quarta-feira, 23 de julho de 2014

População reclama de mau atendimento no Hospital Regional de Itabaiana


Usuários do Hospital Regional de Itabaiana procuraram as redes sociais e as emissoras de rádio da cidade para reclamar do atendimento naquele nosocômio. Segundo esses depoimentos, o Hospital não vem atendendo os pacientes de forma satisfatória.

Muitos usuários que dependem do sistema público de saúde sofrem com a falta de atendimento, estrutura, demora, entre outros problemas. Em Itabaiana, na região do agreste da Paraíba, a situação para as pessoas que dependem do serviço público de saúde não é muito diferente. Ilva Oliveira conta que ficou internada durante um mês e não conseguiu resolver seu problema de saúde. “Graças a Deus vou fazer minha cirurgia de vesícula no Hospital Santa Isabel, de João Pessoa”, informou ela. Nielson Carlos é outro usuário que considera péssimo o atendimento no Hospital, opinião semelhante a de Jana Germano, Valderi Barbosa, Edilene Cavalcanti e Romeica Sila. Esta última se queixa de que as recepcionistas não informam com delicadeza e precisão sobre a situação dos pacientes. Edson Xavier é outro que disse não ter sido bem atendido no Hospital.

Por outro lado, o depoimento de Alexandre Silva é favorável ao Hospital, com ressalvas: “O atendimento é nota dez, mas se você chegar à noite para ser atendido, é capaz de morrer sem assistência porque os médicos ficam dormindo, e se o enfermeiro for chamar o plantonista, leva gritos do médico. Tirando Dr. Lúcio e Dr. Eduardo, que ficam realmente no seu plantão, os médicos de João Pessoa passam dormindo os plantões”, reclamou.

João Paulo do Monte denunciou que o médico de plantão demorou mais de uma hora para atender sua mãe. “Ela estava sentindo muitas dores, e quando o médico chegou, muito mal humorado, alegou que o plantão dele já havia terminado”, disse ele. Reinaldo Guerra discorda da maioria dos usuários: “Sempre que precisei do Hospital fui bem atendido”, afirmou. Gláucia Anderson também compartilha com essa opinião favorável: “Nas vezes em que precisei, sempre fui bem tratada, mas tem muitas coisas que deixam a desejar”.

No cômputo geral das opiniões no rádio e nas redes sociais, a população não está satisfeita com seu Hospital, construído para atender à demanda da região do vale do Paraíba. Uma enfermeira que não quis se identificar, credita à falta de número suficiente de profissionais esses problemas de atendimento. “A sobrecarga é muito grande, a demanda é maior do que a oferta de profissionais, o que causa essa insatisfação por parte do usuário”, acredita ela.



Teatrólogo da Funesc reúne-se com artistas de Itabaiana



O teatrólogo Luiz Carlos Cândido, da Funesc, estará nesta quarta-feira (23) em Itabaiana, para reunião com o elenco e técnicos do Grupo Experimental de Teatro de Itabaiana (GETI), para iniciar os preparativos de pré-produção de espetáculo teatral. O grupo está estudando o texto do espetáculo “Zebra do primeiro ao quinto”, comédia do dramaturgo paraibano José Bezerra Filho, que gentilmente concedeu autorização para a montagem da peça.

A reunião está marcada para 19 horas no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, com a coordenação de artes cênicas a cargo de Giuseppe Marcello. O espetáculo “Zebra do primeiro ao quinto” foi produzido pela Companhia Teatral Cactus na década de setenta, e se constitui em uma das mais importantes obras dramáticas do musicista, escritor e dramaturgo paraibano José Bezerra Filho.

Luiz Carlos Cândido também vai planejar oficinas de teatro para jovens a partir de 14 anos, parceria da Fundação Espaço Cultural e Ponto de Cultura Cantiga de Ninar. Oficina de Teatro visa desenvolver habilidades como concentração, coordenação, autoconfiança, segurança, agilidade e a arte de transformar ideias em realizações concretas.

