terça-feira, 3 de maio de 2016

Carlão Mélo assume coordenação de marketing do Dr. Joni em Salgado

Carlão Mélo

O publicitário Carlão Mélo assumiu a coordenação de marketing da campanha de Dr. Joni, pré-candidato ao cargo de prefeito de Salgado de São Félix. Ele teria se afastado da assessoria de comunicação da prefeitura de Itabaiana porque o prefeito Antonio Carlos não honrou alguns compromissos assumidos com o marqueteiro, segundo se comenta.
Conforme fontes políticas do município de Salgado de São Félix, o pré-candidato Dr. Joni já encomendou pesquisas para direcionar a estratégia da campanha. “Vamos fazer críticas à atual gestão, mas nossa intenção será focar em propostas, pois o povo já sabe o que o outro lado fez pela cidade, e agora quer saber o que podemos fazer”, argumentou um alto assessor da campanha.
O médico Joni lançou sua candidatura à prefeito da cidade de Salgado de São Félix há bastante tempo. Sua chapa tem até candidato a vice, que é o empresário Neto do Camarão. Antes, ele contava com o apoio do Governador Ricardo Coutinho, em cujo governo emplacou sua esposa, Auxiliadora, como coordenadora da 12ª Regional de Ensino sediada em Itabaiana. Com o atual prefeito Adaurio Almeida tomando mais espaço na estrutura do governo estadual, Dr. Joni acabou rompendo com o governador e segue preparando a campanha, agora com críticas a Ricardo.
O município terá uma eleição bastante concorrida, tendo como candidato da situação o atual secretário de planejamento, Adjailson Andrade, como nome já assumido para suceder ao atual prefeito, com o aval do próprio.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Adiado lançamento de folheto sobre ativista político de Itabaiana


O folheto “Chico Veneno, o homem que intoxicou a burguesia”, que seria lançado no dia 5 de maio na Funesc, teve sua apresentação ao público adiada para data ainda a ser confirmada. A Fundação Espaço Cultural alegou que o evento não trata de temas correlacionados com a exposição “De Itabaiana à Catalunha”, de Otto Cavalcanti, cuja abertura se dará nesta data. “Tratamos de encontrar um modo de satisfazer os anseios dos organizadores, pois acreditamos e vemos o esforço de vocês, diante das dificuldades que todos enfrentamos”, afirmou Edilson Parra, do setor de artes visuais.
O lançamento do selo da Academia de Cordel do Vale do Paraíba também foi adiado, pelos mesmos motivos. Segundo Parra, esse evento poderá ser programados em datas mais apropriadas, ou seja, ocorrerá na programação do Agosto das Letras.
Quanto ao conjunto de jazz Classic Band, que estava programado para se apresentar no evento, também teve sua data deslocada para a feira da cultura na Funesc, em data a ser confirmada.





sábado, 30 de abril de 2016

Funesc abre exposição com artista plástico de Itabaiana


A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) abre nesta quinta-feira (5), às 19h, a exposição “De Itabaiana à Catalunha”, de Otto Cavalcanti, na Galeria Archidy Picado. O horário de visitação é das 8h às 22h. A entrada é gratuita.
Otto Cavalcanti é um destacado artista plástico, representante das vanguardas das artes na Espanha, com reflexo em toda a Europa. Atualmente ele vive em Barcelona. Desde os anos 60, circula entre Londres, Paris e Madrid, expondo suas obras na maioria dos museus e instituições do velho continente.

Otto nasceu em Itabaiana, Estado da Paraíba, em 1930. A obra de Otto Cavalcanti é um mergulho no vasto universo pessoal do artista, um mundo que reflete as personagens e vivências brasileiras, ecos de sua adolescência na próspera Itabaiana dos anos 40. Suas telas apresentam um estilo fantástico e irreal.  Na Espanha é chamado de “El gran Maestro brasileño”.

A exposição “De Itabaiana À Catalunha” compõe a programação especial da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba e da Academia de Cordel do Vale do Paraíba durante o mês de aniversário da cidade natal do pintor, comemorando ainda o primeiro ano de atividades da Academia.

Agevisa reúne municípios do roteiro da tocha olímpica e discute estratégia de prevenção de riscos

Representantes das Vigilâncias Sanitárias dos municípios de Pedras de Fogo, Itabaiana, Campina Grande, Guarabira, Sapé e Mamanguape, que integram o roteiro de passagem da tocha olímpica das Olimpíadas 2016 pela Paraíba, participaram de reunião promovida pela Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) com a finalidade de discutir as ações conjuntas de controle sanitário que devem ser realizadas para prevenir os riscos e proteger a saúde das pessoas durante a realização dos eventos.

