sábado, 25 de outubro de 2014

Poetisa de Itabaiana é a primeira mulher aceita na Academia Paraibana de Literatura de Cordel

luciene soares
A Academia Paraibana de Literatura de Cordel recebe a adesão da primeira mulher, a poeta Luciene Soares. Ela é filha do poeta Severino Dias, já falecido, e esposa de outro vate, o também itabaianense Sander Lee, hoje radicados em João Pessoa.
A literatura de cordel tradicional não registra muitas autoras, talvez pela influência cultural machista do povo nordestino, preconceito que vem sendo rompido com a presença de valorosas poetisas no universo do verso popular. As mulheres sempre foram retratadas na literatura de cordel, na primeira metade do século XX, no papel de anti-heroínas, de mulheres malcriadas e falsas, como também de mulheres puras de boa conduta, identificadas como Eva ou Virgem Maria, respectivamente. “Nesse sentido, fica evidenciada a presença de uma cultura misógina que permeia as representações femininas em distintas linguagens nos diversos segmentos sociais”, escreveu a professora e pesquisadora Maria Ângela de Faria Grillo. Na modernidade, a mulher passou a assumir o papel de autora de poesia cordelesca, publicando suas obras principalmente na internet.
A Academia vem recebendo adesões de vários poetas paraibanos, entre eles o cordelista Antônio de Pádua Gomes, da cidade de Itatuba. Provisoriamente abrigada no Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, em Itabaiana, os organizadores pretendem instalar oficialmente a entidade no próximo ano, com o objetivo de discutir, divulgar e preservar esta que é uma das principais e mais antigas manifestações populares do Brasil.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Prefeitura de Itabaiana espera instalar mamógrafo em parceria com Governo do Estado

Estudantes e funcionários públicos na caminhada do Outubro Rosa em Itabaiana

Em entrevista à imprensa ontem, 22 de outubro, durante a caminhada do “Outubro rosa”, que chamava a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama, o chefe da assessoria de comunicação da Prefeitura, Carlão Melo, disse que, infelizmente, o Município ainda não conta com mamógrafo para diagnosticar a doença, mas que o prefeito Antonio Carlos já está preparando projeto em parceria com o Governo do Estado para adquirir este equipamento. “O mamógrafo deve vir acompanhado de digitalizador e impressora a lazer, e isso custa muito caro, sendo que Itabaiana é um Município pobre, que vive basicamente de recursos federais e não tem condições de arcar com um investimento desse porte”, disse ele.

O mamógrafo também deve ser acompanhado de aparelho complementar chamado de Sistema Radiográfico computadorizado da Regius Modelo 210 (Importado do Japão). Todo o conjunto fica em torno de meio milhão de reais, além da contratação de radiologista e treinamento de alta qualidade para equipe técnica. Para Régis Marques, morador da cidade, esse investimento é quase igual ao que a Prefeitura gasta no período carnavalesco com bandas, blocos e fornecimento de material para decoração, entre outras despesas da festa momesca. “O que esses prefeitos querem, na verdade, é aparecer nessas caminhadas como o Outubro Rosa, mas falta vontade política para ajudar as mulheres pobres a se proteger dessa doença terrível”, afirmou.


Para a médica Aparecida Amorim, ex-prefeita de São José dos Ramos, a campanha deixa a desejar em relação a resultados práticos. “É muita mídia e pouca ação, as mulheres precisam de cuidado e as ações propostas são limitantes e pouco acessíveis. Pela prevalência do câncer, necessário se faz a busca ativa de formas de prevenção, é mais econômico e eficaz,” concluiu.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014


Ponto de Cultura sediará Academia de Cordel em Itabaiana

O Ponto de Cultura Cantiga de Ninar abrirá espaço para o funcionamento da Academia Paraibana de Literatura de Cordel, entidade a ser fundada em 20 de dezembro de 2014 na cidade de Itabaiana, organizada pelos poetas Orlando Otávio, Antonio Costta, Walter da Luz, Sander Lee e Fábio Mozart. A Academia pretende reunir poetas que trabalham com literatura de cordel, emboladores, repentistas, xilogravuristas e estudiosos do setor. “Vamos armar nossa tenda para a preservação da literatura de cordel, talvez uma impressora para produzir nossos livrinhos e reunir mensalmente os poetas para tertúlias e trocas de experiências”, disse Mozart, para quem a entidade também servirá para homenagear e guardar as obras dos poetas populares consagrados da região, a exemplo de Manoel Xudu e Zé da Luz.