As inscrições já estão abertas no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar ou pelo e-mail pccn.itabaiana@gmail.com Totalmente gratuito.



terça-feira, 22 de julho de 2014

Monitor do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar ministra oficina de dança regional em escola pública

Edglês (direita) com alunos da Escola João Fagundes de Oliveira

O arte educador Edglês Gonçalves, monitor do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em Itabaiana/PB, está aplicando aulas de danças folclóricas com alunos da Escola Estadual João Fagundes de Oliveira, pelo Programa Mais Educação. “Nosso trabalho é realizar um resgate e apropriação essas raízes culturais com as crianças, para que possamos ter uma juventude ciente dos nossos valores culturais e conscientes da importância da preservação de nossos costumes”, disse Edglês.

O programa Mais Educação constitui-se como estratégia do Ministério da Educação para indução da construção da agenda de educação integral nas redes estaduais e municipais de ensino que amplia a jornada escolar nas escolas públicas, para no mínimo 7 horas diárias, por meio de atividades optativas nos macrocampos: acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica. 

Na Escola João Fagundes, os alunos ainda têm aulas de violão com o professor Alison Primo, desenho com professor Leandro Branco, letramento e matemática com a professora Wérlida Germania e artes marciais com o professor Lerbert Fragoso, sob a coordenação da pedagoga Vanessa Brito.   



segunda-feira, 21 de julho de 2014

Ex-prefeito de Salgado de São Félix encabeça lista de condenados pelo Tribunal de Justiça da Paraíba


 Itabaiana tem dois ex-prefeitos também condenados

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) divulgou sexta-feira (18), no Fórum Afonso Campos, em Campina Grande, o 6º lote de sentenças referentes ao julgamento de ações de improbidade administrativa e crimes contra a administração pública, que envolvem processos da Meta 4, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em 50 sentenças, o mutirão condenou 24 gestores públicos, sendo oito à prisão. Parte das penas será convertida em prestação de serviço à comunidade. O balanço foi apresentado pelo juiz-coordenador da Meta 4, Aluízio Bezerra Filho, e os juízes que integram o mutirão.

Encabeça a lista o ex-prefeito de Salgado de São Félix, no Agreste, Nilton Marques Bezerra. Ele foi condenado a três anos por crime contra o patrimônio público pelo juiz Algacyr Rodrigues, além de multa. O ex-gestor já estava com os direitos políticos suspensos por cinco anos por condenação da Justiça Federal. Quando prefeito, ele descumpriu convênio firmado entre o município de Salgado de São Félix e a Funasa, destinado à execução de sistema de abastecimento de água.

A ex-prefeita de Itabaiana, Eurídice Moreira da Silva, mais conhecida como Dona Dida, foi condenada por improbidade administrativa pelo juiz João Batista Vasconcelos. Ela ficará inelegível por quatro anos e proibida de contratar com o poder público pelo igual período. Pena idêntica foi imposta ao ex-prefeito Sebastião Tavares de Oliveira.



domingo, 20 de julho de 2014

Aluno do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar representa Itabaiana em evento internacional