Na Paraíba, as ações de proteção à saúde das pessoas nos períodos pré, durante e pós-passagem da tocha olímpica envolvem, além da Agevisa, vários outros órgãos da administração estadual, dentre os quais as Vigilâncias em Saúde e Ambiental, órgãos ligados à Secretaria de Estado da Saúde; e a determinação é estabelecer parceria direta com os municípios para a realização de operações conjuntas e eficientes no sentido de prevenir e proteger a população dos riscos comuns aos eventos de massa, segundo ressaltou a diretora-geral da Agevisa/PB, Glaciane Mendes.

A dirigente informou que a tocha olímpica, que percorre o Brasil rumo à cidade-sede das Olimpíadas 2016 (Rio de Janeiro/RJ), onde chegará no dia 4 de agosto, passará pela Paraíba nos dias 2, 3 e 4 de junho. “No primeiro dia a tocha percorrerá as principais vias das cidades de Pedras de Fogo, Itabaiana e Campina Grande. No segundo dia passará por Guarabira, Sapé e João Pessoa. No terceiro e último dia (04/06) estará na cidade de Mamanguape, de onde seguirá para o vizinho Estado do Rio Grande do Norte”, observou.

Ela ressaltou também que, por se tratar de um evento de massa, a passagem da tocha olímpica deverá reunir um elevado contingente de pessoas em todos os municípios integrados ao projeto, inclusive nas cidades paraibanas, fato que aumentará consideravelmente os riscos de transmissão de doenças infecciosas e de surtos, o que exige dos órgãos governamentais a adoção de ações que permitam a identificação, monitoramento e respostas rápidas às possíveis situações de risco à saúde das pessoas.

Nesse cenário, Glaciane Mendes ressaltou a importância do papel da Vigilância Sanitária e enumerou alguns elementos importantes que devem ser observados, dentre os quais o apoio dos gestores às ações desenvolvidas; o fortalecimento da capacidade de resposta da Vigilância Sanitária; a integração com outras áreas da saúde, principalmente com as áreas Epidemiológica e Ambiental; o reconhecimento do papel da Visa pelos demais órgãos, e o aprimoramento da Comunicação e do Gerenciamento de Risco para os grandes eventos (serviços de saúde, alimentos e laboratório).

Ações de controle sanitário - Conforme observou a diretora-geral da Agevisa/PB, é recomendado a todas as pessoas, entidades e órgãos envolvidos (órgãos governamentais e não governamentais; pessoas responsáveis pelo evento; organizadores, empresas ou empresários contratados etc.) o estabelecimento de medidas de prevenção dos riscos à saúde, reduzindo a probabilidade de eventos negativos e assegurando o cumprimento dos requisitos necessários à garantia da qualidade dos serviços ofertados, merecendo atenção especial as áreas de alimentação, prestação de serviços de saúde, oferta de água potável, coleta e destinação de resíduos sólidos, controle de pragas, coleta e destinação de efluentes sanitários, e de limpeza e desinfecção (quando couber).

Na reunião com os representantes dos municípios, que teve também a participação da gerente executiva de Vigilância em Saúde do Estado, Renata Valéria Nóbrega, do gerente da Vigilância Ambiental, Geraldo Moreira Menezes, da gerente técnica da Agevisa/PB em Guarabira, Ana Lúcia Teixeira, e de outros diretores e gerentes setoriais da agência reguladora estadual, Glaciane Mendes apresentou uma série de recomendações que devem ser observadas e que constam da Nota Técnica nº 04/2016, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Emergências em Vigilância Sanitária, segundo a diretora-geral da Agevisa/PB, podem ser notificadas via Rede de Emergências em Saúde (CIEVS) ou diretamente para o Centro de Gerenciamento de Informações sobre Emergência em Vigilância Sanitária (eVISA), por intermédio dos telefones do plantão (83) 9.8842-8263 (Agevisa/PB) e (61) 9522-6064 e 9965-7625 (Anvisa).


Inspeções prévias – Glaciane Mendes também ressaltou a recomendação no sentido de que devem as Vigilâncias Sanitárias realizar inspeções sanitárias prévias nos possíveis locais de hospedagem (hotéis/pensões/albergues/hospedarias) onde a equipe responsável pelo deslocamento da tocha irá pernoitar; fiscalizar previamente os locais de montagem dos eventos festivos, e adotar a fiscalização sanitária relativa ao controle doAedes aegypti.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Salgado de São Félix recebe mudas de árvores nativas


A Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca já distribuiu de janeiro a abril 8 mil mudas de plantas nativas, medicinais e frutíferas.
Os municípios beneficiados foram Remígio, Salgado de São Felix e Damião. Também receberam mudas os assentamentos Oziel Pereira e Alagamar.
A ação faz parte do Projeto Eco Produtivo que contribui com a preservação das nascentes e matas ciliares, respeitando o bioma de cada região. 