Os “cordelianos” já estão sendo convidados para compor a associação, no intuito de preservar essa arte que subsiste no Nordeste do Brasil. Um deles é o xilogravurista Josafá de Orós, radicado em Campina Grande, autor de muitas capas de folheto e estudioso do tema.



terça-feira, 21 de outubro de 2014

JURIPIRANGA

Prefeitura já organiza serviços fúnebres para o dia de finados




Visando a aproximação do dia de finados, a Prefeitura de Juripiranga, através da Secretaria de Infraestrutura, deu início neste domingo (19) aà preparação para manutenção das ações e dos serviços de humanização que são anualmente oferecidos às famílias que possuem parentes e amigos sepultados no Cemitério São Sebastião;

Pelo segundo ano consecutivo, a atual gestão do Prefeito Dr. Paulo Dália vem dando uma atenção especial a todas as pessoas que visitarão o cemitério público. Neste domingo (19) foram abertas as inscrições para os trabalhadores formais e informais do município se credenciarem para a prestação de serviços durante os dias que antecedem o 02 de novembro.

O número de trabalhadores e taxas cobradas para os serviços foram definidos em reunião pelos próprios prestadores de serviços, que deverão estar padronizados e preparados para oferecer um serviço de qualidade e de forma humanizada a todos os interessados.

Durante a reunião, os trabalhadores já credenciados, foram informados de que os serviços que eles deverão prestar às pessoas no cemitério, serão opcionais, e que estes estão automaticamente autorizados a fazer por conta própria os mesmos serviços nos túmulos de seus parentes, economizando a mão-de-obra.

Além das despesas opcionais com a pintura, lavagem, manutenção e preparação geral dos túmulos para o dia de finados, os familiares deverão pagar os tributos cobrados pelo setor competente da Prefeitura. Os recursos serão destinados para a manutenção das atividades permanentes do Cemitério, pagamento de água, energia e realização de novas obras de infraestrutura do local.

Desde o ano passado, a Secretaria Municipal de Infraestrutura disponibilizou um funcionário exclusivo e permanente para a manutenção da limpeza do cemitério, bem como limpeza das adjacências.

Ino Lucas 





segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Câmara de Itabaiana ameaça ir de encontro às normas de conservação do Paraíba

Estudantes mostram cartazes de protesto contra ameaça de revogação de lei de proteção ao rio Paraíba, em sessão na Câmara de Itabaiana


Copam aprova critérios para extração de areia nos leitos dos rios


“É uma vitória muito grande!”. Foi assim que a promotora de Justiça que coordena o Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Andréa Bezerra Pequeno, comemorou a aprovação das regras para o licenciamento ambiental de projetos de extração de areia nos leitos dos rios paraibanos.

A deliberação foi feita pelo Conselho de Proteção Ambiental (Copam) - colegiado integrado pelo Ministério Público estadual (MPPB) -, na manhã desta terça-feira (16), na Sala de Sessões da sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa, depois de muitas discussões e reuniões.

A expectativa é de que a deliberação com as regras para o exercício dessa 
atividade seja publicada até a próxima semana. O documento terá validade em todo o território paraibano e vai nortear também a atuação dos promotores de Justiça para combater o processo de degradação que atinge vários rios, com destaque para o Rio Paraíba. “Embora existissem pronunciamentos por parte da Sudema (Superintendência do Meio Ambiente do Estado da Paraíba), a ausência de critérios específicos acabava fragilizando todo processo. Essa regulamentação, essas novas condicionantes à quantidade de areia que deve ser extraída dos mananciais, por exemplo, além de trazer sustentabilidade a essa atividade econômica, preservando o meio ambiente, também vai tornar mais fácil o trabalho de fiscalização dos promotores de Justiça. Vamos exigir dos empreendedores e também da Sudema o cumprimento dessa regulamentação”, explicou Andréa Bezerra.

A deliberação do Copam traz cerca de 20 artigos, seu objetivo é proteger os recursos hídricos (e garantir a conservação e os usos múltiplos nos cursos d´água) e áreas de preservação permanente localizadas próximas aos leitos dos rios, além de garantir o respeito às populações ribeirinhas, usuárias tradicionais desses cursos d´água perenes ou intermitentes e de proporcionar à Sudema procedimentos para fazer o licenciamento ambiental e fiscalizar as atividades licenciadas.

Enquanto isso, a Câmara de Vereadores de Itabaiana, a maior cidade do vale do rio Paraíba, tentou votar projeto de lei que revoga a legislação municipal de proteção ao rio, só não o fazendo por pressão da sociedade civil através de estudantes e outras pessoas conscientes da gravidade dessa ação parlamentar.

Luta

Há cerca de seis meses, o Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente do MPPB tem cobrado do poder público medidas para combater a degradação dos rios existentes no Estado, com destaque para o Rio Paraíba.

