sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Ponto de Cultura Cantiga de Ninar realiza encontro com travestis e transexuais

Foi realizado ontem, 29, no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar em Itabaiana, uma palestra alusiva ao Dia da Visibilidade Trans (29 de Janeiro), com debates e depoimentos sobre de travestis e transexuais. 


O encontro, promovido pelo Presidente dos Gayrreiros do Vale do Paraíba, José W. Ferreira (Ferreirinha) teve a participação das palestrantes Lumara Villar, Geovana Laverna e Andreina Giulliany, de João Pessoa. As transformações no corpo e na mente de um transexual homem e de uma transexual mulher foram destaques na discussão, que também trouxe reflexões sobre o uso de medicamentos e hormônio.

Ferreirinha falou sobre a importância do 29 de janeiro para a luta pelo reconhecimento dos direitos dos trans, enfatizando a criação do Conselho Estadual LGBTT, ambulatório especial no Hospital Clementino Fraga e outras conquistas do movimento.

Lumara Villar falou do seu trabalho no Centro de Testagem e Aconselhamento em DST/AIDS no CAIS, em Jaguaribe, João Pessoa. Geovanna Laverna, outra palestrante, é agente de direitos humanos no Centro de Referência e Enfrentamento, Combate à Homofobia, em João Pessoa. Ela discorreu sobre direitos sociais dos LGBTT, tramites legais para mudança de nome e a luta pela aceitação social. Andreina Giulliany, do Ambulatório de Travestis e Transexuais do Hospital Clementino Fraga, historiou as lutas pelo reconhecimento de direitos, das quais participou juntamente com Ferreirinha. “Cheguei a ser agredida na rua para ter meus direitos reconhecidos”, disse ela, relatando ainda o processo de acompanhamento clínico e psicológico a que os pacientes são submetidos antes de ter autorizada a cirurgia de mudança de sexo.

Ao final da reunião, a vereadora Shirley, Presidente da Câmara Municipal de Pilar, foi homenageada com uma placa, “pela sua corajosa atitude em defesa dos direitos das minorias”.

Vereadora Shriley foi homenageada


FOTO; Ranys Ribeiro
REPORTAGEM: Jacy Mendes


Professora poeta de Caruaru ingressa na Academia de Cordel do Vale do Paraíba


A professora Sonia Gervásio é natural de Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, mas radicada em Caruaru, onde é professora pública, formada em pedagogia e com pós-graduação em Gestão Escolar. Ela é a mais recente poeta a fazer parte da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, e será empossada no dia 27 de março, na cidade do Ingá, durante a reunião ordinária da entidade.

Sonia Gervásio já escreveu diversos folhetos de cordel, entre eles “O Valor de uma Mãe”, “A Grandeza da Mulher”, “Saudades da minha Terra”, “Azulão de Caruaru” e “Cem Anos do Santa Cruz”, que alcançou o 1º lugar no 3º Concurso de Literatura de Cordel da Pantera Cordelaria, em 2014. Sonia participou de inúmeros festivais de poesia de cordel, entre eles a Coletânea de Poesias do 1º Festival "Vamos Fazer Poesias" de Serra Talhada e "Festival Arrasta Cordel", promovido pela Academia de Cordel de Caruaru.

‘Sonia Gervásio é a terceira mulher no rol de nossos poetas acadêmicos, o que para nós é uma enorme satisfação”, disse Sander Lee, Presidente da Academia, que tem sede em Itabaiana, com sala no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar.



quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Grupo explode caixa eletrônico em Mogeiro



Um caixa eletrônico foi explodido na cidade de Mogeiro, Agreste da Paraíba, na madrugada desta quinta-feira (29). Segundo a Polícia Militar, cerca de seis suspeitos chegaram ao local em uma caminhonete e detonaram um ponto de autoatendimento de um banco privado.

De acordo com o relatório da Central Integrada de Operações Policiais, o crime aconteceu por volta das 3h (horário local). Testemunhas ouvidas pela polícia relataram que os suspeitos já chegaram atirando para cima e após a explosão também atiraram. Na fuga, jogaram grampos na estrada. Até às 7h (horário local) não houve prisões.

Essa é a segunda explosão de caixa eletrônico nos últimos sete dias. No dia 22 de janeiro, um grupo explodiu ponto atendimento na cidade de Puxinanã. Na fuga, houve troca de tiros com a polícia. Os suspeitos abandonaram dois carros, dinheiro e explosivos em Campina Grande.


Paraíba1

Projeto Rondon trabalha com rádios comunitárias no vale do Paraíba


Rondonistas no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em Itabaiana/PB


As atividades da Operação Porta do Sol, do Projeto Rondon, no tema comunicação, visam capacitar agentes multiplicadores na produção e difusão de material informativo para a população usando as rádios comunitárias. Capacitar agentes multiplicadores e servidores municipais para produzir e difundir material informativo para a população usando os meios de comunicação é um dos objetivos do Projeto Rondon na área da Comunicação. Isso é efetivado com oficinas promovidas pelos estudantes, destinadas a lideranças locais.

Quinze municípios paraibanos, entre eles Salgado de São Félix e Itabaiana, estão incluídos na Operação Porta do Sol, do Projeto Rondon, que mobiliza 299 rondonistas voluntários e 30 instituições de ensino superior em atividades de cultura, educação, saúde, direitos humanos e justiça, tecnologia, trabalho e meio ambiente que serão realizadas até o dia 7 de fevereiro. 