“É um projeto que tem a participação direta das comunidades, por isso faz bem à natureza e às pessoas envolvidas”, diz o secretário Rômulo Montenegro. 

O gerente de produção agropecuária, Pedro Madruga, informa que as Prefeituras e cidadãos podem receber mudas gratuitamente para colaborar com o plantio. A distribuição é feita na sede do Parque de Exposição Henrique Vieira de Melo na BR 230, em João Pessoa.  

A solicitação tem que ser feita por oficio endereçado ao gabinete do secretario Rômulo Montenegro, que encaminha os pedidos à Gerência de Produção. “Há árvores frutíferas, medicinais, ornamentais e espécies nativas da Caatinga”, afirma Pedro Madruga. 

“É uma boa iniciativa essa distribuição de mudas. Me interesso e ainda peço aos vizinhos que plantem também, assim teremos uma cidade bem cuidada e arborizada”, diz José Cesário, morador do município de Damião, que recebeu mudas de ipês amarelo e rosa e de pau-brasil.


PILAR

Benício Neto prestigia homenagem a pilarenses em João Pessoa

Benício Neto com a enfermeira Iraides Simões, uma das homenageadas

O médico Benício Neto esteve na Fundação Casa de José Américo, em João Pessoa, nesta segunda-feira, 25, onde foi prestigiar a entrega do Prêmio Leonilla Almeida a quatro cidadãs de Pilar. “O prêmio é um reconhecimento ao trabalho dessas mulheres que, embora em condições adversas, têm vasta história social de contribuição para a comunidade”, afirmou ele.
Receberam o Prêmio Leonilla Almeida as ativistas sociais e culturais Maria Alves, Iraides Simões, Andrea do Monte e Danielly Gomes, esta última representando a comunidade de Jacaré, zona rural do município.
José Benício Neto, o Benicinho, é pré-candidato a prefeito de Pilar. Ele é neto de Zé da Silva e dona Dalva, lideranças políticas locais, e filho de Zé Benício, ex-prefeito, terá sua primeira experiência como político, amparado pelo prestígio e a herança de votos da família.
O Prêmio Leonilla Almeida é promovido pela Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, em Itabaiana. Pela primeira vez, a solenidade é realizada em outra cidade, João Pessoa, focando lideranças sociais de Pilar. No próximo ano, é intenção da comissão que organiza o Prêmio realizar a cerimônia em Juripiranga ou Mogeiro. “Dessa forma vamos regionalizar o Prêmio Leonilla Almeida, que já é uma referência no movimento feminista paraibano”, disse Dalmo Oliveira, jornalista que faz parte da comissão.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Professora pública conduzirá a tocha olímpica em Itabaiana

Aos 64 anos, a professora Telma Lopes (foto) se surpreendeu ao receber a notícia de que seria uma das condutoras da Tocha Olímpica Rio/16 na cidade de Itabaiana. “Até porque não me inscrevi, foi indicação”, disse ela.

Desde 1974, Telma Lopes atua em escolas pública, ministrado aulas de História e Geografia. Fo gestora da Escola Municipal Professora Marieta Medeiros por dez anos e, após se aposentar, assumiu a coordenação pedagógica da rede municipal de ensino. “Vejo que ainda é no interior da escola que podemos transformar a sociedade, motivo pelo qual, sempre atuei pautada pelo princípio da ética, da dedicação e do comprometimento em prol de uma educação que mantivesse o estudante informado de que ele é o verdadeiro protagonista do sistema ensino aprendizagem”, afirmou Telma.

A professora Telma será vista pelo mundo inteiro através da mídia agregada às Olimpíadas, mas ela não descuida do olhar em torno de sua comunidade. “Quanto a essa cerimônia milenar, faço minhas as palavras do rei Jorge por ocasião da abertura da primeira olimpíada em Atenas em 1896: "Vida longa para Atenas, vida longa para a Grécia." Eu digo: “mais compromisso, mais zelo, mais horizontes, mais esperanças para o povo de Itabaiana do Norte!”

A tocha olímpica chega à Paraíba no dia 2 de junho, passando por Pedras de Fogo, Itabaiana e Campina Grande. No dia seguinte, ela segue para João Pessoa, passando ainda por Guarabira, Mamanguape, Sapé e Santa Rita. Para o poeta e professor Antonio Costta, o evento não vai encobrir a “situação de abandono” em que se encontra a cidade. “Em vez da Tocha Olímpica passar por Itabaiana, eu preferiria que passasse por aqui a chama libertária da mudança.”, afirmou.