Várias reuniões foram realizadas para identificar os principais problemas que provocam a degradação do Rio Paraíba, especificamente, por se tratar do rio mais importante do Estado. Dentre os problemas enfrentados pelo rio estão a extração irregular de areia, a poluição causada por matadouros, olarias e pelo despejo de esgoto, por exemplo. Uma das medidas adotadas pela Sudema foi a contratação do 
especialista da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ricardo Braga, para coordenar um estudo detalhado sobre o Rio Paraíba.

A regulamentação dos critérios para a extração de areia nos leitos dos rios paraibanos é um dos resultados da intervenção do MPPB nessa área.


domingo, 19 de outubro de 2014

Poeta lança cordel para o Dia D do Outubro Rosa


O poeta Orlando Otávio, do Núcleo de Literatura do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, lançará seu cordel “Outubro Rosa” na próxima quarta-feira, 22 de outubro, em Itabaiana, durante o Dia D do Outubro Rosa. O evento terá concentração pela manhã no coreto da cidade, na Praça Manoel Joaquim de Araújo, e seguirá em cortejo para o pátio da Policlínica, no bairro do Cochila, antiga Casa da Mãe Pobre. Serão armadas tendas no local, com exposição de material alusivo à data, sob a coordenação da Secretaria de Saúde do Município.

“Para mim, é uma grande satisfação poder contribuir com esse cordel para a conscientização da necessidade de prevenção do câncer de mama, mesmo porque a literatura tem seu papel social e o cordel é uma forma popular de comunicação e interação social”, afirmou Orlando Otávio.

A iniciativa irá beneficiar o público feminino e tem como foco o combate ao câncer de mama e do colo do útero. A expectativa da Secretaria de Saúde é de que as escolas públicas participem da campanha no seu Dia D.

Segundo o Ministério da Saúde, são mais de 51 mil casos estimados no Brasil só para este ano, sendo o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo. Os dados são alarmantes. São milhares em todo o Brasil que estarão adquirindo a doença. Por meio da Campanha do Outubro Rosa, objetiva-se ajudar a população a ter mais conhecimento desta doença, de como se prevenir e como proceder caso seja identificado algum sintoma.


sábado, 18 de outubro de 2014

Produtores lançam projeto de desenvolvimento da bacia leiteira do vale do Paraíba


Os produtores de leite na região do vale do Paraíba estão estruturando o lançamento do Projeto de Desenvolvimento da Bacia Leiteira, com apoio de políticos e empreendedores da Paraíba e Pernambuco, conforme anunciou Júnior Pacheco, agropecuarista e vereador em Itabaiana. O projeto prevê a produção de cerca de 50 mil litros de leite/dia, produção que será absorvida pelas indústrias de laticínio em Pernambuco, principalmente a empresa ligada ao ex-prefeito de Timbaúba e atual deputado federal, Marinaldo Rosendo.

O projeto pretende praticamente aumentar em cinco vezes a produção de leite nos municípios de Itabaiana, Salgado de São Félix, Mogeiro e Pilar, com ênfase na qualidade e tecnologia do processamento, com inclusão de assistência técnica efetiva e contínua, com investimentos dos parceiros e produtores, além do apoio do Estado da Paraíba, visando o aumento da produtividade. “Atualmente, nossa bacia leiteira produz apenas 10 mil litros de leite/dia, e mesmo assim temos dificuldade de colocar o produto no mercado, por falta de incentivo”, disse Júnior Pacheco. Com o projeto de expansão da produção, a atividade terá um incremento considerável, pois trará melhora significativa para quem está no campo. “A maioria dos pequenos produtores vive da produção de leite e habilitar estas pessoas traz aumento da capacidade de produzir e melhora na qualidade do produto final, a partir da garantia de mercado”, explica Pacheco.


AREIA DO RIO

Sobre o polêmico projeto de revogação da lei que protege o rio Paraíba no município de Itabaiana, Júnior Pacheco explicou que, efetivamente, o prefeito da cidade, Antonio Carlos Melo Júnior, foi procurado pelo empresário pernambucano Antonio Ferreira para facilitar a tramitação do projeto na Câmara. Efetivamente, o prefeito mandou sua assessoria técnica elaborar o projeto, que não chegou a tramitar na Câmara, já que o próprio líder do prefeito, vereador Ronaldo Gomes, posicionou-se contra a matéria.


“Eu sou contra esse projeto, já que a exploração de areia do rio só traz prejuízo para a cidade e o meio ambiente”, afirmou Júnior Pacheco, defendendo apenas a retirada do aterro do rio nas imediações da barragem da Cagepa no distrito de Campo Grande “para que a areia seja utilizada em obras públicas e não vendida para empresários de fora”, explica ele. Com essa operação, o rio seria desassoreado e o Município sairia ganhando, disse Pacheco.