Conselho Municipal de Turismo tem como objetivos principais consolidar parcerias com o Estado e o Governo Federal e comprometer os setores sócio-econômicos do município no fomento da atividade turística, gerando renda e defendendo o patrimônio cultural e ambiental.

domingo, 9 de dezembro de 2018

Academia de Cordel terá sala no Espaço de Arte J. Maciel



A Academia de Cordel do Vale do Paraíba ocupará uma sala no Espaço de Arte J. Maciel, no Centro Histórico de João Pessoa. A sala servirá como sede da entidade, cedida por cortesia do escultor Jurandir Maciel. “O nosso Espaço Arte abriga também a produção dos poetas populares e queremos ter em nosso meio esses artistas, para dar mais vida e conteúdo ao nosso projeto”, disse Jurandir.
A sala está sendo adaptada e será inaugurada no começo de 2019. Atualmente, a Academia de Cordel do Vale do Paraíba já realiza reuniões e assembleias no atelier de Jurandir. “Com a sala, a entidade vai poder montar seus projetos de oficina de cordel e xilogravura e expor nossa cordelteca”, afirmou Marconi Araújo, atual presidente.