O estudante Renato Sales, aluno do Colégio Estadual Dr. Antonio Batista Santiago e do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, é apaixonado por robótica, matéria a que se dedica sob a orientação do professor Severino Lourenço. Ele está participando da RoboCup, maior evento de robótica do mundo, que está sendo realizado pela primeira vez no Brasil, no Centro de Convenções Ronaldo Cunha Lima, em João Pessoa.
Os professores Severino Lourenço e André Medeiros estão participando da RoboCup. O encontro vai contar com o futebol de robôs e com simpósio. “Graças a Deus, com muito trabalho e dedicação estamos avançando. Tive a oportunidade de escolher um dos meus alunos para ilustrar jornal informativo que está sendo distribuído com os participantes da RoboCup, pessoas de 45 países. É uma homenagem que faço ao Renato Sales, aluno do Colégio Estadual Dr. Antonio Batista Santiago e do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, pois ele, além de dedicado, é apaixonado pela robótica”, afirmou Severino.
Os professores itabaianenses estão competindo na Olimpíada Brasileira de Robótica, voltada para estudantes de ensino médio e fundamental. As equipes classificadas disputarão a etapa nacional, em outubro, e podem garantir a participação na RoboCup 2015, na categoria RoboCup Junior. A Olimpíada acontece durante a RoboCup, entre os dias 17 e 25 de julho.
 “Eu e meu parceiro Severino Lourenço estamos juntos nessa etapa, para organizar e contribuir ainda mais para nossa Paraíba e representar todos que fazem a robótica educativa”, disse André Medeiros.
O evento reúne representantes de 45 países em 400 equipes de competição de futebol de robôs. Ela é dividida em quatro áreas: RoboCup Soccer, RoboCup Rescue, RoboCup Home e RoboCup Junior.
Renato Sales com o professor Severino


sábado, 19 de julho de 2014

Vereadora Sônia entra para o quadro de sócios do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar

A vereadora Sônia Oliveira (foto), de Itabaiana, assinou ficha de sócio da Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba, mantenedora do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, seguindo o vereador Semeão Rodrigues, que também é sócio contribuinte da entidade.

Para Semeão, é importante apoiar iniciativas da sociedade civil para fortalecer cada vez mais essas entidades, seja do campo cultural, social ou esportivo. “Não só os vereadores devem contribuir, mas toda sociedade, principalmente o Poder Executivo, porque é uma responsabilidade coletiva de auxiliar quem se propõe a educar e difundir cultura”, afirmou.


O Ponto de Cultura cantiga de Ninar é uma entidade civil sem fins lucrativos sediada em Itabaiana, onde mantém um grupo de teatro, biblioteca, cineclube e cursos de música, teatro, artesanato, artes plásticas e audiovisual. 

sexta-feira, 18 de julho de 2014

ITABAIANA


Construtoras aquecem segmentos de hotéis, 

restaurantes e locação de imóveis

Tráfego pesado em Itabaiana. População já pede municipalização do trânsito. (Foto: Blog Click Conexão)
As empresas responsáveis pelas obras do canal Acauã/Araçagi e ampliação da Cagepa estão aquecendo o setor de hotéis e restaurantes, além da locação de imóveis na cidade. Esperada para ser iniciada em agosto, a construção do Instituto Federal de Educação e Ciência da Paraíba também já reflete no comércio local, segundo informes de empresários itabaianenses. Para Marcos Carvalho, comerciante, a realidade é que “os fornecedores são de fora, portanto não estamos tendo grande movimentação nesse setor, mas é significativo o aumento de demanda no segmento de restaurante e hotel, com reflexo na locação de imóveis que vem aumentando consideravelmente seus preços”, afirmou ele.
A estimativa é de que o faturamento nos restaurantes, hotéis e outros locais de alimentação tenha aumentado em mais de 30%.  A forte presença de pessoas de fora, trabalhadores das empresas construtoras, tem mostrado um lado negativo da cidade, ainda conforme Marcos Carvalho. Para ele, é lamentável que Itabaiana não esteja preparada para receber um fluxo maior de visitantes, que procuram por roteiros turísticos e locais de lazer cultural ou puro entretenimento de qualidade, e não encontram. “Em Itabaiana, só temos a oferecer caldinho e espetinho na rua. Nosso lazer é só cachaça mesmo”, lamentou. O segmento hoteleiro de Itabaiana, estimulado pela nova demanda, vem registrando bons números de ocupação. No entanto, a rede hoteleira se resume a dois hotéis e algumas pousadas.
Com o aumento da população flutuante, crescem também os problemas no trânsito da cidade. À frota de Itabaiana, calculada em torno de cinco mil veículos, juntam-se os automóveis dos visitantes. Com a maior frota da região metropolitana, a cidade se depara com problemas crônicos de mobilidade urbana e gargalos como a interdição da ponte velha sobre o rio Paraíba.