As atividades vão enfocar a valorização da cultura local e promover o intercâmbio de informações; de direitos humanos e justiça, capacitando gestores municipais, conselheiros e lideranças comunitárias em gestão de políticas públicas, particularmente no setor de desenvolvimento social, enfrentamento das situações de trabalho infantil e exploração sexual, dinamizando ou criando os conselhos municipais. 

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Dia Nacional da Visibilidade Trans é comemorado no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar nesta quinta

Vereadora Shirley, de PIlar, será homenageada com placa de honra ao mérito no Ponto de Cultura

Nesta quinta-feira, 29 de janeiro, às 20 horas, o ativista do movimento LGBTT José Walmir Ferreira promove encontro no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em Itabaiana, para comemorar o Dia Nacional da Visibilidade Trans (para transexuais e travestis). A reunião será marcada por várias atividades, como exibição de filmes, palestras sobre acompanhamento hormonal, adequação de sexo, serviços de saúde oferecidos pelo Estado, principalmente no Hospital Clementino Fraga, centro de referência LGBTT na Paraíba, além de sorteio de brindes. Estão sendo esperadas 25 trans da região, entre elas a Presidente da Câmara de Pilar, Shirley, que receberá homenagem especial, acompanhada por Josemar, Secretário de Saúde daquele Município.

O desconhecimento sobre travestilidade e transexualidade apenas faz agravar o quadro de rejeição social desta parcela da sociedade. Segundo José Walmir, travesti é a pessoa nascida com o genital masculino que social e psicologicamente pertence ao gênero feminino. Estes cidadãos devem ser identificados socialmente e politicamente como travestis e não como homens e mulheres. Já os transexuais são divididos em dois grupos: mulheres transexuais – são aquelas que nasceram em um corpo masculino. Homens transexuais – são aqueles que nasceram em um corpo feminino. Nesses dois casos, se a pessoa desejar, a cirurgia de readequação genital é reconhecida como importante medida de garantia da saúde e qualidade de vida e pode ser feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do Ministério da Saúde.

“É importante ressaltar que a cirurgia não é o que define a transexualidade de alguém, pois uma pessoa pode ser considerada transexual mesmo sem a realização da cirurgia, que considerado apenas um complemento estético ao estado psicológico do transexual”, explica ele.

O Dia Nacional da Visibilidade Trans busca chamar a atenção para alguns problemas enfrentados por essa população, como a falta de oportunidades no mercado de trabalho por preconceito e discriminação, esses que geralmente são frutos de desconhecimento sobre a diversidade sexual. Outro problema é o nome civil, conhecido como o nome de batismo, em que o travesti e o transexual ficam presos, pois sua identidade de gênero não condiz com o sexo biológico que possuem.

 

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Prefeito de Juripiranga critica Governo Federal por criar despesas para os municípios

O prefeito de Juripiranga, Paulo Dália (foto), criticou o que ele chamou de sub financiamento do Governo Federal das ações criadas por ele mesmo e que acabam trazendo mais despesas para os municípios mesmo em momentos de crise como agora. Para ele, embora dependentes basicamente do FPM, as previsões de queda nos repasses e os arrochos do Governo neste ano dificultam a gestão municipal.
“A queda de FPM é uma realidade que a gente vê no noticiário e sente na pele. Associado a isso, tem o aumento do salário mínimo, o aumento do piso dos professores, então se passa a ter realmente a dificuldade financeira, e mais com o problema da seca. Nosso município é área de transição entre o litoral e o cariri, mas a gente está sofrendo. Por isso estamos adotando ações, atendendo à população, apesar de não estarmos em área de emergência. Oferecemos o carro-pipa, perfuração de poços na zona rural para tentar amenizar o problema causado pela seca”, disse Paulo Dália.
Para o prefeito, o grande problema nos municípios é o sub financiamento dos programas do Governo Federal, principalmente na área de saúde. Hoje, os municípios estão bancando praticamente toda a área de saúde, segundo ele. “A gente teve que ajustar os servidores, principalmente na área de educação. Quando terminaram as aulas no final do ano passado, exonerei todos e agora estou fazendo um replanejamento de toda a educação para que a contratação seja o mínimo possível porque, infelizmente, é essa a realidade dos municípios”, afirmou.

Com Correio da Paraíba

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

VIDEASTA ITABAIANENSE LANÇA DOCUMENTÁRIO SOBRE COMUNIDADE EM JOÃO PESSOA


O videasta Sósthenes Costa Júnior, de origem itabaianense, exibirá seu filme “A margem do Porto”, sobre a comunidade do Porto do Capim, em João Pessoa. O filme faz parte da programação da 1ª Mostra Cultural do Projeto “Subindo a ladeira”, onde serão expostas fotografias das crianças da comunidade. A festa terminará com show da banda Baluarte.
A Mostra acontece nesta segunda-feira (26), às 18h, no Ateliê Elionai Gomes, que fica na Ladeira da Borborema, 100, no Centro Histórico de João Pessoa.
Sósthenes Costa Júnior, sobrinho do editor do blog, agradece aos que ajudaram na produção do filme:  Bernardo Souza, Rodrigo Melo, Erick de Almeida, Regina Behar e Lilia.